Casagrande e seus demônios

Sim, adoro o Direito, em especial o Direito Administrativo, e cada vez mais o Direito Constitucional.

Mas nas férias gosto de ler livros que não têm nada a ver com o Direito.

Em 2014 já comentei aqui a imperdível biografia do Doutor Sócrates.

Também aqui já comentei sobre o dia em que encontrei o Casagrande, por coincidência, em uma livraria em Fortaleza, em 2013.

Mas infelizmente eu ainda não havia conseguido ler a biografia do Casão (tenho ela assinada).

Após saber que um amigo, não corinthiano, já havia lido o livro, e depois de me informar do lançamento do segundo livro do Casa com o Gilvan Ribeiro, o “Sócrates Casagrande: uma história de amor”, coloquei o livro “Casagrande e seus demônios” como minha prioridade nessas férias de julho de 2016.

Gramado, lareira e chimarrão, ajudaram na leitura desse belo livro.

Mostra a vida de Casão, sua atuação como moleque, jogador de futebol, político, inclusive sua luta contra o vício de drogas. Uma ótima leitura, recomendo!

Anúncios

Gaviões da Fiel protesta contra a Rede Globo

Captura de Tela 2016-02-12 às 00.20.43

A maior torcida organizada do Brasil, a Gaviões da Fiel, do Corinthians, abriu três faixas de protesto, sendo duas contra a Rede Globo de Televisão, o que gerou agressões da Polícia Militar contra os torcedores no jogo de ontem (11) entre Corinthians e Capivariano, na Arena Corinthians.

As mensagens eram: “Rede Globo o Corinthians não é seu quintal”, “jogo às 22h também merece punição” e “cadê as contas”.

Propaganda eleitoral positiva ou negativa realmente pode haver alguma justificativa de proibição, mas não há motivo para se proibir protestos nos estádios contra a Rede Globo, que obriga todos os brasileiros a assistirem os jogos depois da novela das 21h e manda no futebol brasileiro, e contra a Federação Paulista de Futebol.

Playboy pede Impeachment de Dilma no jogo do Corinthians na terra da Disney

FullSizeRender-6

Playboy endinheirado, de São Paulo, corinthiano, com um iPhone 6 (quase R$ 4 mil), óculos Prada (R$ 1.000,00) e camisa oficial do Corinthians (R$ 250,00).

Foi ao jogo Corinthians versus Atlético Mineiro no Torneio da Flórida (estado onde fica a Disney), que está ocorrendo nos Estados Unidos da América, com importantes times de futebol do Brasil e de outros locais do mundo.

Não levou uma bandeira ou faixa do Corinthians ou do Brasil, mas sim uma faixa preta com a frase em amarelo “Impeachment 13/3”, chamando para mais uma manifestação da classe média e da elite financeira do país que ocorrerá em março pelo golpe contra a presidenta Dilma Rousseff (PT).

Uma fonte do Blog do Tarso, que estava na Arena em Boca Raton, entrevistou o sujeito, que disse que “no Brasil não pode colocar uma faixa porque não tem Democracia”. E “que aqui aqui tenho liberdade para protestar e no Brasil não tenho”.

O sujeito não deve saber o que foi a Democracia Corinthiana e se o Doutor Sócrates estivesse vivo e se o sujeito o encontrasse na rua, provavelmente gritaria “vai para Cuba!”. Deve conhecer apenas o milionário e obeso Ronaldo, dono de time na Flórida, que apoiou Aécio Neves (PSDB) em 2014 e também não quer mais a Dilma no poder.

O jogo passou ao vivo na TV Globo para milhões de brasileiros. Uma coisa não podemos negar: os golpistas são bons de mídia!

Foto do torcedor endinheirado que quer o golpe contra Dilma. Foto

Foto do torcedor endinheirado que quer o golpe contra Dilma. Foto exclusiva da fonte do Blog do Tarso

Democracia em preto e branco

cartazfinal_21

Acabei de assistir o documentário de 2014 chamado “A democracia em preto em branco”. É de arrepiar. Se você gosta de política, futebol, rock ou do Corinthians, é imperdível. Imagine se você gostar de todos eles?

O documentário mostra cenas inéditas do período da “Democracia Corinthiana”, quando no timão o Sócrates e o roupeiro do time tinham um voto nas decisões.

É relatado que o movimento corinthiano influenciou as Diretas Já.

Aparece o movimento do rock nacional contestador da década de 1980.

Tudo no período da redemocrarização do Brasil pós-anistia entre 1982 e 1984.

Uma época que consolidou minha paixão pelo futebol e pelo Corinthians.

Uma época que consolidou minha paixão pela política e pela democracia.

Uma época que consolidou minha paixão pelo rock como um símbolo de rebeldia contra o status quo.

Com a locução da rockeira e corinthiana Rita Lee.

Com músicas e depoimentos do Ira, Titãs, Legião Urbana, Paralamas do Sucesso, Barão Vermelho e Plebe Rude.

Com depoimentos de políticos como o corinthiano Lula e FHC (que na época era de esquerda) e de jornalistas como José Trajano e Juca Kfouri.

E, claro, com falas de Sócrates, Casagrande e Wladimir, o trio responsável pela Democracia Corinthiana que influenciou o rico período político do país e o próprio movimento da Diretas Já. Até o reacionário e autoritário Leão, que minou a Democracia Corinthiana, aparece.

Sócrates é o meu maior ídolo do Corinthians e um dos grandes ídolos políticos.

Casagrande depois em 1985 foi considerado o melhor jogador da seleção brasileira.

Me lembrei do meu pai, que me levava no Morumbi, nosso salão de festas, para ver o Corinthians de Solito; Alfinete (Zé Maria), Mauro, Daniel González e Wladimir; Paulinho, Sócrates e Zenon (Eduardo); Ataliba, Casagrande e Biro-Biro. Inclusive, vi a final do Campeonato Paulista de 1982, auge da Democracia Corinthians, quando o timão foi campeão em cima do quase invencível e então bi-campeão paulista São Paulo, com placar de 3 a 1. Me lembrei do meu pai e da minha mãe, que participaram do movimento das Diretas Já. Me lembrei dos meus tios corinthianos Neide e Geraldo.

Veja o trailer do filme:

Você pode assistir no Netflix.

Numa época em que há, por incrível que pareça, brasileiros defendendo o retorno da ditadura militar e o golpe, o documentário é importante para a reflexão dos mais jovens e o reavivamento da memória dos jovens há mais tempo.

O documentário termina com a seguinte frase:

“Da frustração das diretas pra cá a democracia brasileira se consolidou, mas o pior da ditadura ainda sobrevive, na alienação promovida pelo Estado e pela mídia e nos métodos brutais das polícias militares. É preciso seguir lutando!”

democracia-em-preto-e-branco 370122.jpg-r_640_600-b_1_D6D6D6-f_jpg-q_x-xxyxx

Jogador Sócrates, do Corinthians.

Jogador Sócrates, do Corinthians.

cena-de-democracia-em-preto-e-branco-1414612863098_908x580

Imperdível a biografia do Doutor Sócrates

Capa_Socrates.indd

Acabei de ler a biografia que ganhei de Natal “Sócrates: a história do jogador mais original do futebol brasileiro”, que acabou de ser lançada pela editora Objetiva. Foi a minha leitura de um livro de mais de 200 páginas mais rápida de todos os tempos.

O autor da obra é Tom Cardoso, que já escreveu a biografia do meu xará Tarso de Castro, que foi um dos fundadores do “O Pasquim” e ex-colunista da Folha de S. Paulo, e inspiração para o meu nome (não, meu nome não foi inspirado no 13º Apóstolo, o Paulo ou Saulo de Tarso).

Você é corinthiano, gosta de política e é de esquerda? A leitura da biografia do Doutor Sócrates é obrigatória!

Você é corinthiano, gosta de futebol, gosta de política, gosta da história recente do Brasil ou é de esquerda? A leitura desse livro é mais do que recomendada.

Tom, com muita competência, contou a história de Sócrates, unindo as suas questões pessoais, futebolísticas e políticas e, com maestria, faz o leitor não conseguir parar de ler o livro, mesmo que já saibamos o final.

Segundo o jornalista Fábio Altman, que escreveu a apresentação da obra, Sócrates foi “um dos mais peculiares meio-campistas da história do futebol em todo o mundo”. O jornalista palmeirense Mauro Beting, no prefácio, diz que talvez tenhamos tido craques maiores do que Sócrates em campo, mas é ”possível que nenhum brasileiro tenha jogado melhor pelo país” do que Sócrates em “todos os campos”.

Cardoso trata o paraense filho de um cearense de Messejana e de uma paraense como no título da obra, como “o mais original jogador da história do futebol brasileiro”.

Sócrates Brasileiro Sampaio de Souza Vieira de Oliveira começou sua carreira de jogador no Botafogo de Ribeirão Preto mas se imortalizou no Corinthians, não apenas pelo seu futebol e liderança dentro de campo, mas também pela implementação da Democracia Corinthiana (prefiro escrever assim mesmo, com “th”, e não Corintiana) junto com Wladimir e Casagrande, após assumir o poder no Corinthians o sociólogo Adilson Monteiro Barros como diretor de futebol do timão.

Na verdade Wladimir, filiado ao Partido dos Trabalhadores, inicialmente era muito mais politizado do que Sócrates, que aos poucos deixou de ser apenas da esquerda festiva para se tornar o grande líder da Democracia Corinthiana.

Na Democracia Corinthiana do diretor de futebol aos roupeiros, todos tinham o mesmo direito ao voto para as tomadas de decisões, e não havia concentração.

Sócrates foi o grande líder dentro e fora de campo da seleção brasileira da Copa da Espanha de 1982, de Zico, Falcão, Júnior, Eder e grande elenco, quando a “canarinho” encantou o mundo com o seu belo futebol, mesmo não sendo campeã.

Após a Copa, Sócrates, Casagrande e Wladimir organizaram uma grande festa, dentro do Corinthians, para arrecadar fundos para a campanha de Luiz Inácio Lula da Silva para o governo de São Paulo, com a presença de Gonzaguinha, Fagner e Djavam. Lembrando que existiam conselheiros de extrema-direita no clube, como Romeu Tuma, apoiador da ditadura e ex-diretor-geral do DOPS – Departamento de Ordem Política e Social.

A Democracia Corinthiana ainda colocou na camisa do Corinthians o dizer “Dia 15 vote“, incentivando a participação democrática nas eleições para governador de São Paulo, e levava faixas ao campo como “ganhar ou perder, mas sempre com democracia”.

O Corinthians apoiou o movimento das Diretas Já em 1984, que não teve adesão da TV Globo, e Sócrates chegou a dizer em comício que se a Emenda Dante de Oliveira fosse aprovada ele não sairia do Brasil para jogar na Europa.

O Governador de São Paulo, Franco Montoro (então no PMDB) chegou a esboçar uma possibilidade que a CESP patrocinasse Sócrates para ele ficar no Brasil, mas desistiu após o jogador criticar a morosidade do governo e tecer elogios à Lula.

Com a não aprovação das eleições diretas para presidente, e sem o Corinthians ter condições de segurar Sócrates, o Doutor foi jogar na Fiorentina, onde ficou por um ano e meio com muitas contusões, dificuldades de relacionamento e brigas políticas. Sócrates apoiava o Partido Comunista Italiano, contra os donos do seu time, de uma elite reacionária.

A Democracia Corinthiana chegou ao fim após boicotes do goleiro Leão, criticas de Biro-Biro (filiado ao PDS) e derrota da diretoria para o grupo de Vicente Matheus. O que, além dos problemas financeiros do Corinthians, impossibilitou a volta de Sócrates para o timão.

Em 1985 fez militância política para Fernando Henrique Cardoso (então no PMDB) nas eleições para prefeito de São Paulo. Por mais que fosse simpatizante do Partido dos Trabalhadores de Eduardo Suplicy, pregou o voto útil em FHC, pois não havia segundo turno, para derrotar Jânio Quadros do conservador PTB, que acabou vencendo.

Na Copa de 1986 no México Sócrates voltava de contusão e não teve o mesmo brilho, mas foi titular. Criticou o regime político no México, usou faixas contra o governo dos Estados Unidos e foi o único a perceber em um jogo que trocaram o Hino Brasileiro pelo Hino da Bandeira. Talvez o único erro do livro seja dizer que Sócrates era o camisa 8 também na Copa de 86, quando na verdade ele era o camisa 18.

Sem o mesmo brilho Sócrates jogou no Flamengo, Santos e se despediu do futebol no seu Botafogo de Ribeirão Preto. Em 2004 ainda jogou algumas partidas para o time inglês Garforth Town Association Football Club, aos 50 anos de idade.

Sócrates chegou a ser Secretário de Esportes de Ribeirão, na gestão do prefeito Antonio Palocci Filho, ocupou alguns cargos de técnico e comentarista, chegou a ser sondado mas recusou ser Ministro dos Esportes de Lula, tentou ser presidente da CBF, e nos últimos anos foi colunista da revista Carta Capital. Estava negociando ser técnico da seleção de Cuba.

Sócrates tinha críticas a alguns membros do governo Lula, mas sempre apoiou o presidente, e votou em Dilma Rousseff em 2010.

Nosso herói infelizmente era alcoólatra, e morreu devido a uma cirrose hepática em 4 de dezembro de 2011, no dia em que o Corinthians foi campeão brasileiro pela quinta vez.

O livro conta histórias engraçadas, tristes e mostra as falhas e erros de Sócrates. Mas o Doutor é inesquecível apenas porque não foi perfeito em tudo o que fez. Não despontou antes para o futebol porque estudava medicina. Não era tão atleta porque bebia e fumava. Não se deu tão bem em lugares por onde passou porque atuava politicamente, como cidadão, e isso não era aceito em várias esferas. Era questionador, festeiro, mas muito amigo de seus amigos.

Sócrates é meu grande ídolo no futebol e um dos maiores em todas as áreas. Sou fã desde 1982, vi vários jogos do Doutor, mas o conheci pessoalmente apenas em 2010 em Curitiba, em palestra que ele falou sobre futebol e política. Sarrista, quando perguntei para ele sobre seu desafeto Leão e disse que eu tinha uma filha já corinthiana com então 4 anos de idade que queria um autógrafo, ele ainda brincou que seu filho Fidel também tinha a mesma idade e quem sabe poderia ser um futuro namorado.

Desejo que o livro vire um filme de qualidade, para que a história do Doutor Sócrates seja ainda mais popularizada.

Tarso Cabral Violin – advogado e professor universitário, autor do Blog do Tarso, é corinthiano desde que nasceu por influência paterna e por ver desde pequeno os jogos do time de Sócrates, Casagrande e Wladimir, da Democracia Corinthiana, em especial o bi-campeonato Paulista de 1982-1983 com seu pai no estádio do Morumbi, o salão de festas do Corinthians

Veja o episódio dos Simpsons sobre a Copa do Mundo de Futebol no Brasil 2014 com a Arena Corinthians

Captura de Tela 2014-04-02 às 21.56.52

Veja o episódio dos Simpsons sobre a Copa do Mundo de Futebol no Brasil 2014. Aparece a Arena Corinthians que será o palco da abertura da Copa. Clique aqui e veja, com legendas.

 

Vídeos emocionantes sobre o novo estádio do Corinthians

Luiz-Inacio-Lula-da-Silva-e-o-Dr-Socrates

É imperdível o belo vídeo acima (1’05” – 8’11”) da TV Folha sobre o novo estádio timão, a Arena Corinthians. Defendo que o estádio seja denominado Doutor Sócrates ou Presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Será o palco da abertura da Copa do Mundo de Futebol que ocorrerá no Brasil, com o jogo entre a seleção brasileira e a Croácia.

O estádio foi construído com 0% de dinheiro público. Foram incentivos fiscais e empréstimo do BNDES, fomento estatal, com previsão constitucional, que qualquer empresa brasileira pode conseguir.

Veja também o time-lapse da construção do Itaquerão, também espetacular, com um belo áudio:

Hoje Doutor Sócrates faria 60 anos

socrates-corinthians-1983-size-598

O ex-jogador Sócrates, ou Doutor Sócrates, do Corinthians, se ainda estivesse vivo completaria hoje 60 anos. É o meu maior ídolo no futebol, por sua categoria, liderança e posições políticas. Foi o líder da Democracia Corinthiana durante a ditadura militar-empresarial.

Parabéns magrão!

Veja alguns dos postos sobre Sócrates:

Um ano sem o Doutor Sócrates do Corinthians

Doutor Sócrates (1954 – 2011)

Minha homenagem ao Corinthians – Força Doutor Sócrates

Ode ao magrão – Idelber Avelar

Socrates, craque da bola e da democracia – Celso Unzelte

Uma tarde em Florença – Luis Fernando Verissimo

Entrevista de Juca Kfouri com o Dr. Sócrates

Último texto do Doutor Sócrates na revista Carta Capital

Mais charges do Doutor Sócrates

Mais charges sobre o Sócrates e o Corinthians

Sócrates no De Frente com Gabi (Marília Gabriela), de 26/10/2011, reprisado hoje

Corinthians é o campeão da Recopa 2013 sobre o São Paulo. Veja o pôster

Captura de Tela 2013-07-17 às 23.07.48

O Corinthians acabou de vencer o São Paulo por 2 X 0 e é o campeão da Recopa Sul-Americana de 2013, no Pacaembu, com gols de Romarinho e Danilo. Em um ano é o terceiro título internacional do time que foi campeão da Copa Libertadores da América em julho de 2012 e do Mundial de Clubes pela FIFA em dezembro de 2012. O Corinthians ainda é o atual campeão paulista de 2013.

O timão já havia vencido o jogo de ida por 2 a 1 no Morumbi, considerado o salão de festas do Corinthians.

A Recopa é uma competição oficial organizada pela Confederação Sul-Americana de Futebol – CONMEBOL, e é disputada entre o campeão da Libertadores e o campeão da Copa Sul-Americana.

Corinthians: Cássio, Edenílson, Gil, Paulo André e Fábio Santos; Ralf e Guilherme e Danilo; Romarinho (Renato Augusto), Emerson e Paolo Guerrero (Alexandre Pato). Técnico Tite.

São Paulo: Rogério Ceni; Douglas, Lúcio, Rafael Toloi e Juan (Maicon); Wellington (Aloísio), Denilson, Rodrigo Caio e Paulo Henrique Ganso; Osvaldo e Luis Fabiano. Técnico Paulo Autuori.

Captura de Tela 2013-07-17 às 23.19.33

Anderson Silva perde para Chris Weidman por nocaute

Captura de Tela 2013-07-07 às 02.14.46

O corinthiano Anderson Silva brincou, brincou e levou um soco no queixo no segundo round e foi nocauteado pelo estadunidense Chris Weidman na briga pelo cinturão dos médios do UFC. A luta foi em Las Vegas, nos Estados Unidos da América. O paulistano que fez toda a sua formação como lutador em Curitiba nega, mas vai ter revanche. Spider era o recordista de defesas consecutivas de cinturão (10) e estava invicto no UFC (16 lutas).

Depois de quase dois anos o contrato de patrocínio entre Corinthians e Anderson Silva não foi renovado pelos representantes legais de Silva há poucas semanas. Seria praga por seus empresários terem virado as costas para o timão?

Captura de Tela 2013-07-07 às 02.15.21

Casagrande

Captura de Tela 2013-06-18 às 22.38.30

Eu tinha menos de dez anos quando vi um time mágico no Estádio do Morumbi vencer os títulos paulistas de 1982 e 1983. O Corinthians era bicampeão paulista, um campeonato que ainda era muito importante, no nível de um título brasileiro. Depois esse mesmo time criou a Democracia Corinthiana, capitaneada pelo Doutor Sócrates, Casagrande e Wladimir, no qual o roupeiro do time tinha o mesmo poder do Sócrates, do técnico ou presidente do clube. O movimento foi decisivo para as próprias Diretas Já.

O artilheiro desse time era Casagrande, o jogador rebelde, roqueiro e de esquerda. Em 1985 Casagrande chegou a ser o melhor jogador do país, titular da seleção brasileira. Naquele ano eu tinha que fabricar um boneco de arame e jornal na escola e quem eu fiz? Casagrande!

Estou em Fortaleza para assistir o jogo de amanhã entre Brasil e México. Hoje perguntei onde minha filha queria ir e ela prontamente respondeu: Livraria Cultura. Fui para lá, deixei ela lendo livros com a avó e mãe e me dirigi para a seção dos livros de Direito. E quem eu vejo fazendo um noite de autógrafos da sua biografia? Walter Casagrande Júnior, um dos meus ídolos da infância.

Claro que comprei prontamente seu livro e pedi seu autógrafo e foto. Recomendo o livro escrito por Casagrande, hoje o principal comentarista esportivo da rede Globo, e pelo Gilvan Ribeiro, com o título “Casagrande e seus demônios”. Conta inclusive a recuperação da dependência química de Casagrande.

Já conheci pessoalmente o Sócrates, Biro-Biro, Wladimir, Neto, Marcelinho Carioca, entre outros ídolos do timão. Mas esse encontro teve um gostinho especial, de lembrança. Lembrança dos jogos do Corinthians que meu pai me levava para assistir no salão de festas do Corinthians, o estádio do Morumbi, lembrança do bicampeonato 82/83, lembrança da Democracia Corinthiana, lembrança do Casão que já deu muito alegria para a sofrida torcida corinthiana.

Corinthians é o time de fora da Europa mais valioso do mundo

Captura de Tela 2013-05-29 às 11.02.45

O Bi-Campeão Mundial Corinthians é o time com a 19ª marca mais valiosa entre os clubes de futebol do mundo, conforme estudo da Brand Finance, e vale US$ 103 milhões. O primeiro colocado é o Bayern de Munique, que vale US$ 860 milhões. Entre os 50 primeiros colocados estão os brasileiros Santos (38º), São Paulo (39º), Flamengo (45º) e Internacional (46º), que são os únicos times de fora da Europa que aparecem na lista.

A lista dos 10 maiores ainda tem Manchester United/ING, Manchester United/ING, Barcelona/ESP, Chelsea/ING,  Arsenal/ING, Liverpool/ING, Manchester City/ING, Milan/ITA e Borussia Dortmund/ALE.

Mas apenas Corinthians e Barcelona são Bi-Campeões Mundiais em torneios organizados pela FIFA.

A Brand Finance disse que os times brasileiros cresceram bastante graças ao crescimento da economia do Brasil e à crescente paixão de seus torcedores.

Corinthians é campeão paulista de 2013. Veja o poster oficial do timão que ganhou o 27º paulistão

Captura de Tela 2013-05-19 às 17.28.14

Corinthians Campeão Paulista de 2013. Foto de AFP PHOTO / Miguel SCHINCHARIOL

O atual campeão mundial Sport Club Corinthians Paulista conquistou hoje seu 27º título do Paulistão, ao empatar com o Santos de Neymar por 1 X 1, na Vila Belmiro, gols de Danilo e Cícero. O timão havia vencido o primeiro jogo no Pacaembu por 2 X 1.

O Corinthians é o maior campeão paulista de todos os tempos, o campeonato regional mais disputado e difícil do mundo.

O último título paulista do Corinthians foi em 2009, campeão invicto, quando o time tinha Ronaldo Fenômeno em ótima fase. Naquele jogo o Santos já contava com Neymar. Eu estava lá!

O Corinthians jogou com Cássio, Alessandro, Paulo André, Gil e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Danilo, Romarinho e Emerson (Edenílson); Guerrero. Seu técnico é o Tite.

O blogueiro havia visto o último título do Corinthians contra o Santos de Neymar em 2009 no Pacaembú

No último título paulista do Corinthians contra o Santos de Neymar, em 2009, no Pacaembu

Em 2009 acompanhei o título paulista (foto) e o título da Copa do Brasil do Corinthians, os dois no Pacaembu

Em 2009 acompanhei o título paulista (foto) e o título da Copa do Brasil do Corinthians, os dois no Pacaembu. Foto de Tarso Cabral Violin

Corinthians se prepara para contar com mais de um bilhão de torcedores

zizao_corinthians_afp.jpg_95

A atuação do jogador chinês do Corinthians, o atacante Zizao, em sua estreia como titular do timão, repercutiu em toda a imprensa da China. Zizao foi o responsável pela assistência no gol de Giovani, no empate de 1 a 1 com o Paulista, pelo Paulistão.

O melhor time do mundo se prepara para que os quase um bilhão e quatrocentos mil chineses torçam para o Bicampeão Mundial de Clubes pela FIFA (2000 e 2012). Vai faltar camisa.

Paranaense Pato é contratado pelo melhor time do mundo

Captura de Tela 2013-01-04 às 00.28.37

Confirmado: Alexandre Pato é o novo camisa 7 do Corinthians! O time assinou contrato de de quatro anos e terá 60% dos direitos econômicos do jogador. O Milan recebe 15 milhões de euros (R$ 40 milhões).

O jogador é paranaense de Pato Branco e foi revelado nas categorias de base do Internacional, onde foi Campeão Mundial de Clubes da Fifa em 2006.

No Milan, Pato fez 150 jogos e marcou 63 gols, na seleção brasileira 22 partidas e nove gols. O jogador poderá jogar com outros craques no ataque como Emerson Sheik, Paolo Guerreiro, Romarinho o Jorge Henrique.

Alexandre Rodrigues da Silva nasceu em 02/09/1989, um dia depois do aniversário do Corinthians (1/9/1910).

Corinthians é o atual Bicampeão Mundial de Clubes pela Fifa (2000 e 2012), com o mesmo número do Barcelona de Lionel Messi, e em 2013 lutará para ser o único tricampeão mundial de todos os tempos.

Captura de Tela 2013-01-04 às 00.30.06