Blog do Tarso vence grupo político de Richa e Ducci na Justiça

richa_ducci

O advogado e professor universitário Tarso Cabral Violin, autor do Blog do Tarso, conseguiu vencer no Poder Judiciário o poderoso grupo político do governador do Paraná Beto Richa (PSDB) e do ex-prefeito de Curitiba, o deputado federal Luciano Ducci (PSB), que querem de qualquer forma calar e censurar o Blog do Tarso.

Se não bastasse Luciano Ducci ter conseguido junto ao TRE/PR uma multa eleitoral absurda que hoje chega a quase R$ 200 mil contra o autor do Blog do Tarso, o seu grupo político queria penalizar financeiramente o advogado e professor universitário novamente.

Tudo começou quando Tarso assistiu no cinema o ótimo filme “Curitiba Zero Grau” em 2012, no qual mostra a Curitiba das Classes A a E e faz uma critica social importante. Aparecia o caos na saúde pública de Curitiba na época da gestão dos ex-prefeitos Beto Richa (PSDB) e Luciano Ducci (PSB), com demora de horas no atendimento e com falta de remédios para os mais necessitados.

Em post do dia 25 de setembro de 2012, o Blog do Tarso elogiou a atriz Cássia Damasceno, dizendo que ela era “super competente”. Tarso informou que ela aparece no filme como atendente na farmácia da unidade de saúde pública que não tem o remédio para a filha do carrinheiro. Veja o post, clique aqui.

O mais interessante é que Tarso percebeu que a mesma atriz era a apresentadora do programa de TV da campanha do ex-prefeito de Curitiba Luciano Ducci (PSB) em 2012. O programa mostrava que a saúde de Curitiba estava uma maravilha e que quem criticava a incompetente gestão de Luciano Ducci e Beto Richa não ama Curitiba.

O Blog do Tarso apenas informou que até a apresentadora do programa de Ducci participou de um filme ácido contra a gestão da saúde da cidade.

Tarso ainda alertou no post: “o presente post não tem a intenção de atacar a competente atriz, mas apenas mostrar o quanto é fantasiosa a propaganda de Luciano Ducci”.

Eis que Tarso foi processado pela atriz (veja a petição inicial aqui), que também entrou contra o ex-prefeito de Curitiba e também candidato, Rafael Greca (PMDB) e sua esposa, Margarita Sansone, pois ele divulgou o post e disse que o programa de Ducci era uma “piada pronta” (clique aqui) e o Blog Margarita Sem Censura também fez a divulgação, clique aqui. Claro que diante disso engraçadinhos do Facebook já fizeram uma brincadeira com a atriz e Ducci, o que não foi da autoria do Blog do Tarso. Veja aqui.

A atriz queria dos réus, por danos morais, R$ 62.200,00.

Eis que acabou de sair do forno a decisão em primeira instância contra a pretensão da ex-atriz de Luciano Ducci (veja a decisão completa aqui). Obrigado ao grande advogado, o Dr. Rogério Bueno, pela defesa!

Anúncios

Noviski já havia se solidarizado com o Blog do Tarso pela liberdade de expressão

Captura de Tela 2015-04-06 às 02.35.51

O grande ilustrador e chargista Carlos Alberto Noviski, que faleceu no sábado, já havia se solidarizado com o Blog do Tarso por causa da multa de R$ 106 mil imposta ao autor do Blog, Tarso Cabral Violin, pelo ex-prefeito Luciano Ducci (PSB), junto ao TRE-PR, em uma clara tentativa de censura contra a liberdade de expressão.

Provavelmente Tarso perderá os recursos junto às instâncias superiores, por motivos processuais, e não de mérito, e terá que pagar a multa que, atualizada, já deve estar perto de R$ 200 mil.

Luciano Ducci, que se utiliza de advogados com cargos comissionados no governo Beto Richa (PSDB), que também são advogados do governador, pretende voltar a ser prefeito com a eleição de 2016.

Nunca esqueceremos a solidariedade de Noviski, um defensor da liberdade de expressão e da justiça.

Suspeita de ilegalidade na gestão de Beto Richa na Prefeitura de Curitiba no Transporte Coletivo

Captura de Tela 2013-09-08 às 23.45.31

Curitiba, 03 de setembro de 2013

Ao Exmo. Sr. Prefeito de Curitiba Gustavo Fruet,

Relatório Parcial da Comissão de Auditoria do Transporte Coletivo apresenta provas contundentes que evidenciam sérias ilegalidades na licitação do transporte ocorrida em 2009 / 2010, em Curitiba, na gestão do então prefeito Beto Richa e Luciano Ducci. Continuar lendo

Vejam a petição inicial da ação de R$ 62 mil contra o autor do Blog do Tarso

Captura de Tela 2013-05-07 às 23.52.13

A atriz que está processando o autor do Blog do Tarso e quer R$ 62 mil de indenização (saiba mais), que trabalhou na propaganda política do ex-prefeito Luciano Ducci (PSB), derrotado ainda no primeiro turno, contratou advogados que disseram o seguinte na petição inicial: que “a política é suja, gananciosa e sem escrúpulos”. Ducci é político. Será que a atriz acha isso dele?

Os advogados chamam o autor do Blog do Tarso de malandro e irresponsável. Devo processar então?

Os advogados dizem que agora a atriz não consegue mais papeis. Será que não foi por ela fazer propaganda para esse tipo de gente nas eleições de 2012? Os grandes derrotados em 2012 foram Luciano Ducci e o governador Beto Richa (PSDB). Todos ao redor devem estar sofrendo desde então, a não ser os que conseguiram altos cargos de comissão no governo do Estado do Paraná ou que mantém altos contratos administrativos com a Administração Pública.

Informo que em nenhum momento chamo a atriz de duas-caras. Não tenho culpa alguma sobre como foi utilizado o meu post informativo. Chego a elogiar a atuação da atriz. O meu grande mérito foi detectar que a atriz do filme que criticava a prefeitura de Curitiba era a mesma da propaganda política do então prefeito Luciano Ducci. Veja aqui o post da polêmica.

Veja também a petição inicial e tire suas próprias conclusões, clique aqui.

Atriz de Luciano Ducci também processa autor do Blog do Tarso e quer R$ 62 mil

captura-de-tela-2012-09-25-c3a0s-19-56-35

O poderoso grupo político do governador do Paraná Beto Richa (PSDB) e do ex-prefeito de Curitiba, Luciano Ducci (PSB), quer de qualquer forma calar e censurar o Blog do Tarso.

Se não bastasse Luciano Ducci ter conseguido junto ao TRE/PR, após muita pressão nos desembargadores, uma multa de R$ 106 mil contra o autor do Blog do Tarso, o advogado e professor universitário Tarso Cabral Violin (há recurso no TSE), agora quem quer penalizar financeiramente o blogueiro é a atriz do programa eleitoral de Luciano Ducci na eleição em que o ex-prefeito perdeu ainda no primeiro turno, no ano passado.

Tudo começou quando Tarso assistiu no cinema o ótimo filme “Curitiba Zero Grau”, cujo um dos produtores associados é o atual presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Marcos Cordiolli.

O filme mostra a Curitiba das Classes A a E e faz uma critica social importante. Mostra o caos na saúde pública de Curitiba, com demora de horas no atendimento e com falta de remédios para os mais necessitados.

Em post do dia 25 de setembro de 2012, o Blog do Tarso elogiou a atriz Cássia Damasceno, dizendo que ela era “super competente”. Tarso Violin informou que ela aparece no filme como atendente na farmácia da unidade de saúde pública que não tem o remédio para a filha do carrinheiro. Veja o posto, clique aqui.

O mais interessante é que o Professor Tarso percebeu que a mesma atriz era a apresentadora do programa de TV da campanha do ex-prefeito de Curitiba Luciano Ducci (PSB). O programa mostrava que a saúde de Curitiba estava uma maravilha e que quem criticava a incompetente gestão de Luciano Ducci e Beto Richa não ama Curitiba.

O Blog do Tarso apenas informou que até a apresentadora do programa de Ducci participou de um filme ácido contra a gestão da saúde da cidade.

O Dr. Tarso ainda alertou no post: “o presente post não tem a intenção de atacar a competente atriz, mas apenas mostrar o quanto é fantasiosa a propaganda de Luciano Ducci”. Sem dúvida um cavalheiro!

Eis que hoje chegou às mãos de Tarso Cabral Violin uma citação de um processo de indenização por danos morais (veja a petição inicial aqui) que a atriz entrou contra o autor do Blog e contra o ex-prefeito de Curitiba e também candidato, Rafael Greca (PMDB) e sua esposa, Margarita Sansone, pois ele divulgou o post e disse que o programa de Ducci era uma “piada pronta” (clique aqui) e o Blog Margarita Sem Censura também fez a divulgação, clique aqui. Claro que diante disso engraçadinhos do Facebook já fizeram uma brincadeira com a atriz e Ducci, o que não foi da autoria do Blog do Tarso. Veja aqui.

Agora a atriz quer dos réus, por danos morais, R$ 62.200,00 de Tarso, Rafael e Margarita. O casal ainda é rico, e o que será do professor Tarso? R$ 106 mil do TRE, agora mais R$ 60 mil.

Espero que haja espaços confortáveis embaixo das pontes curitibanas. Ou qualquer coisa o professor Tarso e família pode soclitar um auxílio da FAS – Fundação de Ação Social de Curitiba.

É claro que a multa do TRE e a indenização pedida pela atriz, se forem cobradas, será uma pena de morte contra o Blog. Mas Tarso confia na Justiça brasileira e em seus amigos advogados.

Por favor 2014, chega logo!

captura-de-tela-2012-09-25-c3a0s-19-53-16

Sujeito responsável pela multa de R$ 106 mil ao Blog do Tarso é multado em R$ 706 mil

IMGP5113-1

A vida não está fácil para o ex-prefeito de Curitiba, Luciano Ducci (PSB).

Após perder as eleições de 2012 ainda no primeiro turno.

Após ser descartado como secretário ou presidente da Copel no governo Beto Richa (PSDB).

Agora o ex-prefeito, que foi quem entrou com uma representação na Justiça Eleitoral contra o Blog do Tarso, o que redundou em multa de R$ 106 mil ao autor do Blog que vos fala, recebeu uma multa de R$ 706 mil da Justiça.

O juiz da 5ª Vara de Fazenda Pública de Curitiba, Marcos Vinícius da Rocha Loures Demchuk, condenou Ducci a ressarcir os cofres públicos municipais o valor de R$ 706.000,50, por uso de recursos públicos para se autopromover um pouco antes da eleição de 2012.

Quem acionou judicialmente Ducci foi a ex-presidenta municipal do PT, Roseli Isidoro, que queria que Luciano devolvesse R$ 2,3 milhões por causa de comerciais em programas de TV aberta de Curitiba com dinheiro público.

Segundo o magistrado, Luciano Ducci:

“claramente desrespeitou os princípios da moralidade e impessoalidade”.

Ducci nega, claro.

Será que essa maré de azar Ducci vai passar para Eduardo Campos (Presidente do PSB e governador de Pernambuco), que teria Luciano como seu coordenador de campanha presidencial em 2014?

Justiça começa a ser feita: Luciano Ducci vai ter que devolver R$ 80 mil à Curitiba

images-54

O ex-prefeito de Curitiba Luciano Ducci (PSB), apoiado pelo governador do Paraná Beto Richa (PSDB) e derrotado por pelo prefeito Gustavo Fruet (PDT) ainda no primeiro turno em 2012, foi condenado pela Justiça Eleitoral ao pagamento de indenização de quase R$ 80 mil aos cofres públicos, conforme decisão do juiz Rodrigo Otávio Rodrigues Gomes do Amaral.

Segundo a Justiça Ducci usou telemarketing oficial e do site da Prefeitura em benefício eleitoral próprio, em 2011. Cabe recurso ao TRE/PR.

A Justiça começa a ser feita. Ducci foi quem exigiu do TRE/PR que o Blog do Tarso fosse multado em R$ 106 mil pela divulgação de duas simples enquetes durante a eleição de 2012.

Agora só falta o mesmo TRE/PR manter a condenação a Ducci e o TSE anular a multa injusta aplicada ao autor do Blog do Tarso que vos fala, para se fazer Justiça.

Cicloativistas protestam em defesa dos direitos dos ciclistas

acao bike

No mês de setembro de 2012, semanas antes do primeiro turno das eleições municipais, a ciclofaixa que cruza a Av. Cândido de Abreu, no Centro Cívico, recebeu pintura nova pela gestão do então prefeito Luciano Ducci (PSB), que não trouxe nenhuma melhoria. O cruzamento é muito perigoso e coloca em risco a vida dos ciclistas que passam por lá.

Integrantes do Ciclo Iguaçu estão fazendo ações educativas no local, todas as quartas-feiras, às 17 horas.

Os ciclo-ativistas usarão faixas, banners, e entregarão panfletos para os motoristas, conscientizando-os a terem respeito com pedestres e ciclistas, com menção aos seguintes artigos do  Código de Trânsito Brasileiro:

Art. 170 CTB: Ameaçar o ciclista ou pedestre com o carro é infração gravíssima.

Art. 58 CTB: Bicicletas tem preferência sobre os veículos automotores.

Ducci: depois da calçada de granito, agora é a passarela em rua sem saída para Derosso

Captura de Tela 2013-01-22 às 00.27.25

Depois de estourar o escândalo das calçadas de granito no Batel, um dos bairros mais ricos de Curitiba, agora outro absurdo da gestão do ex-prefeito de Curitiba, Luciano Ducci (PSB): ele construiu uma passarela que liga a Rua Francisco Derosso até um centro poliesportivo no Xaxim, em uma rua sem saída.

Custou R$ 800 mil e foi construída por um pedido do ex-presidenta da Câmara Municipal, João Cláudio Derroso (ex-PSDB).

O atual presidente do Ippuc, Sérgio Pires, disse que não há nenhum critério técnico que justifique a obra.

Veja o vídeo da RPC/Globo, clique aqui.

Rafael Greca diz que calçada de granito “é coisa de burro ou de ladrão”

Foto da calça de granito divulgada por Rafael Greca

Foto da calçada de granito do Batel divulgada por Rafael Greca

O ex-prefeito de Curitiba e engenheiro civil Rafael Greca (PMDB) disse que uma calçada de granito polido, que segundo ele é liso, frágil e escorregadio, “ou é coisa de burro, ou de ladrão. Ou moldura para o shopping de quem pagou (parte da) conta da eleição”.

Disse ainda que “a obra mais cara é a obra parada. Para ser retomada custa ainda mais” e informou que a obra foi financiada com recursos do FDU – Fundo de Desenvolvimento Urbano, pela Prefeitura de Curitiba junto ao Governo do Paraná/BID.

Não é desta vez que Luciano Ducci vai trabalhar. Conseguiu licença da secretaria de saúde, que negou para outra servidora por “falta de pessoal”

Luciano Ducci. Foto de Tarso Cabral Violin

Luciano Ducci. Foto de Tarso Cabral Violin

Hoje no Blog do Esmael Morais

Médico Luciano Ducci pede licença de dois anos da prefeitura

O médico pediatra Luciano Ducci, que deixará o cargo de prefeito de Curitiba na próxima terça-feira, dia 1º de janeiro, pediu licença sem vencimentos da Secretaria de Saúde pelo período de dois anos. É o que revela a portaria nº 2.661, da Secretaria Municipal de Recursos Humanos, assinada no último dia 26 de dezembro pelo diretor Valério Krause. Até tudo bem, nada de mais.

O prefeito se afastará da função de médico para fazer política. Ele foi escalado pela direção nacional do PSB para organizar a agremiação nos estados do Sul (relembre aqui).

O diabo é que a nutricionista Anabelle Retondario não teve a mesma sorte do prefeito Ducci. O pedido para seu afastamento da mesma Secretaria da Saúde foi negada pela Secretaria Municipal de Recursos Humanos sob a alegação de “falta funcionários” na área. Ela teve que pedir exoneração do cargo que tinha na prefeitura para fazer mestrado em Segurança Alimentar e Nutricional.

“Deduz-se que todas as Unidades de Saúde estão com suas vagas de médico preenchidas”, protesta Anebelle.

“Quando pedi reconsideração do meu processo expliquei tudo que seria feito no mestrado e na dissertação que desenvolverei, além de ter expressado minha vontade de continuar na prefeitura após o término do curso, tendo em vista que sempre gostei da minha função junto a esta secretaria (tenho inclusive uma ‘avaliação de competências’ da minha chefia, do mesmo mês que exonerei), desenvolvendo minhas atividades com muita competência e comprometimento”, relata em um e-mail a nutricionista.

Cassio Taniguchi não tem nada a dizer para Gustavo Fruet

prefeito-cassio-taniguchi6

Cassio Taniguchi (DEMO) é ex-prefeito de Curitiba entre 1997 e 2004 (criou o não transparente ICI – Instituto Curitiba de Informática), ex-secretário de planejamento do governo de Jaime Lerner (ex-PFL), ex-secretário de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente do Distrito Federal, na gestão de José Roberto Arruda (ex-DEMO, governador do DF com suspeita de envolvimento em grande esquema de corrupção, conhecido como mensalão do DEM, quando foi preso, sendo o primeiro governador do Brasil a ser encarcerado durante o mandato e perdeu seu mandato), atual secretário de planejamento do governo Beto Richa (PSDB) e atual presidente do Conselho de Administração da Celepar – Companhia de Informática do Paraná. Ele já foi considerado culpado por crime de responsabilidade pelo STF.

De todos os ex-prefeitos de Curitiba contactados pela Gazeta do Povo, foi o único a não querer colaborar com a reportagem com qualquer declaração ou conselho ao prefeito eleito Gustavo Fruet (PDT).

Saul Raiz (prefeito biônico escolhido pela ditadura militar entre 1975 e 1979) pediu mais planejamento e criticou o IPPUC (que foi administrado nos últimos anos por Luciano Ducci, Beto Richa e Cassio Taniguchi).

Jaime Lerner (escolhido duas vezes como prefeito biônico pela ditadura militar em 1971-74, 1979-1983 e eleito na campanha dos 12 dias contra Mauricio Fruet em 1989-1993) aconselhou Fruet a deixar de pensar a cidade apenas para o automóvel, aumentar a autoestima do curitibano entre outros conselhos.

O senador Roberto Requião (1986-1989) não quis dar conselho, mas espera que Fruet cumpra a promessa de campanha de aumentar em 30% o orçamento da educação.

Rafael Greca (1993 a 1996) foi incisivo contra as privatizações/terceirizações das gestões de Luciano Ducci, Beto Richa e Cassio Taniguchi e criticou o ICI:

“A terceirização excessiva é a moléstia que torna fracos os governos, consumindo sua capacidade de investir no que é novo. Deus o ajude nesse trabalho, senão será um prefeito pobre. Será feliz se não deixar o Instituto Curitiba de Informática mandar nele.”

Beto Richa (2005-2010) não quis dar conselho, apenas elogiou Gustavo, no sentido e que ele “tem todas as condições, está preparado, é competente para cumprir um bom mandato na capital”. Por que ele não apoiou Fruet então?

Como diz a Legião Urbana: “Fala demais por não ter nada a dizer.” Veja a letra completa de “Índios” e o vídeo no Youtube: Continuar lendo

Mais irregularidades da prefeitura de Curitiba na saúde e ICI

crise-na-saude1

Depois do post Irregularidades no ICI e prefeitura de Curitiba começam a aparecer, mais denúncias:

A empresa que fornece papel e tonner para as impressoras das Unidades Básicas de Saúde é terceirizada pelo ICI – Instituto Curitiba de Informática, sem licitação.

Mas isso não pode! Se a secretaria de saúde precisa de equipamentos e fornecimento de bens, precisa realizar licitação para a contratação. Não pode se utilizar do ICI para burlar a licitação.

Ministério Público não sabe? Tribunal de Contas do Paraná não vê?

A Secretaria Municipal de Saúde não paga o contrato com o ICI há mais de quatro 4 meses e o ICI não paga a terceirizada.

Assim, a UBS não tem papel e muito menos tonner. Há UBS pedindo para o cidadao-usuário curitibano levar duas folhas de papel sulfite para poder imprimir os pedidos de exames.

Culpa do Luciano Ducci, do Beto Richa ou do Cássio Taniguchi?

Irregularidades no ICI e prefeitura de Curitiba começam a aparecer

ducci_cansei

Sim, acabou o espírito natalino e a realidade vem a tona.

Sabia que se uma secretaria precisa de um zelador para sua sede, ela precisa realizar concurso público para contratar um servidor ou fazer uma licitação para a contratação de serviços de zeladoria, desde que não caracterizada a pessoalidade e a subordinação?

Pois bem. A secretaria de saúde de Curitiba, que nem sede tem, pois é locada, precisa de um “gestor do prédio”, um zelador. Ao invés de fazer concurso público ou licitação, sabe quem fornece o zelador? Suspeita-se que uma empresa terceirizada do ICI – Instituto Curitiba de Informática. Isso mesmo. O ICI não faz licitação para contratar uma empresa, que forneceria o zelador para a secretaria de saúde.

Se isso for verdade, tem um nome: burla! Espero que o Tribunal de Contas do Paraná e Ministério Público estadual comecem a fiscalizar esse tipo de absurdo ilegal, imoral e inconstitucional, se estiver ocorrendo. Aquilo que eu sempre avisei do ICI, de que ele é um intermediador de contratos com empresas privadas, sem licitação, pelo jeito pode não aconteces apenas com serviços de informática.

O prefeito eleito Gustavo Fruet (PDT) vai ter trabalho para limpar as irregularidades, se existentes.

A pergunta que não quer calar: quem fez isso foi o prefeito Luciano Ducci (PSB) ou os ex-prefeitos Beto Richa (PSDB) e Cássio Taniguchi (DEMO)?

Embaixo desse tapete pode ter muita sujeira!

Luciano Ducci será a Dilma do Beto Richa?

dilma-ducci

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (Partido dos Trabalhadores) é considerado o maior presidente do Brasil de todos os tempos. Mas Lula exerceu um papel político em seu governo, decidindo as grandes questões de Estado e de Governo. Quem fazia a gestão do dia-a-dia da Administração Pública Federal foi a então Ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT).

“Dilma” virou sinônimo de ótima gestora, tanto e que quando a senadora do Parana, Gleisi Hoffmann (PT), foi escolhida como Ministra da Casa Civil de Dilma. Virou a “Dilma da Dilma”.

O governo Beto Richa (PSDB) vive uma grande crise no Paraná, já na metade de sua gestão, quase nada fez. Beto vai fazer uma reforma do seu secretariado no início de 2013, para tentar salvar seu governo da tragédia.

Conforme informado em primeira mão no Blog do Tarso, Beto Richa pensa em escolher o prefeito de Curitiba derrotado ainda no primeiro turno, Luciano Ducci, como presidente da Copel, com salário de mais de R$ 50 mil. Após essa denúncia, Beto Richa talvez desista de colocar Ducci na Copel e pode fazer de Ducci o gestor do governo Richa. Ducci seria, assim, a “Dilma do Beto”. Mas é claro, com grande chance de ser um novo vexame. Se Ducci é um poste, Beto não é o Lula.

Por favor 2014, chega logo!

Multa de R$ 106 mil: agravo regimental no TSE

tse-1

Para vocês que estão acompanhando minha saga junto à Justiça Eleitoral: o prefeito de Curitiba, Luciano Ducci (PSB), derrotado na sua tentativa de reeleição ainda no primeiro turno, me representou na Justiça Eleitoral pela divulgação de duas simples enquetes. O juiz de primeira instância deu ganho de causa a mim, mas os magistrados do TRE/PR aplicaram duas multas no valor total de R$ 106 mil. O presidente do TRE/PR negou seguimento ao recurso especial, entrei com dois agravos de instrumento junto ao TSE (AI Nº 117471 e AI Nº 117556). O Ministro Marco Aurélio Mello (que é do STF mas também do TSE) negou seguimento aos agravos de instrumento, por uma questão processual, e não de mérito.

Hoje protocolei dois agravos regimentais no TSE, por meio do advogado Guilherme Gonçalves e sua competente equipe.

A tendência é que a decisão do Ministro seja reformada no Plenário do TSE. Se reformada, os autos retornarão ao gabinete do Min. Marco Aurélio, que encaminhará os autos ao Ministério Público para emissão de parecer e depois vai analisar o mérito.

Luciano Ducci quer continuar mandando no ICI mesmo na gestão de Gustavo Fruet

https://i2.wp.com/www.jagostinho.com.br/wp-content/uploads/2010/03/DUCI5.jpg

Vejam a coluna de hoje na coluna de Celso Nascimento na Gazeta do Povo:

Olho vivo

ICI imexível? 1

Três dias depois da eleição de Gustavo Fruet, o prefeito Luciano Ducci concovou reunião do conselho de administração do Instituto Curitiba de Informática (ICI) para eleger dois dos dez membros do colegiado. A providência, de aparência burocrática, na verdade esconde uma sábia – para não dizer esperta – maneira de criar dificuldades para o novo prefeito nomear pessoa de sua confiança para a presidência do ICI.

ICI imexível? 2

A coisa funciona assim: dos dez membros do conselho, quatro são nomeados pelo prefeito; dois são representantes de entidades privadas do setor de informática (Assespro e Sucesu); e um é eleito pelos associados do instituto, uma organização social (OS) de natureza privada. Acompanhe: até aí estão definidos sete dos dez membros. Pois bem: estes sete se reúnem para eleger os três que faltam – os únicos com mandato definido de quatro anos, “imexíveis” durante o período. Formado o quórum de dez, é o conselho de administração que elege o presidente do ICI.

ICI imexível? 3

Então, se Fruet quiser determinado nome na presidência, terá de submetê-lo à eleição do conselho – mas, de garantidos, só poderá contar com os votos dos quatro conselheiros que nomear. Sobre os outros seis ele não tem controle – principalmente agora, depois de Luciano Ducci ter convocado eleição antecipada para preencher duas das vagas “imexíveis” – uma dificuldade a mais para o novo prefeito fazer valer sua vontade de abrir a tal “caixa preta” do ICI.

Prefeitura de Curitiba foge do concurso público e terceiriza serviços de saúde

Dentistas da Prefeitura constatam falta de tratamento no HT. Foto: Guilherme Carvalho

Do Sismuc – Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba

Vítimas da terceirização: confira série de matérias

Série de matérias do Sismuc traz descaso cometido contra pacientes com deficiência em Curitiba. Tratamento odontológico realizado no Hospital do Trabalhador, por meio de convênio com a Prefeitura de Curitiba, tem resultado em tormento para pacientes e familiares. Problemas agravaram quando o serviço, antes realizado por servidores municipais, foi terceirizado.

Veja as matérias, clique aqui.

Falta de respeito com o jacaré do Barigui. Não era melhor ele ir para o Zoo de Azulão?

Falta de respeito com o jacaré “Jack” do Barigui. Foi removido no porta-malsd de um pequeno Gol. Não era melhor ele ir para o Zoológico no maior ônibus do mundo, o Azulão do prefeito Luciano Ducci?