Pesquisa: tendência é Beto Richa perder a eleição em 2014

Gleisi é a principal adversária de Beto Richa em 2014

Gleisi é a principal adversária de Beto Richa em 2014

Os números de pesquisas comprovam que o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), terá grandes dificuldades em se reeleger em 2014.

Hoje a Gazeta do Povo divulgou pesquisa da Paraná Pesquisas para governador do Paraná, na qual Beto Richa (PSDB) tem apenas 29%, Gleisi Hoffmann (PT) tem 17%, Osmar Dias (PDT) 16%, Roberto Requião (PMDB) 15% e Ratinho Junior (PSC) 14%.

Em pesquisa de maio de 2005 o então governador do Paraná, Roberto Requião, tinha 30%, Álvaro Dias (PSDB) 25%, Osmar Dias (PDT) 16%, Rubens Bueno (PPS) 9% e Jorge Samek (PT) 2%.

Nas duas pesquisas os cenários eram ou são improváveis, pois Osmar, Requião e Ratinho provavelmente não serão candidatos, assim como em 2006 Álvaro e Samek não foram candidatos. Osmar só será candidato se Gleisi não for. Requião perdeu a eleição interna no PMDB do Paraná, que se vendeu para Beto Richa, e não vai querer ser candidato de um PMDB que será governo até 2014. Ratinho pode ser até secretário de Beto Richa.

Mas as pesquisas mostram que se hoje Beto tem apenas 29%, terá dificuldades na eleição em 2014, pois Requião tinha mais do que ele e quase perdeu para Osmar Dias em 2006.

Na pesquisa de hoje, no segundo turno Beto teria 51% e Gleisi 36%. Em 2005 Requião tinha 47% e Osmar 38%, um empate técnico entre Beto e Requião e entre Gleisi e Osmar. E repetindo, Requião teve dificuldades em se reeleger. Levemos em consideração que a senadora Gleisi, como ministra de Dilma, está mais em Brasilia do que no Paraná, e por enquanto aparece bem menos na mídia do que Beto Richa, que gasta milhões de dinheiro público com propaganda de seu governo e ainda tem o apoio dos canais de TV, rádio, jornais e blogs “chapa-branca” do Paraná.

A pesquisa de hoje mostra, ainda, que 69% dos paranaenses não têm candidato ao governo, na espontânea. Eleição aberta, portanto.

Em junho de 2004 o então governador do Paraná, Roberto Requião (PMDB), tinha aprovação de 73% dos curitibanos. Estávamos no segundo ano do mandato do governador. Requião sempre teve uma preferência ainda maior dos demais paranaenses, e se essa pesquisa tivesse ocorrido em todo o Paraná a aprovação seria ainda maior. Tanto é que em dezembro de 2005 Requião tinha 83% de aprovação entre os paranaenses, muito mais do que tem hoje Beto Richa.

De abril de 2011 para os dias atuais Beto Richa despencou sua aprovação de 74,8% para 69,57%. Ou seja, no segundo ano de seu governo Beto Richa tem uma aprovação menor do que em dois anos de governo Requião. E Requião, em 2006, acabou vencendo Osmar Dias (PDT) por muito pouco. Requião foi reeleito no segundo turno  por uma diferença de 10.479 votos (0,2% dos votos válidos, 2.668.611 votos contra 2.658.132.

Além disso 67% dos paranaenses não sabem dizer, de forma espontânea, nenhum programa efetivado por Beto Richa (2/3 dos entrevistados).

Outra péssima notícia que fará Beto Richa passar nervoso na virada de ano é que o prefeito Luciano Ducci (PSB), derrotado em outubro na sua tentativa de reeleição (não foi nem para o segundo turno), tinha 69,2% de aprovação em abril de 2011, aprovação igual a de Beto hoje.

Por fim, Gleisi terá apoio da presidenta Dilma Rousseff (PT) em 2014, que tem uma ótima aprovação em todo o Brasil, inclusive no Paraná, enquanto Beto Richa será apoiado por Aécio Neves (PSDB), que fugiu do bafômetro ao ser pego em blitz no Rio de Janeiro. E está sendo um péssimo senador. Gleisi terá apoio, ainda, do prefeito eleito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), que foi o político do ano no Paraná em 2012.

Tudo isso leva a crer que a tendência é Beto Richa perder em 2014.

Por favor 2014, chega logo!

Anúncios

Mais irregularidades da prefeitura de Curitiba na saúde e ICI

crise-na-saude1

Depois do post Irregularidades no ICI e prefeitura de Curitiba começam a aparecer, mais denúncias:

A empresa que fornece papel e tonner para as impressoras das Unidades Básicas de Saúde é terceirizada pelo ICI – Instituto Curitiba de Informática, sem licitação.

Mas isso não pode! Se a secretaria de saúde precisa de equipamentos e fornecimento de bens, precisa realizar licitação para a contratação. Não pode se utilizar do ICI para burlar a licitação.

Ministério Público não sabe? Tribunal de Contas do Paraná não vê?

A Secretaria Municipal de Saúde não paga o contrato com o ICI há mais de quatro 4 meses e o ICI não paga a terceirizada.

Assim, a UBS não tem papel e muito menos tonner. Há UBS pedindo para o cidadao-usuário curitibano levar duas folhas de papel sulfite para poder imprimir os pedidos de exames.

Culpa do Luciano Ducci, do Beto Richa ou do Cássio Taniguchi?

Blogueira cubana Yoani Sánchez é uma farsa

yoani_sanchez

No Jornal do Brasil

Investigação descobre fraude da blogueira cubana Yoani Sánchez

Velha opositora do governo cubano, a blogueira Yoani Sánchez teve um dos seus truques revelados pelo jornalista francês Salim Lamrani. De acordo com uma investigação conduzida por ele, o perfil de Yoani Sánchez no Twitter é artificialmente “bombado” por milhares de perfis falsos.

Generación Y

Sob o nome de Generación Y, o mesmo do blog que a deixou famosa, o perfil de Yoani no microblog tem 214 mil seguidores. Considerada pela mídia estrangeira como “influente”, ela é seguida por apenas 32 cubanos. Mas as estranhezas não param por aí.  Continuar lendo

Irregularidades no ICI e prefeitura de Curitiba começam a aparecer

ducci_cansei

Sim, acabou o espírito natalino e a realidade vem a tona.

Sabia que se uma secretaria precisa de um zelador para sua sede, ela precisa realizar concurso público para contratar um servidor ou fazer uma licitação para a contratação de serviços de zeladoria, desde que não caracterizada a pessoalidade e a subordinação?

Pois bem. A secretaria de saúde de Curitiba, que nem sede tem, pois é locada, precisa de um “gestor do prédio”, um zelador. Ao invés de fazer concurso público ou licitação, sabe quem fornece o zelador? Suspeita-se que uma empresa terceirizada do ICI – Instituto Curitiba de Informática. Isso mesmo. O ICI não faz licitação para contratar uma empresa, que forneceria o zelador para a secretaria de saúde.

Se isso for verdade, tem um nome: burla! Espero que o Tribunal de Contas do Paraná e Ministério Público estadual comecem a fiscalizar esse tipo de absurdo ilegal, imoral e inconstitucional, se estiver ocorrendo. Aquilo que eu sempre avisei do ICI, de que ele é um intermediador de contratos com empresas privadas, sem licitação, pelo jeito pode não aconteces apenas com serviços de informática.

O prefeito eleito Gustavo Fruet (PDT) vai ter trabalho para limpar as irregularidades, se existentes.

A pergunta que não quer calar: quem fez isso foi o prefeito Luciano Ducci (PSB) ou os ex-prefeitos Beto Richa (PSDB) e Cássio Taniguchi (DEMO)?

Embaixo desse tapete pode ter muita sujeira!