Procura-se

10716036_742234535812609_1584727297_n

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil do Paraná está a procura dos supostos assassinos de Hiago Augusto Jatobá de Camargo (21), na noite da última sexta-feira (19), na Praça da Ucrânia, Bigorrilho, em Curitiba, por causa do ódio ao PT, à política e aos cavaletes.

Segundo delegado Dirceu Schactae, responsável pela investigação, o autor da facada foi Edrian Soarge de Menezes (foto), 31 anos, conhecido popularmente como “Punk”.

Guilherme Dranczuk, 27 anos, e Francisco Graboski Neto, 26 anos, também participaram da confusão e seguem sendo procurados pela polícia.

O suposto assassino falava para todosda região que odiava a política e os cavaletes, e infelizmente matou Hiago por odiar também o PT.

Veja mais notícias sobre o tema:

Discurso de ódio contra o PT e a política mata militante do partido em Curitiba

Colaborador do PT morto por ódio ao partido era cantor de músicas com mensagens de paz e esperança

Anúncios

Identificado suposto assassino de Hiago

388315_126070757504867_1321912459_n

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) identificou os rapazes que participaram da confusão que culminou na morte a facadas de Hiago Augusto Jatobá de Camargo, 21 anos, na noite da última sexta-feira (19), na Praça da Ucrânia, Bigorrilho, em Curitiba.

Segundo delegado Dirceu Schactae, responsável pela Investigação, o autor das facadas foi Edrian Soarge de Menezes, 31 anos, conhecido popularmente como “Punk”. Guilherme Dranczuk, 27 anos, e Francisco Graboski Neto, 26 anos, também participaram da confusão e seguem sendo procurados pela polícia.

Conforme Schactae, os autores são frequentadores da praça, onde se reúnem para consumir bebidas alcoólicas e drogas. “No dia do crime, estavam bebendo e reclamaram das propagandas dos candidatos, pois alegaram detestar políticos. Porém, num primeiro momento foi tudo acalmado”, contou o delegado.

Na sequência, a vítima envolveu-se com uma pessoa de idade, que chutou o cavalete com propaganda, tendo a vítima derrubado tal pessoa, o que gerou uma aglomeração. “Diante disto, os autores dizendo em defesa da pessoa de idade partiram para cima da vítima, que correu mas foi alcançada”, contou Schactae, destacando que os homens o agrediram e desferiram golpes com arma branca, o que ocasionou sua morte. “Cada qual vai responder pelos seus atos na participação no crime. Será representado pelas prisões dos mesmos”, destacou o delegado.

Durante a investigação desta morte, foi preso Felipe Eron Alois dos Santos, 26 anos. Ele acompanhou tudo, mas até o momento não há comprovação de sua participação no crime. “Ele foi preso por ser evadido da Colônia Penal Agrícola (CPA), onde cumpria pena por roubo”, explicou o delegado.

Veja mais notícias sobre o tema:

Discurso de ódio contra o PT e a política mata militante do partido em Curitiba

Colaborador do PT morto por ódio ao partido era cantor de músicas com mensagens de paz e esperança

Velha mídia silencia sobre assassinato de colaborador do PT por raiva ao partido, à política e aos cavaletes

Mãe de colaborador do PT assassinado relata que foi devido ao ódio à política

10711027_917460321616753_3991983441673769991_n

Praça da Ucrânia. Fotos de Iris Cavalcanti

1908087_917461384949980_566556183154906606_n

rádio Banda B entrevistou a mãe de Hiago Augusto Jatoba de Camargo, colaborador do PT que foi morto por causa do discurso de ódio contra o partido, a política e os cavaletes. Marcilene Jatoba disse que o filho foi assassinado por um jovem que tinha chutado os cavaletes das candidatas ao governo do Paraná, Gleisi Hoffmann, e Dilma Rousseff, que ele tinha colocado na praça da Ucrânia, no Champagnat/Bigorrilho, bairro nobre de Curitiba. Lembrou que o jovem era cantor de rapper (movimento Hip Hop) e sonhava gravar um CD.

As pessoas que estavam com Hiago relataram que “ele estava trabalhando de cabo eleitoral na Praça da Ucrânia e um elemento chegou chutando o cavalete, dizendo que não era lugar de política. Meu filho gritou e pediu para ele sair e, nessa hora, o rapaz disse que voltaria. Um pouco depois, armado com uma faca, ele voltou com outros dois rapazes”. “Pessoas tentaram intervir, mas meu filho já estava com o ferimento nas costas. Ele chegou a sentar e dizer que estava bem, mas algumas horas depois eu o vi morto na maca da Unidade de Saúde do Campo Comprido”.

A mãe também descreveu que o filho era simpatizante da candidata do PT ao governo, Gleisi Hoffmann, e agradeceu o apoio por parte da legenda. “O pessoal do partido me deu toda a assistência, desde a hora que eu cheguei no pronto socorro e vi meu filho morto até o funeral. O Hiago foi tratado com dignidade por eles”.

Veja mais notícias sobre o tema:

Discurso de ódio contra o PT e a política mata militante do partido em Curitiba

Colaborador do PT morto por ódio ao partido era cantor de músicas com mensagens de paz e esperança

Velha mídia silencia sobre assassinato de colaborador do PT por raiva ao partido, à política e aos cavaletes

Suposto assassino do colaborador do PT em Curitiba foi preso

Suposto assassino do colaborador do PT em Curitiba foi preso

PC3D

O suposto assassino de Hiago Augusto Jatoba de Camargo, que foi morto por causa do discurso de ódio contra o PT, a política e os cavaletes, foi preso pela Polícia Civil. Em instantes mais informações.

O discurso do ódio contra o PT, contra a política e contra os cavaletes vem sendo realizado por Marina Silva (PSB, ex-PT, ex-PV, futura Rede Sustentabilidade), por Aécio Neves (PSDB), por Beto Richa (PSDB) e pela velha mídia como a revista Veja, TV Globo, rádio BandNews, entre outros meios de comunicação.

Hiago era cantor e militante do movimento Hip Hop, tinha o nome artístico Hiago 100 Caos e cantava músicas com mensagens de paz e esperança.

Estão sendo organizadas manifestações pela paz e pelo fim do ódio à política.

Infelizmente a velha mídia não está divulgando o assassinato, porque ela é a culpada pelo ódio ao PT, à política e aos cavaletes.

Veja mais notícias sobre o tema:

Discurso de ódio contra o PT e a política mata militante do partido em Curitiba

Colaborador do PT morto por ódio ao partido era cantor de músicas com mensagens de paz e esperança

Velha mídia silencia sobre assassinato de colaborador do PT por raiva ao partido, à política e aos cavaletes

Velha mídia silencia sobre assassinato de colaborador do PT por raiva ao partido, à política e aos cavaletes

10552372_684784464948418_1693127132827198004_n

Hiago era da paz

Conforme divulgou o Blog do Tarso para todo o Brasil com exclusividade, o cantor de Hip Hop com várias músicas gravadas sobre paz e esperança Hiago Augusto Jatoba de Camargo (nome artístico Hiago 100 Caos) foi assassinado em Curitiba por causa do discurso de ódio contra o PT, contra a política e contra os cavaletes, ao estar atuando na campanha da candidata ao governo do Paraná, Gleisi Hoffmann (PT), e da presidenta Dilma Rousseff (PT). Veja mais sobre ele, suas músicas e vídeos aqui.

A história é simples: um morador de Curitiba com raiva do PT, da política e dos cavaletes enfiou uma faca em Hiago, que tentou defender o dano a um cavalete de Gleisi e Dilma. O homicida e seus colegas queriam destruir os cavaletes do PT, o que é crime, clique aqui.

Quem fez uma campanha de ódio ao PT, à política e aos cavaletes foram os candidatos à presidência Aécio Neves (PSDB) e Marina Silva (PSB, ex-PT, ex-PV, futura Rede Sustentabilidade), o candidato à reeleição ao governo do Paraná Beto Richa (PSDB), a velha mídia como a revista Veja, a TV Globo, a rádio BandNews, entre outros meio de comunicação, assim como setores da sociedade elitistas, conservadores e retrógrados.

Mas infelizmente a velha mídia silenciou sobre o fato.

Alguns falam em simples briga entre militantes, o que é MENTIRA!

Alguns falam em briga por espaço de cavaletes de candidaturas antagônicas, o que é MENTIRA!

Alguns falam que o crime se deveu à falta de segurança pública, o que é MENTIRA, por mais que a segurança pública do Paraná seja um desatre por causa do governador Beto Richa (PSDB).

E a grande maioria da mídia simplesmente silenciou, o que é vergonhoso.

#HiagoPresente

Veja um clip com uma das músicas de Hiago: