Desafio final: Veja X Carta Capital

O post Uma comparação entre as revistas Veja, Época, Istoé e Carta Capital, dos dias 13 a 15 de junho de 2011, demonstrou que metade da revista Veja era composta por propaganda (Istoé 45%, Época 35%, Carta Capital 14%) e que suas matérias eram muito ruins, assim como a Época e Istoé, e que a Carta Capital era a única que se salvava e foi a recomendada.

Hoje será feita uma análise da, ainda, revista mais vendida, a Veja, e da Carta Capital, ambas do dia 14 de dezembro de 2011, mas já nas bancas dias antes.

A revista Veja, que em junho tinha quase 50% de propaganda, agora tem 53%, um absurdo. O editorial “metendo o pau” no PT e exaltando o governo FHC; entrevista das páginas amarelas medíocre, como é de costume; colunistas conservadores e repetidores de fórmulas dos países cêntricos, como por exemplo o ex-Ministro da Fazenda de Sarney, Maílson da Nóbrega, criticando os economistas de esquerda; demonstram que a revista ainda tem uma qualidade baixa.

Coluna do leitor da Veja? Ou é culpa do responsável da coluna ou todos os leitores da Veja têm saudades de governantes como Adolf Hitler, FHC, Médici, Nixon, Fujimori, Pinochet, Margaret Thatcher, Ronald Reagan e George W. Bush

 Até a matéria sobre o falecimento do Doutor Sócrates foi medíocre, dizendo que ele não era um pensador como muitos dizem, e que ele não ganhou um título brasileiro, mas sem citar nem a Democracia Corinthiana. Por que não informaram que ele era colunista da Carta Capital? Interesse na notícia ou apenas em seus interesses financeiros? Patético foi o Reinaldo Azevedo fazendo elogios rasgados ao novo livro do Ministro do STF, Gilmar Mendes. Mais o que foi mais patético e medíocre da Veja da semana foi um texto do Augusto Nunes sobre o novo livro do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, dizendo que foi o melhor presidente desde JK. Em que país esse indivíduo vive? FHC, no período pós ditadura, conseguiu ser melhor apenas do que Fernando Collor de Mello, mas pior do que Sarney, Itamar Franco, Dilma Rousseff e, de longe, perde para Lula. Mas para Nunes “FHC deixou a política miúda para, sem sair da vida, entrar para a história”. Ele apenas não contou que FHC deixou a política por causa das altas taxas de rejeição que ele tem com relação ao povo brasileiro. Num futuro próximo a revista Veja deixará de existir, ou existirá apenas como um site pouco acessado, e não deixará saudades.

O percentual de propaganda na Carta Capital aumentou bastante (32%), mas nem de longe chega perto do exagero da Veja.

A carta Capital traz uma reportagem histórica, sobre o livro “A Privataria Tucana” do jornalista Amaury Robeiro Jr., sobre as maracutaias dos governos do PSDB nas privatizações. Faz homenagens ao seu colunista recém falecido, Doutor Sócrates, com o editorial de Mino Carta, textos de Rodrigo Martins e Bia Abramo. Há ainda um interessante texto em defesa da lista fechada de Marcos Coimbra. O interessante da Carta Capital é que ela abre a palavra para as mais variadas correntes ideológicas, como por exemplo na coluna do Delfim Netto.

De longe, a revista Carta Capital continua sendo a melhor revista semanal do Brasil.

Tarso Cabral Violin é blogueiro (blogdotarso.com), advogado do Bueno & Grande Advogados Associados, Professor de Direito Administrativo da Universidade Positivo e Mestre em Direito do Estado pela UFPR.

Anúncios

11 comentários sobre “Desafio final: Veja X Carta Capital

  1. Não concordo com as suas observações das revistas. Para mim é exatamente o inverso, mas não me manifesto desta maneira. Não me parece uma análise isenta. Se deseja fazer comentários, deve ser equilibrada, e esta parece tendenciosa. Quem deseja ser um Formador de opinião não dever ser parcial. É melhor se abster quando não se tem bases concretas para análises comparativas idôneas. Opinião é uma coisa, análise é outra. Me parece que, mesmo com sua formação, a opinião pessoal ainda prevalece, e não a profissional(desejada).

    Curtir

  2. Não entendi. Desde quando ter mais ou menos propaganda pode servir como dado analítico da qualidade de qualquer veículo de mídia? Quanto mais leitores mais propaganda. Isso é básico!
    O sr, que considera Carta Capital a melhor publicação, deveria comemorar o aumento da propaganda na mesma. Indício de que o mercado percebeu ela tem conseguido acesso a uma maior fatia do público

    Curtir

    • Concordo integralmente com a opinião do editor do Blog. Acrescento que a revista Veja é um lixo ideológico da extrema-direta e do PSDB.

      Curtir

      • Colocar PSDB como extrema-direita mostra como vc é um alienado manipulado pela midia esquerdista. PSDB é social-democracia, centro-esquerda, e está anos-luz de ser extrema-direita. É esse tipo de analfabeto politico que acredita em todas as besteiras que a Carta Capital e esse Tarso publicam.

        Curtir

    • A tiragem da revista lixo carta capital cresce proporcionalmente a quanto o Brasil vai se tornando um país com um governo autoritário e ladrão de dinheiro público como a Venezuela.

      Curtir

  3. E as duas capas em questão mostra que enquanto a Veja aborda assuntos atuais denunciando as fraudes desse governo corrupto, a Carta Capital cria factóides baseados em um livro cheios de denúncias vazias e sem provas para esconder os escândalos do PT. Por sorte poucas pessoas lêem esse lixo estatal.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s