Ministério Público quer o fim de dinheiro público para a Marcha para Jesus

marcha22-470x313

Beto Richa adora se aproveitar de eventos religiosos que gastam milhares de reais de dinheiro público

 

O Ministério Público do Paraná, por meio do competente  promotor Paulo Ovídio dos Santos Lima, recomendou que o município de Curitiba pare de repassar dinheiro público de católicos, evangélicos, ateus, judeus, islâmicos, religiosos afro-brasileiros do Candamblé e Umbanda, etc., para o evento anual Marcha para Jesus.

De forma acertada, o Ministério Público entende que a Constituição de 1988 determina que o Brasil é um Estado laico, e que seria vedado o repasse de recursos públicos para qualquer evento religioso.

O Ministério Público foi provocado por oito associações civis ou movimentos que denunciaram o repasse de verbas públicas para o proselitismo religioso, como a Marcha da Maconha, o Partido Pirata, a Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos, entre outros representantes da sociedade civil organizada.

Em 2013 o evento recebeu R$ 115 mil por meio de emendas dos vereadores da bancada evangélica ao orçamento municipal.

Misturar religião com política e dinheiro público é um absurdo. O Blog do Tarso defende a liberdade religiosa, mas sem benefícios públicos.

Anúncios

15 comentários sobre “Ministério Público quer o fim de dinheiro público para a Marcha para Jesus

  1. O Ministério Público tem que exigir mais! Todas essas religiões que existem por aí terão que pagar impostos como qualquer cidadão! O dinheiro público não pode servir para organizar manifestações de qualquer tipo, muito menos as tais religiosas! O estado é laico!

    Curtir

    • Concordo plenamente.Não faz mais sentido as igrejas serem isentas dos impostos e afanarem o dinheiro dos religiosos para colocarem no bolso.Eles tem que pagar impostos ainda mais caros porque ganham sem fazer nenhum esforço.

      Curtir

      • Afanarem o dinheiro? Qual igreja que vc conhece que afana o dinheiro dos fiéis? Sua opinião tosca revela sua ignorância sobre o assunto. Aposto que sequer sabe porque as igrejas são isentas.

        Curtir

  2. A questão religião é uma panela em brasas, cheia de alimentos gostosos e altamente nutritivos, mas uma funesta e pesada contradição. Ao longo dos tempos, o homem foi seduzido, induzido, cooptado, e tomou pra sua orientação, costumes, vícios, e boas práticas de feitios e quantidades tais, não comportáveis no maior livro do mundo. Já na manhã deste milênio, literalmente pessoas experimentam tirar a roupa e sair pra rua; o microscópico biquíni de fio dental, há muito já incomodava, mas as leis, fundamentadas no abuso moral e no respeito aos dogmas familiares, apenas o tolera nas imediações de áreas apropriadas. Uma pessoa muito sagaz e oportunista, ou um pequeno grupo de pessoas de talento congênere, percebendo o medo dos incautos ou desinformados, as apreensões quanto aos percalços desta vida e a escuridão no tocante ao destino dos mortos, deu forma inteligível aos espíritos e a DEUS, e fê-los mercadoria, barata, mas numa razão atacadista, que tornou tal prática o dedo de midas e batismou este quiosque-shopping, igreja: e eis a religião, que quase deu à igreja universal do reino de edir macedo, a construção de um palácio no centro de Londres. Sendo proibido ali, ele o quis em Brasília, mais suntuoso e exuberante que o da Alvorada, novo castigo e o tal palácio está no centro de São Paulo. Tudo com o dinheirinho dos pobres pela promessa de enriquecimento daqueles, e subsídios caídos do céu. Vai cego

    Curtir

    • E como tem pobre tão trouxa que acredita nas palavras desses charlatões! Fazem milagres transmitidos pela TV, cobram dízimo pelo cartão de crédito e todos eles da cúpula das seitas, têm uma vida de nababos!
      O governo tem que cobrar impostos destes malandros que usam Deus para subtrair dinheiro dos crédulos otários.

      Curtir

      • Então todo mundo que frequenta igreja é pobre e trouxa, e todo pastor é charlatão e vive no luxo?; E de onde vc tirou a pérola que alguém cobra dizimo pelo cartão de crédito? Você é um preconceituoso e ignorante. Você está desinformado amigo, fala sem saber e por isso fala besteira.

        Curtir

  3. Maycom, este não é teu nome , mas vamos lá. Todo o pobre que frequenta os cultos evangélicos e paga dízimo, é trouxa! A maioria dos pastores evangélicos, além de muito mal preparados ntelectualmente, são embromadores de meia tigela e aproveitadores de gente crédula com pouca instrução primária ou nenhuma. A seita do Silas Malafaia aceita o pagamento dízimo pelo cartão de crédito. Têm a maquininha para usar o cartão nas suas arapucas. Toda a religião promove grande atrazo nas pessoas mais crédulas para não as taxar de ignorantes. Já que és grande defensor dos otários que pagam dízimos para os pastores viverem sem trabalhar, faz uma pesquisa pelas numerosas arapucas que existem por todo o Brasil e constata a verdade. No you tube encontras cada história sobre as vigarices sofridas por alguns otários que possuem alguns bens, todas verdadeiros crimes.
    Existem pastores honestos que trabalham e exercem sua vocação religiosa sem a intenção de depenar os pobres coitados que procuram apoio espiritual, mas são poucos!

    Curtir

    • Amigo, você apenas reforçou seus comentários anteriores. Mostra-se uma pessoas de mentalidade pequena, daquelas que se acham donas da verdade. Se fulano pensa diferente de mim, é otário, é trouxa, é mané, e por aí vai. Fique a vontade, é um direito seu pensar dessa forma. O problema é que você não possui argumentos, apenas zomba e ofende, como se isso fosse lhe dar a razão.

      Em tempo a “seita”, do Malafaia e outras igrejas utilizam sim maquineta para cartão para dízimos e ofertas, mas utilizam a função débito. Acredito ser desnecessário explicar a diferença.

      Quanto a vídeos do youtube, se você procurar vai encontrar também disco voadores, extraterrestres e duendes. Se quiser acreditar nisso vai fundo.

      Curtir

      • Então a grande maioria dos brasileiros têm mentalidade pequena e se acham os donos da verdade porque é do conhecimento geral muitas das vigarices feitas por esses impostores que evocam o nome de Deus em vão!
        Depois, para não perderes tempo tentando arranjar um modo de contestar minhas palavras, pesquisa na web sobre religiões no Brasil. Informa-te sobre Edir Macedo, Silas Malafaia, Santiago e outros mais pobres que arrancam fortunas dos pobres coitados.
        Valores espirituais não se misturam com valores materiais!

        Curtir

      • Quase 90% dos brasileiros são cristãos, então com certeza você está equivocado ao achar que a “grande maioria” dos brasileiros pensa como você.

        Em todas as áreas da sociedade há pilantras, com certeza também há entre os pastores, (a própria bíblia afirmou que isso iria acontecer em 2 Timóteo 4:3-4), mas querer generalizar isso é inocência ou leviandade.

        A marcha para Jesus é evento do Cristianismo, não é da igreja A, B ou C. O Cristianismo está no Brasil há mais de um século, é portanto muito anterior a qualquer um dos pastores citados como vigaristas por você.

        Para não prolongarmos este debate sugiro que você procure uma igreja e viva o cristianismo. Se isso acontecer eu não precisarei me dedicar a contestar suas palavras, você será tocado pelo Espirito Santo e irá rever suas convicções. (1 Corintios 1.18,25).

        Deus te abençoe.

        Curtir

  4. Eu so concordo, se tirar dinheiro da cultura, que so serve incitar o crime violência na rua; eu meu avô meu pai meus filhos e netos nunca precisamos dinheiro de cultura…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s