Gleisi diz que Beto Richa mente e o chama de cínico sobre o aumento de 35,5% da energia pela Copel

Bq_HpvMIIAAl8k3

A verdade sobre o aumento da Copel

Preocupada com as inverdades sobre o aumento da energia que estão sendo divulgadas pelo governador do Paraná, em nome da verdade e da transparência, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) vem a público solicitar a atenção dos paranaenses para os seguintes pontos:

1) a responsabilidade pelo reajuste de 35,5% na conta de luz é do governador Beto Richa.

2) nota oficial da Secretaria de Comunicação Social do Governo Federal, com data de hoje, 25/6, é categórica: a proposta de impor ao povo do Paraná o reajuste de 35,05% foi feita pela COPEL, empresa controlada pelo governo do Paraná.

3) é lamentável que o chefe do Executivo estadual tente manipular a boa-fé das pessoas dizendo-se “surpreendido com a decisão do governo federal de aumentar a luz em 35,05%”.

4) o governo federal não aumentou e nem aumenta a conta de luz. Aliás, a verdade é o contrário: foi a ação do governo federal que fez com que, no ano passado, os consumidores de todo o País tivessem uma redução média de 20,2 % no valor da conta de luz.

5) a Agência Nacional de Energia Elétrica, (Aneel), autarquia federal, apenas homologa o pedido das empresas de energia.

6) quando li na internet que o governador ainda tenta posar de bonzinho dizendo que vai suspender a aplicação do reajuste para buscar uma solução junto à Copel, o que me ocorreu é que, se não queria o aumento, não devia ter autorizado o pedido. O que parece, agora, é que ele está tentando fazer do cinismo uma virtude.

Curitiba, 25 de junho de 2014

Senadora Gleisi Hoffmann

4 comentários sobre “Gleisi diz que Beto Richa mente e o chama de cínico sobre o aumento de 35,5% da energia pela Copel

  1. No segundo semestre de 2001, ocorreu uma crise interna de energia elétrica, levando o governo brasileiro a impor à população e as empresas um plano de racionamento de energia que ficou conhecido como “apagão”, como resultado da incompetência da administração tucana houve: queda da produção industrial, aumento da inflação e do desemprego, quebrado o governo tucano pediu socorro ao FMI e obteve, em agosto de 2001 13,8 Bilhões, esse período caracterizou a segunda quebra do Brasil na era FHC. Hoje devido a problemas climáticos foram acionadas as termoelétricas, o que torna a energia mais cara, porém, contamos com essa possibilidade, no governo FHC houve racionamento de energia, recessão, desemprego e empréstimo bilionário, pois não existia nem sequer essa possibilidade.
    O Paraná neste desgoverno Beto Richa tornou-se um exemplo de falta de compromisso com a população, a preocupação é com o lucro dos acionistas do mercado financeiro, pois os mega tarifaços tornaram-se corriqueiros: DETRAN, COPEL, SANEPAR, CORREIOS…

    Curtir

  2. Volto a perguntar: quando o Requião começar a falar da Gleisi e do governo federal, na campanha, o blog defenderá quem ?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s