PSDB abandonou Beto Richa

teotonio-beto-richa-geraldo-alckmin-e-aecio

O PSDB abandonou o governador tucano do Paraná, Beto Richa, após o Massacre do Centro Cívico de Curitiba de 29 de abril de 2015.

O presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Ademar Traiano (PSDB), disse que o que aconteceu na Praça Nossa Senhora de Salete não era de sua responsabilidade, mas sim do governo do Estado.

O senador do Paraná, Álvaro Dias (PSDB), ex-governador do Paraná, que mandou soltar cavalos nos professores em 1988, disse que “não tem comparação” entre o seu massacre e o Massacre do Centro Cívico do dia 29 de abril: “Hoje (29), é muito mais grave. A reação da polícia militar foi desproporcional”.

O senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) disse que as imagens são impressionantes e que aparentemente houve exageros.

O líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima (PB), criticou a fala de Richa e disse que uma ação policial não pode ser considerada positiva se houve um saldo de pessoas feridas.

O editorial do jornal Folha de S. Paulo, um folhetim do PSDB de São Paulo de José Serra e Geraldo Alckmin, disse hoje que o “Governador tucano [Beto Richa] se reelegeu após devastar as finanças do Paraná e agora recorre a truculência policial contra revolta de servidores”.

Cresce a possibilidade de Impeachment, de intervenção federal ou de responsabilização criminal contra Richa.

O secretário de segurança Fernando Francischini (Solidariedade), provavelmente perderá o cargo e voltará a ser deputado federal, na defesa da diminuição da maioridade penal, do armamento livre para os cidadãos, do Direito Penal máximo e da privatização de presídios. Ele também será, provavelmente, responsabilizado criminalmente.

Dia 05 de maio (terça) 9h, na Praça 19 de Dezembro, ocorrerá um ato nacional em defesa dos professores, curta no Facebook.

Anúncios

30 comentários sobre “PSDB abandonou Beto Richa

  1. Beto Richa tem que ser destituído do cargo de governador e indiciado criminalmente por administração fraudulenta e crime financeiro. GREVE GERAL no Paraná até seu afastamento! Intervenção do Governo Federal torna-se necessária para apuração de muitos crimes financeiros.

    Curtido por 1 pessoa

    • É UMA VERGONHA PARA O ESTADO TER COMO GOVERNO UM HOMEM COMO BETO RICHA.
      ELE FOI LONGE DEMAIS,NÃO MERECE RESPEITO.COMO OS PROFESSORES TERÃO ÂNIMO PARA ENTRAR NA SALA DE AULA?COMO OS PARANAENSES VAO RESPEITAR EM ALGUÉM QUE NÃO RESPEITA OS PROFESSORES! É UM VERGONHA! FORA BETO RICHA!

      Curtir

    • É UMA VERGONHA PARA O ESTADO TER COMO GOVERNO UM HOMEM COMO BETO RICHA.
      ELE FOI LONGE DEMAIS,NÃO MERECE RESPEITO.COMO OS PROFESSORES TERÃO ÂNIMO PARA ENTRAR NA SALA DE AULA?COMO OS PARANAENSES VÃO RESPEITAR ALGUÉM QUE NÃO RESPEITA OS PROFESSORES! É UMA VERGONHA! FORA BETO RICHA! DEVE SER DESTITUÍDO O MAIS BEVE POSSÍVEL.

      Curtir

      • Imediata destituição desse traste do Beto Richa e seu vice, acusando-o de violência contra cidadãos, péssima administração causando enormes perdas nos cofres do estado e de crime financeiro.

        Curtir

    • Deixe-me reescrever sua frase pra vermos se faz sentido:

      Intervenção do Governo que cometeu muitos crimes financeiros torna-se necessária para apuração de muitos crimes financeiros.

      Seria esse o clássico sujo falando do mal lavado?

      Curtir

  2. Matéria sobre a omissão na apuração das overdoses de Aécio e reabertura do caso da morte da modelo une Polícia Civil e MPMG contra o Novojornal.Via NovojornalEra previsível a retaliação por parte de integrantes do MPMG e da Polícia Civil, que após a tramitação irregular de uma denúncia apócrifa, tenta envolver o portal jornalístico por defender o denunciante da Lista de Furnas e do mensalão, Nilton Monteiro. Tudo ocorreu após a recusa pelo diretor responsável do Novojornal a um interlocutor do Governo de Minas em retirar de pauta duas matérias envolvendo três ex-governadores, um ex-vice-governador de Minas e o presidente da Cemig.Sabe-se hoje que a retaliação contra o portal jornalístico foi conduzida pelo Procurador André Estevão Ubaldino Pereira, chefe do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Combate ao Crime Organizado e de Investigação Criminal (CAO Crimo) e Coordenadorias Regionais de Combate às Organizações Criminosas (CRCOCs), todos os órgãos ligados ao MPMG.A primeira matéria ainda não publicada narrará o que vem ocorrendo na Coordenadoria de Combate e Repressão ao Tráfico Ilícito de Entorpecentes, mais conhecida como Coordenadoria Antidrogas, que além de sua inércia em apurar, desapareceu com o procedimento instaurado em função das overdoses que quase levaram a óbito Aécio Neves, quando o mesmo exercia o Governo de Minas Gerais.É necessário destacar que tais overdoses ocorreram dentro do Palácio das Mangabeiras, residência oficial do governador de Minas guarnecido pela Polícia Militar, 24 horas por dia. Corporação Militar que cumpriu sua obrigação entregando através de seu serviço reservado um detalhado relato do ocorrido a Coordenadoria Antidrogas, inclusive, sobre a transferência de Aécio Neves em helicóptero operado pela Polícia Militar para o Hospital Mater Dei em Belo Horizonte.A matéria do Novojornal não tem como destaque o fato de Aécio Neves ser um dependente químico, pois além de não ser novidade, trata-se de uma doença tratável. O objetivo é demonstrar que em função de seu vício, houve a tomada do Poder por setores da área criminal do MPMG, assim como, ligada à defesa na justiça de grandes traficantes, culminando com a nomeação do ex-secretário de Defesa Social o advogado Mauricio Campos.Refém de seu vício, o ex-governador Aécio Neves viu-se envolvido, mesmo que para alguns involuntariamente, na defesa de um afrouxamento por parte das autoridades públicas na repressão e combate ao tráfico de drogas, com a justificativa da introdução de uma política pública no Estado visando à descriminalização das drogas, mesmo antes da aprovação de leis neste sentido.A matéria mostrará ainda que tal política pública visava manter uma Apartheid do vício. Enquanto para as classes sociais mais elevadas, onde o preço da droga chega a ser três vezes maior, o consumo é considerado “recreativo”, nas classes menos favorecidas, onde predomina a droga de baixo custo desta maneira com pequeno lucro, é tratado com prisão. Evidente que independente do mérito da legalização ou não das drogas, o que será abordado é a necessidade de combate a quem fornece a droga, o traficante e as organizações criminosas a que pertencem.Mostraremos que nos últimos dez anos não houve em Minas Gerais através da Coordenadoria de Combate e Repressão ao Tráfico Ilícito de Entorpecentes, qualquer operação de destaque com a desarticulação de grandes quadrilhas e apreensão proporcional, fruto de um trabalho de inteligência que merecesse o mesmo cuidado obtido no combate a crimes fiscais.O Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Combate ao Crime Organizado e de Investigação Criminal, foi transformado em um braço auxiliar e arrecadatório do Executivo através da Secretaria da Fazenda, que mesmo ao arrepio da Lei, forneceu e mantém os equipamentos de escuta telefônica e outras tecnologias utilizadas de maneira irregular, conforme denunciado porNovojornal na matéria “PGJ/MG serve apenas de fachada para Central de Grampo Clandestino”. Fato reconhecido em relatório pelo CNMP– Conselho Nacional do Ministério Público.A segunda matéria, esta já publicada, foi “Juíza do mensalão mineiro manda investigar morte de modelo” diz respeito à morte da modelo Cristiane Aparecida Ferreira. Após sua publicação acompanhada dos documentos exibidos na reportagem do mensalão tucano comprovando que modelo assassinada recebera R$1.800.000,00 de Walfrido dos Mares Guia, obrigou a Juíza Neide da Silva Martins e o Promotor João de Medeiro à abrirem nova linha de investigações para analisar nova vertente criminal.Depoimentos informam que Cristiane Aparecida Ferreira atuou transportando valores milionários a serviço do esquema do mensalão tucano.No entender de diversos criminalistas que se dedicam ao caso, a morte da modelo não foi um crime passional em relação ao seu namorado, Cristiane estaria jurada de morte por esposas de diversos figurões da sociedade mineira. Segundo um dos criminalistas que atua no caso, o assassinato da modelo realmente foi cometido por Reinaldo Pacífico, conforme sua condenação, porém, provas e evidências demonstram que houve um ou mais mandantes, porque Cristiane tornara-se “perigosa”, para o esquema, pois além de conhecer toda operação mantinha relação amorosa com os principais operadores do esquema, desta forma, no entendimento destes criminalistas, a morte da modelo foi uma queima de arquivo.Como narrado anteriormente, diante das provas existentes nos autos, a Juíza da 9ª Vara Criminal de Belo Horizonte determinou a abertura de um novo inquérito para apurar exclusivamente a participação de Cristiane no esquema conhecido como mensalão tucano.O processo tramita em Belo Horizonte por decisão do ministro Joaquim Barbosa. Segundo os criminalistas, comprovadamente Cristiane mantinha um caso amoroso com o atual presidente da Cemig Djalma Moraes, com o ex-ministro e ex-vice-governador Walfrido dos Mares Guia e com o ex-governador Newton Cardoso e Itamar Franco.“Com a abertura deste novo inquérito, quebra-se a resistência do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Combate ao Crime Organizado e de Investigação Criminal dirigido pelo Procurador André Estevão Ubaldino Pereira, que recusava reabrir o caso da morte da modelo”, conclui um dos criminalistas ouvidos porNovojornal.A matéria noticiava ainda que o inquérito que apurou o crime ocorrido no San Francisco Flat, um aparte hotel de luxo da capital mineira, teve várias de suas páginas arrancadas se transformando em ação penal com a condenação do despachante Reinaldo Pacifico, que até hoje continua solto sem qualquer explicação das diversas autoridades envolvidas.Infelizmente, fazer jornalismo em Minas Gerais onde o Estado foi capitulado pelo pior lado da classe política do Ministério Público e da Polícia Civil, tornou-se profissão de alto risco. A matéria relativa às overdoses de Aécio Neves será publicada simultaneamente com o lançamento de um livro que abordará seu comportamento desde que veio para Belo Horizonte em 1983 da Cidade do Rio de Janeiro até sua gestão frente o Governo de Minas Gerais.A reportagem do Novojornal procurou em janeiro de 2013 o ex-governador e atual senador Aécio Neves e o Hospital Mater Dei por duas vezes e os mesmos recusaram-se a comentar as internações ocorridas. O Procurador André Estevão Ubaldino Pereira, chefe do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Combate ao Crime Organizado e de Investigação Criminal (CAO Crimo), foi consultado sobre possíveis ocorrências de overdose do ex-governador e até o fechamento desta matéria nada respondeu.Documentos citados na matéria
    E-mail encaminhado ao Hospital Mater Dei em 9 de janeiro de 2013
    Reenvio do e-mail ao Hospital Mater Dei em 17 de janeiro de 2013
    E-mail encaminhado ao ex-governador e atual senador Aécio Neves em 9 de janeiro de 2013
    E-mail encaminhado ao procurador André Estevão Ubaldino Pereira em 18 de novembro de 2013***Leia também
    ● Minas Gerais: Em xeque, o “choque de gestão” do PSDB
    ● Suiçalão: Aécio lidera doações de donos de contas secretas do HSBC
    ● Recordar é viver: 14 escândalos de corrupção envolvendo Aécio, o PSDB e aliados
    ● Assista ao vídeo em que o doleiro Youssef acusa Aécio de arrecadar dinheiro em Furnas
    ● Por que não vazou antes o que Youssef disse de Aécio?
    ● Deputado Rogério Correia: “Se Janot não tem provas para
    Date: Sat, 2 May 2015 01:41:24 +0000
    To: mauriciomscavassa@hotmail.com

    Curtir

  3. Não acredito que abandonaram, apenas não abonam em público. O FHC colocou a tropa de choque e cachorros na marcha dos prefeitos em Brasília quando era presidente. Mais uma triste cena para Curitiba que já foi modelo em tantas inovações para o restante do País. Reajam paranaenses e coloquem esse governador no lugar que ele merece, no ostracismo, isolado, esquecido, é o que ele merece.

    Curtir

  4. .

    GIZ DE SANGUE

    Não haveria doutor
    Se não houvesse professor
    Diante do quadro-negro
    E o que seria do mundo
    Se o saber mais profundo
    Permanecesse em segredo?

    Seríamos uma sociedade cega
    Como na Idade da Pedra
    Se não tivéssemos mestres
    E a nossa sabedoria
    Numa parede caberia
    Como arte rupestre.

    O mestre tem como preceito
    Estimular a luta pelos direitos
    E por não ser hipócrita
    Veste a armadura da dignidade
    Empunha a espada da verdade
    E declara a guerra ideológica.

    Então levanta a sua voz
    Contra o Governo atroz
    Durante uma pacífica luta
    E sai caminhando nas ruas
    Tendo como bandeira as suas
    Reivindicações mais justas.

    Mas muitos daqueles alunos
    Que sentaram-se em turnos
    Para com ele aprender
    Usando força desmedida
    Quase lhe tiram a vida
    Fazendo seu sangue verter.

    Antes ele escrevia com giz
    Traçando a diretriz
    Para a alheia realização
    Mas hoje triste se constrange
    Ao escrever com sangue
    A dor da sua indignação.

    Eduardo de Paula Barreto

    .

    Curtir

  5. O Povo do Paraná em peso tem que decretar a GREVE GERAL IRRESTRITA que só terminará com a imediata destituição de Beto Richa e de seu vice, incriminando-o judicialmente por má gestão administrativa e crime financeiro. Tem que ser jogado no latão do lixo da sociedade!

    Curtir

  6. O que aconteceu no Paraná coloca os brasileiros com o pisca alerta ligado pois outros fascistas como este senhor podem vir a ocupar cargos até mais relevantes! Não podemos aceitar esta agressão contra nossos compatriotas que lutam pelos seus direitos e de uma forma honesta. Se aceitarmos calados tal ato, estaremos enviando uma mensagem de concordância e submissão a tal agressão! Ditadura nunca mais! Estamos sim alertas! Seu nome estará para sempre gravado na nossa memória!

    Curtir

  7. O PSDB DEVE SER EXCLUIDO DA SOCIEDADE PARANAENSE, POIS O QUE BETO RICHA, AECIO NEVES E GERALDO ALCKIMIM, E O QUE JA PASSAMOS NO PASSADO DE ALVARO DIAS, O POVO TEM QUE ANALIZAR BEM NAS ELEIÇOES, ESSE PARTIDO PERDEU TODA A NOSSA CONFIANÇA DE MUDAR O PAÍS, E A CADA DIA OS GOVERNADORES VAO MOSTRANDO DO QUE SAO CAPAZES DE FAZER COM O BRASIL, FRANCISCHINI TAMBEM DEVE PERDER O CARGO DE DEPUTADO FEDERAL E VOLTAR A CUIDADE DE PORTAS DE CRECHES ESTADUAIS PARA APRENDER A DAR VALOR NO FUNCIONALISMO PUBLICO, E BETO RICHA, O MELHOR CAMINHO E SUMIR DO PAÍS, POIS NAO DEVERA FAZER PARTE DE NENHUM PARTIDO POITICO,

    Curtir

    • Todos os partidos esta cagados..PSDB perdeu a confiança do povo, PT perdeu a confiança dos investidores e economistas e o PMDB é pior que os 2 juntos…o brasil está acabado…

      Curtir

    • Não estamos falando de partido político, todos os partidos tem sua parcela de contribuição nesse episódio ,pois o que aconteceu no
      Brasil nos é de responsabilidade de PT, PSDB e de toda a base de apoio , hora PT hora PSDB .

      Curtir

    • Fora Beto Richa! Leve consigo todos os canalhas do PT, PSDB, PMDB,…PSC… e, também todos que aqueles que nos roubam diariamente.
      Trabalhar 5 meses de um ano só pra pagar impostos?
      Usurpam nossos direitos todos os dias, e ainda, tem gente que defende este ou aquele partido, então, se valorize e não jogue no lixo a sua reputação e o dinheiro que você paga de impostos diariamente.

      Curtir

  8. Aqui em m Minas o governador Anastasia, PSDB e afiliado de Aécio, também lançou mão dos recursos do fundo aposentadoria dos servidores. Só não houve essa violência porque a imprensa foi conivente e os servidores de MG me parecem menos combativos. Se tivessem ido pra rua como os do Paranã, certamente teríamos também um massacre. O modus operandi é o mesmo.

    Curtir

  9. Esse Beto Richa, só deve ser do mesmo saco de LULA E DILMA. Sua sigla partidária está se manchando com suas atitudes. Onde estão os senadores do mesmo partido que se dizem contra as atitudes do governo federal ?

    Curtir

  10. Beto Ticha foi vitima dos Loucos do PT e sua quadrilha Sem esquecer do MST, Muito Triste tudo isso mas ele saida vitoriosos porque a verdade prevalecera.

    Curtir

  11. Aos 48 de idade confesso, que nunca vi tantas investigações feitas pela Polícia Federal, Ministério Público, Gaeco. Vimos políticos serem condenados e presos, inclusive políticos do próprio partido do governo PT. Cabe lembrar que além da acusação é preciso ter provas consistentes para que haja punição, assim diz a lei. Não adianta odiarmos determinado político e torcermos para que ele sofra impeachment, se não há provas materiais, e isso serve para todos. Seria bom lembrar, que no passado tivemos um engavetador geral da república. E independente da sigla partidária, cada político ou partido deveria ter a dignidade de assumir seus próprios erros e fracassos. O massacre aos professores no dia 29 de abril, tem um responsável: Beto Richa do PSDB. Muitos professores entre outras pessoas que votaram nesse “governador” estavam lá apanhando, sofrendo na carne e na consciência o efeito dos gás de pimenta, cassetetes, além do arrependimento de ter defecado o voto. Entre Beto Richa, Rossoni, Traiano, Romanelli, Francischini, eu prefiro o pit bull.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s