Brasil e Paraná votam em Dilma, Curitiba vota em Aécio

ufpr-624x416

Informações sobre a pesquisa Datafolha divulgada ontem:

1. Dilma Rousseff (PT) atingiu seu recorde na pesquisa espontânea desde 13/12/2012: 33% (Marina tem 21% e Aécio 14%).

2. No Paraná Dilma está na frente na espontânea com 26% (Marina 18% e Aécio 21%) e em Curitiba Dilma tem 17%, Marina 18% e Aécio 20%.

3. Dilma está na frente em todas as regiões do Brasil. No Sul Dilma 36%, Marina 21% e Aécio 23%.

4. Dilma está na frente em todas as idades, desde os mais jovens até idosos.

5. Dilma está na frente no Paraná (33, 24, 27) e também em MG (36, 19, 29), terra do Aécio e PE (42, 40, 4), terra de Eduardo Campos (PSB). Em Curitiba Aécio está na frente: 21, 25, 27.

6. Enquanto o Brasil ama Dilma, ela é rejeitada em Curitiba (Dilma 45, Marina 21, Aécio 12) e também no Paraná (37, 20, 13).

7. No segundo turno Dilma ganha de Marina Silva (PSB, ex-PT, ex-PV, futura Rede Sustentabilidade) por 47 a 43 no Brasil, e também no Sul 47 X 39. Empata no Paraná 43 X 43 e perde em Curitiba 32 X 47.

8. No segundo turno Dilma ganha de Aécio 50 X 39 no Brasil e no Sul 44 a 43, mas perde em Curitiba 31 a 50.

Publicidade

Dilma e as organizações sociais – OS

dilma___1

A presidenta Dilma Rousseff (PT) não privatizou a saúde, educação e a cultura por meio de organizações sociais – OS.

Dilma apenas se utilizou de OS no Plano Inova Empresa ao criar a OS Empresa Brasileira para Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii), que visa fomentar o processo de cooperação entre empresas nacionais, principalmente pequenas e médias, e instituições tecnológicas ou instituições privadas sem fins lucrativos voltadas a pesquisa e desenvolvimento (P&D).

O problema é que o MEC e MCTI também querer burlar concurso público por meio de OS e privatizar a educação.

Dilma concedeu ontem (26) entrevista com os blogueiros progressistas Renato Rovai (Blog do Rovai e Revista Fórum), Altamiro Borges (Blog do Miro), Conceição Oliveira (Blog da Maria Frô), Eduardo Guimarães (Blog da Cidadania), Conceição Lemes (Viomundo), Miguel do Rosário (O Cafezinho), Paulo Moreira Leite (Brasil 247) e Kiko Nogueira (Diário do Centro do Mundo).

Conceição Lemes (Viomundo) perguntou sobre a saúde e as OSs (aproximadamente 1h01min). Dilma disse que não defende as OSs em geral, porque tanto a gestão pública quanto privada podem ser eficientes ou ineficientes. Ela informou que já foi totalmente contrária às OSs, mas hoje não é inimiga e deu a entender que talvez seja possível a OS apenas para laboratórios.

Minha posição: OSs podem ser utilizas para fins de fomento, desde que a saúde público-estatal seja a regra. E OS não pode ser utilizada para fins de privatização/terceirização de hospitais com o intuito de burla ao concurso público, licitações e responsabilidade fiscal.

Veja a entrevista completa: