Área VIP xinga Beto Richa na Arena da Baixada de Curitiba no empate em 0 a 0 entre Irã e Nigéria

IMG_6871

Arena da Baixada em Curitiba hoje. Fotos de Tarso Cabral Violin

Depois do papelão que fizeram na abertura da Copa do Mundo, quando vaiaram e ofenderam a presidenta Dilma Rousseff (PT) em São Paulo, dessa vez foi a área VIP na Arena da Baixada que ofendeu um chefe do Poder Executivo.

O governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), em Curitina, no jogo de hoje entre Nigéria e Irã, que foi empate de 0 a 0, recebeu um corinho “ei, Richa, vai tomar no c*!“, mesmo que aparentemente ele não estivesse presente no evento, já com receio de ser questionado.

Foi a elite que pagou R$ 350 no ingresso, o mais caro do dia, que ofendeu Beto.

Ao se revoltarem com a baixa qualidade do jogo, que não teve gols, e com a notícia de que o governo Beto Richa não entregou nenhuma das obras previstas inicialmente para a Copa do Mundo em Curitiba, os torcedores mal-educados se indignaram no final do jogo.

Beto Richa, segundo o Tribunal de Contas do Paraná, não construiu o Corredor Metropolitano que integraria a Região Metropolitana de Curitiba,não entregou a requalificação do Corredor Marechal Floriano, o Corredor Aeroporto-Rodoferroviária, as Vias de Integração Radial Metropolitana e o Sistema Integrado de Movimento Metropolitano – SIMM.

Confesso que eu estava nessa região do estádio, pois não consegui lugar nos setores mais baratos, mas não vaiei e nem xinguei o governador, por mais que ache que ele é o pior governador do estado de todos os tempos.

No estádio a maioria era de curitibanos/paranaenses.

O governador está com a aprovação muito baixa na capital, desde a eleição municipal de 2012.

Os VIPs também vaiaram a presidenta Dilma, de forma injusta, já que Lula é que proporcionou esse evento para esses privilegiados.

IMG_6768

 

IMG_6824

Anúncios

Administração Pública deliberativa: “Cidadão não é cliente”

joaquin_150614

Professor espanhol Joaquin Brugé. Foto de Antônio More/Gazeta do Povo

O Professor da Universidade de Barcelona, Joaquin Brugé, especializado em Administração Pública deliberativa, que deu palestra no IMAP – Instituto Municipal de Administração Pública em Curitiba, concedeu entrevista para a Gazeta do Povo, na qual defende a Administração Pública deliberativa e que as pessoas sejam tratadas como cidadãos e não clientes, em clara posição contrária ao gerencialismo-neoliberal. Veja a entrevista publicada ontem, clique aqui.

Coxinha

Captura de Tela 2014-06-16 às 01.08.03 Coxinha pode ser um tipo de alimento muito consumido no Brasil, que se bem feito é delicioso. Com massa por fora e frango por dentro, pode ainda ter catupiry. Inclusive, a melhor coxinha de Curitiba é o da Confeitaria Edelweiss. Coxinha pode ser também uma coxa pequena, uma coxinha de galinha, por exemplo. Coxinha no Paraná também é uma forma pejorativa de chamar os torcedores do Coritiba, também chamados de Coxas.

Mas nos últimos anos o termo “Coxinha” passou a ser muito utilizado na política, talvez inicialmente em São Paulo.

São os novos “mauricinhos”, “engomadinhos”, “playboys”, “almofadinhas” e “patricinhas”. Hoje em dia também são chamados de “Rigobertos”.

Entendo que Coxinha não é uma forma de se vestir, pois pode haver Coxinha Emo, Coxinha Black Bloc, Coxinha metaleiro, Coxinha metrosexual, Coxinha mauricinho, Coxinha patricinha, etc.

Muitas mulheres não estão mais sendo chamadas de patricinhas ou Coxinhas, mas de “Coxetes”.

Muitos dizem que Coxinha é um termo indeterminado, pois é difícil de definir mas é fácil de identificar.

Você não tem todas as características abaixo? Mesmo assim você pode ser um Coxinha!

Você tem algum destas características? Mesmo assim você pode não ser um Coxinha!

Coxinha é aquele que se manifesta com pautas muito amplas, impossíveis de serem atendidas de uma hora para outra. Durante a ditadura os estudantes lutavam pelo fim do AI-5. Ultimamente estudantes lutaram contra o aumento da tarifa do transporte coletivo. Mas os coxinhas saem às ruas “contra a corrupção”, “pela educação”, “contra o comunismo-petralha-bolivariano”, etc.

Para um Coxinha não é importante ser uma pessoa legal, o importante é ter bens materiais ou pelo menos parecer algo que não é.

Coxinha faz culto à aparência.

Coxinha é consumista.

Coxinhas preferem animais aos seres-humanos.

Coxinhas têm um discurso de defesa do meio-ambiente mas trocam de celular e carro todo o ano, e ainda não se preocupam com o desenvolvimento sustentável (social, economia, meio-ambiente, ética, jurídico).

Os Coxinhas são neoliberais.

Os Coxinhas adoram colocar fotos no Instagram.

Os Coxinhas não gostam de política e só falam sobre candidatos perto das eleições.

Os Coxinhas são de direita.

Os Coxinhas atacam o Estado mas não são comunistas, pois defendem o mercado, o grande capital, o mercado financeiro.

Os Coxinhas lêem, e acreditam, na capa da Veja, e ainda dizem com orgulho: “li na Veja!”

Os Coxinhas compartilham mentiras na internet.

Os Coxinhas adoram compartilhar notícias dos jornais Folha de S. Paulo, O Globo, O Estado de S. Paulo e outros jornais locais conservadores.

Os Coxinhas são conservadores e reacionários.

Os Coxinhas fazem parte da aristocracia, da oligarquia, ou repetem o que essas classes falam.

Os Coxinhas preferem o sertanejo universitário à música caipira de raiz, preferem o pagode ao samba de raiz.

Os Coxinhas gostam de ver tênis, Futebol Americano e F1 na TV, mas não futebol, ou dão mais ênfase aos times de futebol europeus do que aos brasileiros.

Os Coxinhas odeiam pobres e miseráveis, e quando são pobres e miseráveis assumem o discurso da elite financeira.

Os Coxinhas lêem livros de auto-ajuda.

Os Coxinhas adoram ver TV, principalmente a Rede Globo de Televisão.

Em São Paulo os Coxinhas torcem mais para o São Paulo Futebol Clube.

Os Coxinhas queriam a Copa do Mundo FIFA no Brasil 2014 tivesse sido um fracasso.

Os Coxinhas preferem os anglo-saxões do que os latino-americanos.

Os Coxinhas viajam apenas para o exterior, e quando viajam falam muito mal do Brasil.

Os Coxinhas vão todo o ano para a Disney.

Os Coxinhas não acham que a ditadura militar-empresarial foi tão ruim assim, alguns até chamam o golpe militar de 1964 de revolução redentora.

O sonho dos Coxinhas é de morar em um condomínio fechado.

Os Coxinhas têm medo da palavra igualdade.

Os Coxinhas reclamam dos impostos altos e sonegam ilicitamente os tributos.

Os Coxinhas chamam as pessoas de corruptas sem prova.

Os Coxinhas não querem a reforma agrária.

Os Coxinhas acham que a regulação da mídia é censura.

Os Coxinhas chamam qualquer pessoa de esquerda de Petralha, Comunista, Marxista, Bolivariano, sem nem saber o que cada um dessas coisas significam.

Quando ouve falar em Estado do Bem-Estar Social os Coxinhas falam mal de Cuba e da Coreia do Norte.

Os Coxinhas acham que o governo do Fernando Henrique Cardoso (FHC) foi ótimo.

Os Coxinhas são pós-modernos.

Os Coxinhas são massa de manobra.

Os Coxinhas são egoístas e individualistas.

Os Coxinhas defendem as privatizações.

Os Coxinhas adoram assistir o Manhattan Connection.

Os Coxinhas não gostam da Democracia direita, participativa e deliberativa.

Os Coxinhas votam em quem oferece festas, jantares e churrascos mas falam mal dos membros do Congresso Nacional.

Os Coxinhas acham que a velha mídia é imparcial e apolítica.

Os Coxinhas gostam de mostrar a marca dos produtos que compram.

Os Coxinhas são religiosos e votam em quem sua Igreja mandar.

Os Coxinhas são machistas e homofóbicos.

Os Coxinhas são fascistas e nazistas e fazem parte de organizações conservadoras.

Os Coxinhas dão esmolas e fazem campampanhas assistenciais mas não aceitam que o Estado tenha programas sociais públicos.

Nos Estados Unidos da América os Coxinhas votam no Partido Republicano.

Os Coxinhas gostam do PSDB e do DEM (também chamado de DEMO ou Democratas, ex-PFL, ex-PDS, ex-ARENA).

Sim, existem Coxinhas que se acham de esquerda.

Os Coxinhas defendem a violência, como o porte de armas de fogo ou lutas de trogloditas.

Os Coxinhas são escravocratas.

Os Coxinhas são preconceituosos.

Os Coxinhas não gostam do software livre.

Os Coxinhas odeiam o Lula, a Dilma e o Partido dos Trabalhadores – PT.

Os Coxinhas acham que o Estado pode, no máximo, ser Regulador, e não pode intervir direta ou indiretamente na economia e no social.

Os Coxinhas dizem que não existe mais direita e esquerda.

Atenção, repetindo: se eu chamar alguém de Coxinha não necessariamente essa pessoa tem TODAS essas características!

E uma ou outra das características acima eu e outros não-coxinhas podem ter.

Você é Coxinha? Se considera um Coxinha?

Exemplos de Coxinhas famosos: Luciano Huck, Aécio Neves, Reinaldo Azevedo, Lobão, Rogério Ceni, Roberto Justus, Beto Richa, Marcelo Tas, Diogo Mainardi, Roger do Ultraje, Olavo de Carvalho, Marcos Mion, Ronaldo Fenômeno, Danilo Gentili, Jair Bolsonaro, Álvaro Garnero, Rodrigo Constantini, Joaquim Barbosa, Miriam Leitão, vários pilotos de Fórmula 1 e a maioria das atrizes e apresentadoras de TV, com raras exceções.

Existem vários coxinhas artistas e esportistas internacionais, mas não cabe aqui fazer a relação dos sujeitos.

Você quer aprender a fazer discursos de Coxinha, ou reconhecer um pensamento Coxinha?

Foi criado o Coxinheitor em 2014, que cria automaticamente frases coxinhas, mas saiu do ar.

Ajude o Blog do Tarso a atualizar esse post, com novas características e exemplos.

Tarso Cabral Violin – autor do Blog do Tarso, advogado, professor, mestre e doutorando