Juliano Breda toma posse amanhã como novo presidente da OAB/PR

530934_3568811712472_890655850_n-1-1

A sessão solene de posse da nova diretoria da OAB Paraná acontecera amanhã (15) às 19h30, no Teatro Guaíra, em Curitiba. Toma posse como presidente da Seccional, em substituição a José Lucio Glomb, o advogado Juliano José Breda, meu amigo desde os tempos de movimento estudantil. Também tomam posse os diretores eleita para o triênio 2013-2015, os advogados Cássio Lisandro Telles (vice-presidente), Eroulths Cortiano Júnior (secretário-geral), Iverly Antiqueira Dias Ferreira (secretária-geral adjunta) e Oderci José Bega (diretor tesoureiro). Na mesma cerimônia serão empossados os novos conselheiros federais e estaduais, os presidentes das 47 subseções do estado e os advogados que compõem a diretoria da Caixa de Assistência dos Advogados do Paraná (CAA-PR).

Estão confirmadas as presenças dos ministros Paulo Bernardo (Comunicações, do PT) e Aldo Rebelo (Esporte, do PCdoB), do presidente nacional da OAB, Ophir Cavalcante, e do prefeito de Curitiba e também advogado Gustavo Fruet (PDT), entre outras autoridades.

Na última gestão participei das comissões de Estudos Constitucionais e e Gestão Pública e Assuntos da Administração, e a experiência é gratificante. Já participei também das comissões de Direito do Terceiro Setor e dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Confira a relação dos que serão empossados:

OAB Paraná
Presidente: Juliano José Breda
Vice-presidente: Cássio Lisandro Telles
Secretário-geral: Eroulths Cortiano Júnior
Secretária-geral adjunta: Iverly Antiqueira Dias Ferreira
Tesoureiro: Oderci José Bega

Conselheiros Federais – Titulares
Alberto de Paula Machado
Cesar Augusto Moreno
José Lucio Glomb
Conselheiros Federais – Suplentes
Flavio Pansieri
Helio Gomes Coelho Junior
Manoel Caetano Ferreira Filho

Caixa de Assistência dos Advogados
Jose Augusto Araújo de Noronha – Presidente
Eliton Araújo Carneiro – Vice-Presidente
Maria Regina Zarate Nissel – Secretária-Geral
Luis Alberto Kubaski- Secretário-Adjunto
Fabiano Augusto Piazza Baracat – Tesoureiro
Diretores suplentes:
Claudia Barroso de Pinho Tavares Montanha Teixeira
Iolanda Maria Gomes
José Carlos Dias Neto
Luciana Carneiro de Lara
Mario Jorge Sobrinho

Conselheiros Estaduais titulares
Alexandre Hellender de Quadros
Carlos Roberto Scalassara
Celso Augusto Milani Cardoso
Cicero Jose Zanetti de Oliveira
Ciro Alberto Piasecki
Claudionor Siqueira Benite
Daniela Ballao Ernlund
Edni de Andrade Arruda
Elizandro Marcos Pellin
Eunice Fumagalli Martins e Scheer
Evaristo Aragão Ferreira dos Santos
Fabio Luis Franco
Gabriel Soares Janeiro
Gilder Cezar Longui Neres
Guilherme Kloss Neto
Gustavo Souza Netto Mandalozzo
Helcio Silva Orane
Ivo Harry Celli Junior
João de Oliveira Franco Junior
João Everardo Resmer Vieira
José Carlos Cal Garcia Filho
José Carlos Sabatke Sabóia
Juarez Cirino dos Santos
Juliana de Andrade Colle Nunes Bretas
Lauro Fernando Pascoal
Lauro Fernando Zanetti
Lucia Maria Beloni Correa Dias
Luiz Fernando Casagrande Pereira
Marcia Helena Bader Maluf Heisler
Marilena Indira Winter
Marlene Tissei São José
Neide Simões Pipa Andre
Nilberto Rafael Vanzo
Oksandro Osdival Gonçalves
Paulo Charbub Farah
Paulo Rogerio Tsukassa de Maeda
Rafael Munhoz de Mello
Renato Cardoso de Almeida Andrade
Rita de Cassia Lopes da Silva
Rogel Martins Barbosa
Rogeria Fagundes Dotti
Rubens Sizenando Lisboa Filho
Silvio Martins Vianna
Vera Grace Paranagua Cunha
Wascislau Miguel Bonetti
Conselheiros Estaduais suplentes
Abner Wandemberg Rabelo
Alaim Giovani Fortes Stefanello
Alberto Rodrigues Alves
Alessandro Panasolo
Alexandre Salomão
Aline Graziele de Oliveira
Almir Machado de Oliveira
Clodoaldo de Meira Azevedo
Debora de Ferrante Ling Catani
Dicesar Beches Vieira Junior
Edward Fabiano Rocha de Carvalho
Emerson Gabardo
Emerson Norihiko Fukushima
Estefania Maria de Queiroz Barboza
Fabio Artigas Grillo
Fernando Previdi Motta
Gilberto Tadeu Dombroski
Gilvan Antonio Dal Pont
Graciela Iurk Marins
Henrique Gaede
Joel Macedo Soares Pereira Neto
Julio Martins Queiroga
Leila Cuellar
Leonardo Ziccarelli Rodrigues
Luiz Sergio de Toledo Barros
Mariantonieta Ferraz Portela
Maurício Barroso Guedes
Melissa Folmann
Paulo Giovani Fornazari
Pedro da Silva Queiroz
Regiane de Oliveira Andreola Rigon
Rodrigo Luis Kanayama
Rodrigo Pironti Aguirre de Castro
Valmir de Souza Dantas
Veronica Matulaitis Ratuchenei

Presidentes eleitos nas subseções para o triênio 2013-2015: Continuar lendo

Lula vai para Cuba no lançamento do livro “Os últimos soldados da guerra fria”, de Fernando Morais

images-44O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) viajará para Cuba no dia 28 de janeiro de 2013, para participar da III Conferência Internacional pelo Equilíbrio do Mundo, evento que marca as comemorações dos 160 anos do nascimento do político e escritor cubano Jose Martí. Lula esta totalmente recuperado do câncer e está pronto para concorrer, com sucesso, das eleições de 2014 ou 2018.

Lula participará da Conferência no dia 29 de janeiro. No mesmo dia estará no lançamento do livro “Os últimos soldados da guerra fria”, de Fernando Morais, em um debate com o autor do livro e Ricardo Alarcón, presidente da Assembleia Nacional de Cuba. Se você ainda não leu esse livro, é imperdível.

Uma comparação entre o Diário do Nordeste e O Povo, jornais de Fortaleza, Ceará

images-43

Vou fazer uma comparação entre os jornais Diário do Nordeste e O Povo, edições de domingo, dia 14 de janeiro de 2013. É uma análise de quem não acompanha diariamente os jornais e de quem não é do Ceará, mas estava de passagem.

O Diário do Nordeste é do mesmo grupo da TV Verdes Mares, a TV Globo de Fortaleza. Os dois jornais têm um perfil conservador.

Os dois jornais custam R$ 3,00, empate, portanto.

Para sabermos se um jornal é bom ou ruim a parte da política é a primeira e mais importante a ser analisada.

No jornal O Dia há um colunista, o senhor Lúcio Brasileiro, que defende o golpe militar de 1964, cujo cearense Castello Branco assumiu o poder logo após, e elogia o ex-governador tucano coronel neoliberal Tasso Jereissati (PSDB), que nem conseguiu se reeleger senador em 2010. É tão equivocado que prefere Maradona a Pelé.

O Povo faz um importante debate entre o grupo da ex-prefeita Luizianne Lins (PT) e seu candidato derrotado Elmano Freitas (PT) e o prefeito recentemente empossado Roberto Cláudio (PSB).

A parte política do Diário é mais fraca, não tem um caderno específico, e pareceu defensora da atual gestão do PSB, tanto do governo do Ceará quanto da prefeitura de Fortaleza, contra a gestão da prefeitura que acabou agora, depois de 8 anos.

O Povo tem uma grande vantagem: a figura do Ombudsman.

A parte de notícias do Brasil e do Mundo dos dois jornais é bem fraca.

No Diário há um caderno sobre temas de determinadas regiões do estado do Ceará. Com uma interessantíssima matéria sobre a Coluna Prestes e Luiz Carlos Prestes, o Cavaleiro da Esperança, que passou pela cidade de Crateus, onde há um monumento desenhado por Oscar Niemeyer sobre a Coluna, inclusive com um livro publicado sobre a passagem de Prestes no Ceará com a Coluna.

Os cadernos de empregos e concursos dos dois jornais se equivalem, com relação às matérias e número de empregos e concursos.

O caderno de esportes do O Povo é bem melhor do que o do Diário do Nordeste, com mais páginas, matérias mais interessantes, inclusive uma sobre a Maratona de Fortaleza.

O que há de pior no O Povo é o caderno Buchicho Estrelas, sobre as personalidades da TV, coluna social de Fortaleza de gosto duvidoso e fofocas de baixíssima utilidade. No jornal há ainda o caderno People!, também com coluna social e temas sobre famosos. Um pouco menos pior são os cadernos com as mesmas funções do Diário do Nordeste, o Zoeira (TV) e o Gente (coluna social).

No Diário há uma interessante revista chamada Siará, sobre questões gerais e saúde, com um papel especial. Caderno semelhante tem o Povo (Ciência & Saúde), com menos qualidade gráfica de qualidade editorial semelhante. Ponto para o Diário.

Os classificados dos dois jornais se equivalem, com pequena vantagem para O Povo. Inclusive nos dois há classificados de prostituição, o que já não existe mais faz tempo em jornais de sul e sudeste.

Os cadernos de economia (Povo) e negócios (Diário) também se equivalem.

Não sei se o Povo tem um caderno infantil em outro dia, mas no domingo apenas o Diário tem o caderno chamado Diarinho, parecido com a Folhinha da Folha de S. Paulo. Ponto para o Diário.

Junto com o Diário veio o jornal AL Notícia, da Assembleia Legislativa do Ceará, uma edição de dezembro exaltando o então presidente Roberto Cláudio (PSB), eleito prefeito de Fortaleza. É um absurdo que dinheiro público seja utilizado para fazer propaganda pessoal para os deputados estaduais. Não sei se o AL Notícias também é distribuído no Povo, mas a simples existência desse jornal deveria ser questionada pelo Ministério Público estadual e Tribunal de Contas.

O caderno do Povo “Vida & Arte Cultura” é melhor do que o Caderno 3 do Diário, pois aquele tem mais literatura e uma agenda mais completa. Ponto para O Povo.

Conclusão: O Povo é um pouco melhor do que o Diário do Nordeste. Mas hoje em dia, confie mais em blogs independentes.