Movimentos sociais reunir-se-ão para pressionar pelo Impeachment de Beto Richa

11188240_814436005270160_827263778042081208_n

Os movimentos sociais do Paraná e os signatários do pedido de Impeachment protocolado na Assembleia Legislativa – veja aqui (apoiados por mais de 8 mil cidadãos – assine aqui) chamam para uma grande reunião plenária em defesa da renúncia ou do Impeachment do governador Beto Richa (PSDB), em decorrência do Massacre do Centro Cívico de Curitiba de 29 de abril de 2015.

Acreditamos que, no mínimo, Richa tolerou e não tentou repreender que agentes públicos praticassem abuso do poder e uso de meios violentos contra professores, servidores, estudantes e cidadãos, o que fere a Lei 1.070/50, a lei que trata do Impeachment e dos crimes de responsabilidade.

A plenária será no dia 02 de junho, 19h, na sede da APP-Sindicato.

Clique aqui e confirme presença no evento do Facebook.

Anúncios

5 comentários sobre “Movimentos sociais reunir-se-ão para pressionar pelo Impeachment de Beto Richa

  1. A revolução francesa contra arbitrariedades, desmandos, desdém e opressão da classe reinante ( coroada) contra os governados, é o maior evento mundial em expressividade e significância. Desconheço a inteireza do ambiente dele à época, mas foi justo e necessário, porque até hoje, e mais além, indelével nos anais da humanidade, retumba nos livros de história, e na memória dos injustiçados, manual, bula e inspiração para quem se insurge contra o desprezo de senhores reinóis e chefes de estados desleais, desumanos, foras-da-lei. O Brasil vive hoje um festival de escândalos, um carnaval alucinante de falcatruas, desvios e lavagem de dinheiro fortunais, mas que está sendo possível arrancar as máscaras de pierrots e colombinas que fizeram chover porres de confetes/cédulas sambadas da Petrobras, BNDS, receita federal, Furnas, INCRA, IBAMA, tudo nas narinas de senadores e deputados, deixando a polícia encarcerada, atônita e desarmada, sem poderes de ação de fato, ensejando ressuscitar aquele pensamento que mandou para a guilhotina facínoras bem menos irrelevantes que os sofisticados experts da corrupção, tráfico de influência e drogas, contrabandistas de órgãos humanos e outras variadíssimas musculaturas, invasão e aplicação groseira de silicones que sinistram mamas e bumbuns notáveis; uma anarquia de arbitrariedades, crimes e contra dança em salões requintados de finíssima primeira classe que descamba pras passarelas públicas. Mas o apito final pra esse ZÉ PEREIRA nacional efetivo imbricado é fácil, não ilegal nem tão DÉMODER: CADEIRA ELÉTRICA e CONCORRENTES SIMILARES em mestres salas, passistas, puxadores e FEEDBACK, articuladores, rainhas de bateria deste afinadíssimo grêmio do ALI BABÁ E SEUS SETECENTOS LADRÕES.

    Curtir

  2. Caros Professores,

    Estamos diante de um déspota no governo, mas ele é só resultado do terror passado de nosso País, principalmente o terror psicológico que nos transformou em seres desmemoriados e amadores no quesito de estudo e aplicação da história e tecnologia.

    Não somos dados à revoluções, mas precisamos urgentemente que vocês, amados mestres, alterem sobremaneira o método de ensino do País, não quero nova plataforma pedagógica, nem mudanças de salas e cores, nem também mudança de livros didáticos, isso tudo não importa. Precisamos que você usem sua inteligência, sua ciência, sua metodologia de pesquisa para contar a história contemporânea do Brasil que não podemos repetir, falem sobre a ditadura, o que realmente aconteceu nela, tais como paralisação da tecnologia pela reserva de mercado de informática, inutilização das linhas férreas para integração dos países da América do Sul, e todas as opressões impostas ao País, por favor não a politizem, não se trata de comunismo versus capitalismo, nem mesmo relembrar os mortos e conflitos, mas mostrar que não existia possibilidade de evolução, não existia motivação para gerar empresas e empregos.

    Por favor, mostrem que os planos econômicos do governo, em matéria de economia e ciência humana, eram feitos para terem duração proposital de 5 anos ou menos, pois o fato de mandarmos dinheiro de juros de divida externa para o exterior, as altas inflações, e o ganho de dinheiro com aplicações financeiras tornava a classe rica do Brasil, mais rica, embora fossem completamente improdutivas e mantinha o restante do povo em permanente estado de vegetação e dependência. Mostrem por que nunca o salario mínimo foi superior a 50 dólares e que efeitos isso produzia sobre os ricos e os pobres (a classe media trazia escravos do nordeste,, por 50 dólares e por isso não precisava trabalhar em mais nada).

    Informem a todos que é necessário produzir coisas para criar trabalho e renda, para nunca mais dependermos de bancos para garantir renda fictícia e escritural.

    impeçam o retorno dos militares, impeçam o retorno da inflação, chega de treinar nossas crianças para continuarem a ser zumbis, escravos de empresas, gente necessitada de “emprego’, por favor transformem as mentes do futuro de nosso País em empreendedores, estadistas, empresários corretos e nos mais inteligentes mestres que lhes for possível.

    Principalmente impeçam agora a volta do psdb.

    No começo ainda há carência de estudos, então usem seu feeling e mudem imediatamente, porque a política continua suja e não vai esperar planos mirabolantes de pedagogia que nunca sairão do papel, não precisamos de um plano, precisamos urgentemente de executores inteligentes como vocês, os verdadeiros formadores de opinião, não deixem isso a cargo da globo/abril nunca mais. Façam, ainda que errem, nada poderá ser pior do que a continuidade do que existe hoje, mesmo que seja por mais um mês.

    Vocês estão lutando e precisam de apoio. Mas somos nós quem precisa muito de vocês, porque a educação atual, modelo europeu vai apenas nos levar à bancarrota e nos manter idiotas cheios de saber inútil.

    Atenciosamente

    Silvio Marcos Mendes Tagata

    Curtir

    • De fato Silvio, a mudança não pode esperar e só conta com o trabalho da educação pública, pois é ela quem atende aos mais pobres e são eles que mais esperam por mudanças. O desmonte da educação não é só no Paraná e atende ao interesse neoliberal elitista que corrompe todas as classes. A união faz a força ela pode mudar e é nisso que devemos investir, desenvolvendo o senso crítico e acabando com o senso comum, vítima da dominação ideológica impregnada nos meios de comunicação que estão a serviço das das elites que fomentam a desinformação. Acreditamos no capital a serviço do bem estar social e somente podemos alcança-lo com equilíbrio, em um modelo social capitalista, onde a riqueza por todos produzida seja objeto de equilíbrio em sua distribuição. Vai demorar mas não podemos desistir.

      Curtir

  3. Pingback: Mais um vídeo imperdível do Massacre do Centro Cívico de Curitiba | Blog do Tarso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s