GOG chama para o #3ParanáBlogs: “o Paraná é de luta, jamais de rixa”

O poeta do rap nacional, GOG, convida todxs para o #3ParanáBlogs que começa no dia 12 (sexta-feira). Informações e inscrições no blogoosfero.

gog2

Anúncios

Impeachment se aproxima de Beto Richa

O adesivo do movimento, que foi unificado. Foto de Tarso Cabral Violin

O adesivo do movimento #ForaBeto Richa, que foi unificado. Foto de Tarso Cabral Violin

No dia 25 de maio protocolamos junto com juristas, advogados, professores universitários, servidores públicos e mais quase 10 mil apoiadores o pedido de Impeachment do governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), por causa do Massacre do Centro Cívico de Curitiba do dia 29 de abril de 2015. Até agora o pedido está parado na presidência da Assembleia Legislativa do estado.

Aumentaram as chances de Impeachment do governador.

Com a suspensão da greve dos professores públicos estaduais ocorrida hoje, os professores e servidores públicos, que estão muito insatisfeitos, vão focar no Impedimento de Richa.

Na quinta-feira (11), 19h, haverá reunião do movimento #ForaBetoRicha na APP-Sindicato para a discussão sobre os próximos passos da campanha pela renúncia ou Impeachment de Beto.

Além disso, 15 deputados estaduais que até agora eram governistas abandonaram Richa e agora se declaram independentes. Serão necessários que 36 deputados aprovem a abertura do processo de Impeachment do governador do Paraná. Cada vez mais os deputados estaduais estão insatisfeitos com Richa, aumento, portanto, as chances pela decisão do Impeachment.

O Impeachment seria didático: NÃO É POSSÍVEL MANDAR BATER EM PROFESSORES!

Richa diz que o pedido de Impeachment contra ele “não teve a menor repercussão”

impeachmentBR

No dia 25 de maio de 2015 protocolamos um pedido de Impeachment contra o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), por causa do Massacre do Centro Cívico de Curitiba do dia 29 de abril de 2015.

Grandes juristas assinaram a petição física e também a petição na internet, com quase 10 mil assinaturas até agora, de estudantes, professores, advogados, servidores e cidadãos. Assine a petição aqui.

A petição pelo Impeachment, protocolada na Assembleia Legislativa do Paraná e que até hoje não saiu da presidência do Parlamento, foi fundamentada também em posição do maior juristas do Direito Administrativo brasileiro de todos os tempos, Celso Antônio Bandeira de Mello, e de outros juristas que participaram em evento da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Paraná.

Eis que nessa segunda-feira (8) o governador Richa disse que o pedido de Impeachment “não teve a menor repercussão” e que não está preocupado.

Não está preocupado? Por que ele contratou um dos maiores juristas do Paraná e do Brasil, René Ariel Dotti, para defendê-lo? E andou conversando com o jurista Ives Gandra da Silva Martins.

Não teve repercussão alguma?

O pedido de Impeachment foi amplamente divulgado pelo jornal O Globo, pela revista Veja, pelo blog nacional O Cafezinho, revista Carta Capital, Agência Brasil/EBC, portal Terra, portal UOL, Rede Brasil Atual, portal G1, RPC TV/Rede Globo, revista Exame, blog Fábio Campana, blog Viomundo, rádio Guaíba, rádio CBN, rádio BandNews, rádio Banda B, jornal Gazeta do Povo, jornal GGN, BandNews TV, OAB-PR, Blog do Esmael, Blog do Tarso, portal R7, entre vários outros meios de comunicação.