Assista o documentário sobre o Massacre do Centro Cívico de Curitiba

O vídeo-documentário “Massacre 29” sobre o Massacre do Centro Cívico de Curitiba do dia 29 de abril de 2015 foi produzido por professores e estudantes da Universidade Estadual de Ponta Grossa, em parceria com projetos de extensão e com a TVCOM.

O Blog do Tarso, em parceria com o Blog do Esmael e a Seção Sindical dos Docentes da Universidade Estadual de Ponta Grossa – Sinduepg, divulga o primeiro documentário sobre o massacre.

A produção é do projeto de extensão do curso de Jornalismo da UEPG Lente Quente, em parceria com Agência de Jornalismo da UEPG, TV Comunitária de Ponta Grossa, Sinduepg e com a iniciativa de financiamento coletivo do livro de fotografias ‘Massacre 29 de abril’.

Trata-se da primeira produção audiovisual documental de Ponta Grossa a reconstituir o trágico episódio de ataque ao movimento grevista estadual, de cerceamento à livre manifestação e ao direito de acompanhar votação na Assembleia Legislativa do Estado do Paraná.

Na sexta-feira, dia 29 de maio, completará um mês do covarde massacre autorizado pelo governador Beto Richa (PSDB).

Assista ao documentário especial para o Blog do Esmael com 45 minutos de duração:

Dos depoimentos impactantes:

“O governo Richa não queria que nós, professores, existíssemos!” Professora Rosângela Petuba

“Aquele armamento foi pago com dinheiro público, o nosso dinheiro, o nosso imposto, sendo devolvido em forma de bomba e de gás!” Professor José Gomes

“Ei, polícia, vai prender o Beto Richa!” Coro

Assine pelo Impeachment do governador Beto Richa (PSDB) aqui.

11188240_814436005270160_827263778042081208_n

Anúncios

2 comentários sobre “Assista o documentário sobre o Massacre do Centro Cívico de Curitiba

  1. Pingback: Massacre de Curitiba é “esquecido” pela Retrospectiva 2015 da Globo | Blog do Tarso
  2. Prezado Tarso.
    Infelizmente vivemos época de ditadura midiáica, onde armas são trocadas por informações tendensiosas e sistemáticas, influenciando totalmente o pensamento massivo.
    Quando não conseguimos furar os bloqueios da mídia patrocinada, temos obrigação (nós, os pouco mais esclarecidos), de manter sempre vivo os agravos históricos.
    Foi assim com toda tragetória da autocracia imposta em 64, os ataques nazistas contra varios povos em 39 e todos os outros, permaneceram vivas porque as gerações as mantiveram vivas.
    Vamos divulgando, replicando infinitamente, para que todas estas tragédias e cancros sociais não se transformem em um dia festivo por ano, igual ao primeiro de maio por exemplo, que de, dia de sangue e de luta, virou dia de festa.
    De nossa parte, nunca esqueceremos o dia 29/04, na praça do sangue, onde sofremos ataques com bombas, cães de guerra, pimenta nos olhos e garganta. E muita covardia por parte do estado.
    Boas lutas e um bom 2016 a você e a todos os amigos.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s