Folha: Dilma sobe 5 pontos e tem 47%. Brasileiros amam Lula

situacao_dilma_aecio

Em pesquisa Datafolha divulgada hoje pela Folha de S. Paulo, a presidenta Dilma Rousseff tem 47% (subiu 5 pontos de outubro para hoje), o senador Aécio Neves (PSDB) 19% (caiu dois pontos) e o governador de Pernambuco Eduardo Campos 11% (caiu 4 pontos).

A pesquisa mostra que Dilma também vence fácil Marina Silva (PSB), José Serra (PSDB) e Joquim Barbosa (STF).

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva aparece amado pelos brasileiros. Ele vence qualquer adversário ainda no primeiro turno.

O Datafolha entrevistou 4.557 eleitores em 194 municípios na quinta e na sexta-feira, com margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

situacao_lula_aecio

2 comentários sobre “Folha: Dilma sobe 5 pontos e tem 47%. Brasileiros amam Lula

  1. Quem é capaz de pensar criticamente sabe que o PT fez bem para o Brasil.
    Os dez anos do PT no poder levantou a autoestima da população, contrastando com o desastre, e a mentira orquestrada pela grande mídia que foi a experiência tucana.
    O PSDB usa como justificativa para seus inúmeros equívocos, o Plano Real.
    Em primeiro lugar o Plano Real não é um projeto do governo FHC, foi criado no governo do ex-presidente Itamar Franco (FHC, foi um figurante, entre os idealizadores do Plano Real).
    Abaixo a verdade sobre o Plano Real:


    Em segundo lugar, FHC em seu primeiro mandato,conseguiu controlar a inflação destruindo a classe média, entregando o patrimônio público aos interesses privados e seguindo a cartilha do FMI com medidas recessivas. Já o seu segundo mandato (1999-2003) foi um desastre maior ainda, não trouxe crescimento econômico e o país mergulhou profundamente na recessão. A desvalorização da moeda que estava atrelada ao Dólar ocorrida no início de 1999 disparou a inflação, trazendo o aumento generalizado dos preços, esse período caracterizou a primeira quebra do Brasil na era FHC. No segundo semestre de 2001, ocorreu a crise interna de energia elétrica, levando o governo a impor à população e as empresas um plano de racionamento de energia que ficou conhecido como “apagão”, como resultado da incompetência da administração tucana houve uma queda da produção industrial, aumento da inflação e do desemprego, quebrado o governo tucano pediu socorro ao FMI e obteve, em agosto de 2001 13,8 Bilhões, esse período caracterizou a segunda quebra do Brasil na era FHC. Para quem critica o governo petista preste atenção nesta informação: a renda média do trabalhador brasileiro caiu de R$754,00 (1996) para R$590,00 (2002). Em outubro de 2002, diante da grave crise que o país enfrentava as aplicações financeiras foram suspensas e o preço do Dólar disparou chegando a R$4,00, a inflação atingiu 12,5%, desorientado e desesperado (devido a ingerência tucana o Brasil estava literalmente quebrado), o governo FHC novamente pediu SOCORRO para o FMI e obteve mais 30 Bilhões de Dólares sob a condição de se enquadrar as malditas e recessivas regras dessa instituição financeira, seguindo a cartilha do diabo, ,esse período caracterizou a terceira quebra do Brasil na era FHC. Tenho mais de 40 anos e me lembro muito bem dos escândalos do governo FHC, na aprovação da Reeleição pelo Congresso Nacional favorecendo o ex-presidente (na época alguns deputados afirmaram terem recebido $ para votar à favor), nesse período não se investigava nada, todas as denúncias eram ignoradas pelo “engavetador oficial da República” o procurador-geral Gerado Brindeiro , o escândalo de Furnas, as privatizações que entregaram vergonhosamente o patrimônio público aos interesses privados, as desastrosas concessões de pedágios, o valerioduto mineiro do governo tucano de Eduardo Azeredo, o qual deu origem ao mensalão petista, Joaquim Barbosa em um dos seus discursos durante o julgamento da Ação Penal 470, comentou que os dois processos deveriam ser unificados. Hoje o propinoduto tucano está no alvo da PF e MP e, eu não tenho dúvida, os valores deste escândalo chegará na casa dos 10 dígitos e se consolidará como o maior escândalo de corrupção da História do Brasil, entre outros graves problemas e falcatruas. Que eu saiba Lula não quebrou o Brasil, nem teve que recorrer ao FMI, já FHC, só quebrou o Brasil 3 VEZES!!!!!!!
    Foi Lula o metalúrgico ignorante que limpou a sujeira deixada pelos intelectuais tucanos (àqueles que, apesar das propagandas enganosas, odeiam os pobres) e, colocou o Brasil no prumo!!!!!!! Hoje o Brasil é a 6ª maior economia do Mundo, caminhando para ser a 5ª, possui uma reserva cambial muito superior a sua dívida externa, é credor do FMI -a dívida feita pelos tucanos foi paga, possui o menor índice de desemprego da História (apesar da crise econômica devastadora), possui uma taxa de juros menor que no período tucano, possui um equilíbrio fiscal muito melhor que a maioria dos países europeus e os Estados Unidos, pela primeira vez reduziu a tarifa de energia elétrica e eliminou os impostos federais que incidem sobre a cesta básica, no governo petista 40 milhões de brasileiros foram introduzidos na classe média, hoje o Ministério Público e a Polícia Federal possuem independência em relação ao Poder Executivo – nenhuma denúncia é engavetada, todas são investigadas, programas sociais que servem de modelo para o Mundo foram criados no sentido desenvolver possibilidades e oportunidades aos menos favorecidos, nosso governo enfrenta uma das maiores crises financeiras de toda História do capitalismo com competência e de cabeça erguida, conduzindo o país dentro do caminho democrático e, acima de tudo: fez uma verdadeira revolução na educação, Eduardo Guimarães, em uma matéria do Brasil 247, deu um exemplo desta Revolução: “Negros pobres não frequentam apenas os mesmos aeroportos e shoppings que a elite branca de ascendência europeia do Sul e do Sudeste. Agora começam a frequentar as mesmas universidades. Em alguns anos, por todo país surgirá uma geração de médicos negros – um fenômeno impensável até aqui, mas que irá ocorrer em pouco tempo devido ao Prouni e às cotas para negros nas universidades”.
    Graças ao governo petista, alunos pobres oriundos de Escolas Públicas, negros e índios ingressam em Universidades públicas e particulares, os recursos destinados a Educação Pública aumentaram significativamente, foi criada a Lei do Piso Nacional do Magistério que deu dignidade aos professores, estabelecendo um piso nacional e, um terço de hora atividade destinado a melhoria do ensino-aprendizagem. Programas que no governo Tucano seriam impensáveis, pois esta turma (caterva), nunca se preocupou com os menos favorecidos, aqueles que mais necessitam do GOVERNO!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s