ICI vai dar um golpe e rescindir contrato de gestão com o Município de Curitiba

images-63

A Joice Hasselmann, do Blog da Joice, informou que o Instituto Curitiba de Informática – ICI vai rescindir o contrato de gestão com o Município de Curitiba.

Será um dos maiores golpes da história do Estado do Paraná.

A associação ICI, qualificada como OS – organização social, foi criada na década de 90 pelo então prefeito Cassio Taniguchi para gerir todos os serviços de informática da cidade.

Na verdade, o ICI seria um intermediador de contratos milionários com grandes empresas de informática, tudo sem licitação, sem concurso público, sem controle social, sem transparência.

O ICI, na realidade fática, é uma entidade estatal travestida de privada para fugir do regime jurídico administrativo.

É burla, é um modelo inconstitucional, que por demora do STF para julgar uma ADIn, até hoje existe.

O prédio que hoje é situado o ICI é do Município de Curitiba.

Toda a estrutura inicial do ICI foi criada em decorrência do dinheiro do Município de Curitiba. Muito dinheiro, milhões por mês.

O problema é que o modelo foi criado para burlar. Para enriquecer meia dúzia de empresários.

Todos os programas de computador criados pelo ICI, tudo com dinheiro da prefeitura, tudo sem licitação, agora são de propriedade do ICI. É um total absurdo!

As autoridades públicas que permitiram esses absurdos devem responder civilmente e criminalmente por isso.

A sociedade curitibana, o Ministério Público e o Poder Judiciário não podem permitir que agora, simplesmente, o ICI diga que vai rescindir o contrato com o Município, fazendo chantagem com a prefeitura e com o prefeito Gustavo Fruet (PDT).

Minha tese? Tudo o que é do ICI, na verdade, é do Município de Curitiba.

Prefeito Gustavo Fruet, está na hora do Município de Curitiba pegar de volta o que é seu.

O ICI não é dos empresários amigos do Cassio Taniguchi, Beto Richa e Luciano Ducci.

O ICI, todo o seu patrimônio, inclusive suas licenças, máquinas e programas, são do povo curitibano.

Prefeito Gustavo Fruet, se algum advogado ou procurador está dizendo que o ICI é perfeito juridicamente, tudo certinho, e não há nada a fazer, não acredite! É mentira!

Chega dessa farra!

Vereador Chicarelli quer responsabilizar criminalmente organizadores da Farofa no Granito. Não me representa!

O vereador de Curitiba, José Carlos Chicarelli (PSDC), quer que os organizadores da 1ª Farofada no Granito do Batel sejam responsabilizados criminalmente. Ouça o áudio da rádio Bandnews Curitiba, clique aqui.

A “autoridade” perdeu a chance de ficar calado. Vejam o que escrevi sobre esse tipo de gente, que está ameaçando o democrático evento, clique aqui.

Direito da UFPR cria turma especial para assentados do INCRA. Parabéns!

A antiga fachada da UFPR

A antiga fachada da UFPR

O curso de Direito da Universidade Federal do Paraná – UFPR criou uma turma especial para assentados pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária – INCRA, como parte do projeto “Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária – Pronera”, que prevê ensino superior à população do campo. Haverá uma turma única, com aproximadamente 60 alunos e os candidatos farão vestibular especial, semelhante ao realizado para indígenas.

Sabe porque isso é possível? Por que a UFPR é uma universidade pública-estatal.

Parabéns aos responsáveis!

Pesquisa: Beto Richa perde de Gleisi Hoffmann em Curitiba e região metropolitana

requiao_gleisi

Requião ou Gleisi vão para o segundo turno contra Beto Richa e terão o apoio da presidenta Dilma Rousseff (PT)

Segundo a Roseli Abrão, a pesquisa do Instituto Paraná pesquisas aponta derrota do governador Beto Richa (PSDB) em Curitiba e na região metropolitana para a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann (PT).

Gleisi tem 35,16% contra 33,20% de Beto na capital, e na região metropolitana 35,45% contra 34,09%. O senador Roberto Requião (PMDB) tem 16,4% em Curitiba e 19,55% na Região Metropolitana.

No interior a oposição vence Beto Richa, que tem apenas 43,84% contra 45,58% da oposição (Gleisi com 25,02% e Requião com 20,56%.

A tendência é a rejeição de Curitiba e região metropolitana se irradiar para o interior.

Por favor 2013, chega logo!

Pesquisa: oposição 49% e Beto Richa 40,6%. Perdeu playboy!

tn_620_600_richa_gleisi_requiao_2712doze

Pesquisa da Paraná pesquisas divulgada hoje pelo Celso Nascimento da Gazeta do Povo informa que o atual governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), está com apenas 40,6% dos votos, a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann (PT) tem 28,2% e o senador Roberto Requiao (PMDB) tem 19,7%.

Ou seja, tanto Gleisi quanto Requião vão para o segundo turno com Beto e terão mais votos do que o atual governador, pois quem vota em Requião no primeiro turno votará em Gleisi no segundo, e vice-versa.

E a presidenta Dilma Rousseff (PT), franca favorita, apoiará Gleisi ou Requião no segundo turno, enquanto será o inexpressivo Aécio Neves (PSDB), senador por Minas Gerais, que apoiará Beto. Aécio está com sérios problemas em sua candidatura por seu governo medíocre e privatizante em Minas, além dos problemas com bebidas alcoólicas que já fizeram até ele ser pego em blitz no Rio de Janeiro, quando se negou a assoprar o bafômetro.

Parece que Richa será o primeiro governador da história do Paraná a não se reeleger, muito devido às suas privatizações radicais e desestruturação da Administração Pública.

Por favor 2014, chega logo!

Conselheiro Luís Mário Luchetta preside interinamente o ICI

Do Instituto Curitiba de Informática – ICI

O diretor-presidente do ICI, Renato Rodrigues, entregou o cargo nesta segunda-feira (29), em caráter irrevogável, em reunião do Conselho de Administração do Instituto. Assume o cargo interinamente, por 60 dias, no dia 2 (quinta-feira), o conselheiro Luís Mário Luchetta, presidente nacional da Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (Assespro), biênio 2013-1014.

Na interinidade de Luís Mário Luchetta, o Conselho de Administração do ICI examinará nomes indicados pela Prefeitura de Curitiba para a presidência do Instituto. Entre os dez conselheiros do ICI, quatro são indicados pela Prefeitura e os outros seis, por entidades privadas do setor de tecnologia da informação. Assim, nos próximos dois meses, os conselheiros buscarão um consenso para que não haja mais atritos na relação do ICI com a Prefeitura de Curitiba.

Luís Mário Luchetta é formado em Ciências Contábeis pela FAE, onde fez pós-graduação em Planejamento Empresarial, e possui pós-graduação também em Marketing Empresarial, pela UFPR. É especialista em governança corporativa e integra o banco de conselheiros do IBGC.