Infelizmente amanhã acaba o horário de verão

Relógio das Flores no Largo da Ordem, em Curitiba

O horário de verão termina amanhã, sábado, à meia noite. No Paraná foi reduzido em 5% o consumo de energia elétrica durante o período de pico (seis horas da tarde às nove da noite). Os relógios devem ser atrasados em uma hora.

Anúncios

Favorito ao Oscar 2012 é um filme da França e Bélgica, mudo e em preto-e-branco

A indústria do cinema estadunidense escolherá os melhores filmes de 2011 no próximo domingo. Aposto que o Oscar 2012 vai para “O Artista” como a melhor película do ano.

Minha lista de preferência, na ordem, é a seguinte:

1. “O Artista” (Dirigido por Michel Hazanavicius). Filme franco-belga que “inova” (quem diria) por ser em preto-e-branco e mudo, é uma barbada como melhor filme. Michel Hazanavicius é o provável vencedor do prêmio de melhor diretor, por mais que eu prefira Woody Allen (Meia-Noite em Paris). Meu favorito como ator é Jean Dujardin, quase mudo no filme, por mais que o provável vencedor seja George Clooney (Os Descendentes). A bela franco-argentina Bérénice Bejo é minha favorita como atriz-coadjuvante. Provável vencedor também dos prêmios de melhor roteiro original, melhor edição e melhor direção de arte. Recomendo que seja assistido no cinema.

2. “Meia-Noite em Paris” (Woody Allen). Filme acima da média de Woody Allen, mas não a ponto de sagrar-se vencedor do Oscar de melhor filme. Mas Woody Allen merece o prêmio de melhor diretor, por mais que Michel Hazanavicius (O Artista) seja o favorito. Já disponível em DVD.

3. “Os Descendentes” (Alexander Payne). Filme com o favorito ao Oscar de melhor ator, George Clooney, por mais que eu prefira a interpretação de Jean Dujardin (O Artista). Clooney continua com uma atuação artificial. Provável vencedor também do prêmio de melhor roteiro adaptado.

4. “Tão Forte e Tão Perto” (Stephen Daldry). Sobre um menino nova-iorquino que perde o pai no ataque de 11 de setembro de 2011. O ótimo Max Von Sydow é o meu favorito para o prêmio de melhor ator-coadjuvante, que faz o papel do avô mudo do menino. Será que esse é o ano dos personagens mudos?

5. “Cavalo de Guerra” (Steven Spielberg). Filme com críticas negativas de jornais mas gostei. Claro, estilo Spielberg, não é possível esperar muita profundidade. Pode ganhar o prêmio de melhor trilha sonora original, sob responsabilidade de John Williams (Tubarão, Star Wars, Indiana Jones, Superman, E.T., entre outras trilhas inesquecíveis), melhor fotografia, melhor edição de som e melhor mixagem de som.

6. “A Invenção de Hugo Cabret” (Martin Scorsese). Poderia ser o filme do ano mas se perde ao não agradar 100% nem as crianças, nem seus pais. Mas é interessante a questão histórica do cinema. Provável vencedor dos prêmios de melhores efeitos especiais e melhor figurino.

7. “A Árvore da Vida” (Terrence Malick). Nunca entendi muito bem como esse filme teve tantas críticas positivas. Não sei se faltou eu assisti-lo sob efeito do álcool ou de alguma outra substância psicoativa para entender a viagem que é o filme.

Histórias Cruzadas” (Tate Taylor) – ainda não avaliado

O Homem que Mudou o Jogo” (Bennett Miller) – ainda não avaliado

Quem vencerá o Oscar de melhor atriz será Meryl Streep, por sua malavilhosa interpretação no fraco “A Dama de Ferro”, sobre a ex-ministra neoliberal-conservadora da Inglaterra Margaret Thatcher (apenas a Veja elogiou o filme, claro). A transformação visual da atriz merece o prêmio de melhor maquiagem.

Não assisti nenhum dos filmes que concorrem na categoria “estrangeiros”, mas o favorito é o iraniano “A Separação” de Asghar Farhadi. Meu favorito era “A Pele que habito”, de Pedro Almodóvar, que infelizmente nem foi indicado como o representante da Espanha. “Tropa de Elite 2” do Brasil também poderia estar pelo menos concorrendo.

O desenho “Rio”, do diretor brasileiro Carlos Saldanha, não concorre ao prêmio de melhor animação. Apenas sua canção original “Real in Rio”, dos brasileiros Carlinhos Brown e Sergio Mendes, é a provável vencedora do Oscar.

O presente post pode ser atualizado caso eu assista os filmes “Histórias Cruzadas” e “O Homem que Mudou o Jogo” até a noite do Oscar.

Presidenta Dilma por enquanto é a maior brasileira de todos os tempos. Zilda Arns, Princeza Izabel e Irmã Dulce também bem votadas. Participe da enquete!

Dilma Rousseff (primeira Presidenta do Brasil) 25 15%
Zilda Arns (Pastoral da Criança) 22 13%
Princeza Isabel 19 11%
Irmã Dulce (religiosa) 16 9%
Maria da Penha (do seu caso surgiu a lei) 8 5%

Parabéns MP: Câmara de PG terá que reduzir comissionados. E a Assembleia Legislativa, Sr. Rossoni?

Hoje na Gazeta do Povo

Câmara terá de demitir comissionados

Legislativo de Ponta Grossa tem 33 servidores concursados e 75 em cargos em comissão. Liminar determina que Casa ao menos iguale o quadro

Por MARIA GIZELE DA SILVA, DA SUCURSAL

A Câmara de Vereadores de Ponta Grossa, nos Campos Gerais, terá de reduzir o número de funcionários comissionados (de indicação política) para, pelo menos, igualar ao de concursados. Atualmente, a Casa tem 33 servidores efetivos e 75 em cargos em comissão. Recen­­­temente, o Supremo Tribunal Fe­­­de­­ral (STF) in­­dicou que situações como essa são ilegais. Ao julgar o caso da Câmara de Blumenau (SC), os ministros do STF entenderam que o máximo que pode ser admitido é que haja o mesmo número de comissionados e concursados.

A determinação para que a Câmara de Ponta Grossa readeque o seu quadro de servidores partiu do juiz da 2.ª Vara Cível, Gilberto Romero na quarta-feira. A decisão, em caráter liminar, saiu após o Ministério Público do Paraná (MP-PR) e o Ministério Público do Tra­­­balho ajuizarem uma ação em janeiro questionando a situação.

A Câmara Municipal agora tem 90 dias para se readequar. Caso não tome as medidas necessárias para o equilíbrio da situação ao final do período, terá de pagar multa diária de R$ 1,5 mil para cada comissionado que exceda o número máximo permitido.

O presidente da Câmara, vereador Maurício Silva (PSB), disse ontem que ainda não havia recebido oficialmente a liminar. Mas ressaltou que, no momento que receber a decisão, vai reunir o departamento jurídico e os membros da Mesa Legislativa para discutir o que será feito. A Câmara ainda pode recorrer da decisão.

Outros casos

O MP já questionou a proporção entre funcionários comissionados e efetivos em outras casas legislativas. No ano passado, baseado na jurisprudência criada pelo julgamento do STF, o Ministério Público pediu a redução de comissionados em Maringá, Londrina e Foz do Iguaçu.

Colaborou Caroline Olinda