Novo escândalo da Organização Social – OS chamada Instituto Curitiba de Informática – ICI

Do Cícero Cattani

Novo escândalo chamado ICI

Abre-se a caixa-preta do ICI, na verdade uma verdadeira caixa de Pandora. O Ministério Público entrou para valer nas investigação sobre o Instituto Curitiba de Informática, desde sua criação em 1999. Há indícios que a Minauro, a mesma empresa  do caso Arruda, que deu  origem ao Mensalão do DEM em Brasília, esteja envolvida também aqui.

Chamou a atenção do MP a renovação do contrato da Prefeitura com o ICI, até 2016, com valores de cerca de R$ 600 milhões. Livre de qualquer prestação de contas, como uma Oscips, o ICI foi criado na gestão de Cassio Taniguchi, que transferiu todo o acervo do Ippuc.

O ICI, por sua vez, se transformou num mero repassador dos milhões  da Prefeitura para, atualmente, três empresas: Minauro Informática, Consult Informática e Perform Informática. Todas com  o mesmo endereço na Avenida Batel. Seriam as três controladas por Aroldo Jakobowiski, figura muito conhecida no meio administrativo/político curitibano, depois, pelas ramificações em Brasília.

Salve-se quem puder e tiver tempo.

Anúncios

6 comentários sobre “Novo escândalo da Organização Social – OS chamada Instituto Curitiba de Informática – ICI

  1. Pingback: Novo escândalo da Organização Social – OS chamada Instituto Curitiba de Informática – ICI | Notícias / ZiiPe
  2. Agência Brasileira de Inteligência

    Gino Barcal
    E-mail: gbarcal@yahoo.com

    Curitiba 28 de Janeiro de 2013.

    Requerimento de Investigação.

    Excelentíssimos Representantes da Agência Brasileira de Inteligência,

    Venho através desta, solicitar a sua atenção e ajuda em um caso de extrema urgência que requere atenção imediata.

    Estou sendo torturado a mais de doze meses por psicopatas que identificaram-se através do sistema de Monitoramento Neurológico Remoto (RNM) como Ariel e Ana Zugman, e as torturas e transmissões diurnas foram muitas vezes efetuadas com a participação dos filhos Ilan e Tali Zugman (ambos maiores de idade), e recentemente outros membros da quadrilha identificaram-se através do sistema RNM como Fernando Potrik (residente na cidade de São Paulo); E dizem que a quadrilha possui ramificações inclusive dentro da própria Delegacia da Polícia Federal em Curitiba.

    Baseado em informações obtidas através do sistema RNM, aparentemente a quadrilha é afiliada de maneira informal ao Grupo de Empresas Minauro, E-Governe, Perform Informática e Consult Informática, todas localizadas na Avenida Batel 1434 – Curitiba/PR, e trabalham sob o comando do Diretor Fernando Brafmann. O Grupo Minauro foi mencionado em reportagens relacionadas ao caso Arruda (Mensalão do DEM em Brasília).

    Através do Sistema de Monitoramento Remoto é possível manipular e intimidar empresários competidores e representantes do governo.

    Os mesmos através do sistema RNM estão invadindo e manipulando todo e qualquer raciocínio, pensamento ou memória que passa pelo meu cérebro e me torturando com comentários abusivos, cruéis e promíscuos, é uma invasão de privacidade total, e inclui invasão de e-mails e conexões de internet em geral.

    Este sistema de monitoramento pode enviar diretamente sinais codificados para o córtex auditivo do cérebro, ignorando a orelha, e também transmite comandos para o subconsciente do torturado, produzindo distúrbios visuais, alucinações visuais, manipulando e lendo as emoções, pensamentos, memórias e sonhos a distância, e pode causar dor a qualquer nervo do corpo.

    Esta tecnologia zomba completamente do poder jurídico, medicina, procedimentos de segurança, instituições e direitos humanos.

    Os direitos humanos universais, o direito do estado e da democracia, estão sendo completamente violados, e as autoridades não reconhecem publicamente tal tecnologia, e não oferecem transparência nas investigações ou analises de tais violações.

    Para todos os preocupados com direitos humanos, liberdade, privacidade, democracia (em todos os aspectos e graus de liberdade humana), individualidade e integridade física e mental, esta tecnologia agride e não deixa provas do abuso.

    As preocupações e os riscos causados por este sistema de monitoramento são apontadas por agências de direitos humanos em todo o mundo como uma violação da privacidade e dignidade dos direitos humanos fundamentais.

    Tal invasão de privacidade expõe a pessoa monitorada totalmente; É um método muito eficiente desenvolvido para controlar e manipular o cérebro humano. A medicina deve ser ajudada a reconhecer os sintomas de controle mental e abuso através de armas neurológicas de controle remoto, e as informações sobre esta tecnologia devem ser desclassificadas, para que este tipo de abuso possa ser interpretado como é, e não interpretado automaticamente como uma indicação de doença.

    O objetivo deste relato é pedir auxilio, requerer uma investigação e entender como pode ser combatida tal invasão de privacidade no Brasil.

    Gostaria de lembrar que meu e-mail está sendo acessado e manipulado pelos monitoradores, assim que torna-se inseguro qualquer contato via internet.

    Gostaria também de informar que pretendo retornar a Israel (país no qual tenho cidadania) na segunda semana do mês de Abril, e tenho a esperança que este caso seja solucionado antes da minha partida.

    Respeitosamente,

    Gino Barcal.

    Curtir

    • Bom dia,
      é um verdadeiro alívio saber que há mais pessoas na mesma situação que a minha. Venho sofrendo o mesmo caso de tortura e monitoramento remoto por meio do método chamado skull voice e sofro constantemente o ataque de armas de energia dirigida. Isso tem arruinado a minha vida e no entanto, não sei mais a quem recorrer. Moro também em Curitiba. Venho usando equipamentos para me proteger. Penso em comprar um medidor de irradiação eletromagnética para comprovar o que ocorre comigo. Sofro isso há um ano e oito meses. Perdi meu casamento e hoje vivo em constante ataque dessa quadrilha (creio ser a mesma mencionada por Gino Barcal). Por favor, solicito vosso auxilio. att., C.M.

      Curtir

  3. Agência Brasileira de Inteligência

    Gino Barcal
    Rua: Evaristo F. F. da Costa, 599
    Jardim das Américas – Curitiba PR
    81530-090
    Fone: (041) 9936-1987 (041) 8800-4198
    E-mail: gbarcal@yahoo.com

    Curitiba 28 de Janeiro de 2013.

    Requerimento de Investigação.

    Excelentíssimos Representantes da Agência Brasileira de Inteligência,

    Venho através desta, solicitar a sua atenção e ajuda em um caso de extrema urgência que requere atenção imediata.

    Estou sendo torturado a mais de doze meses por psicopatas que identificaram-se através do sistema de Monitoramento Neurológico Remoto (RNM) como Ariel e Ana Zugman, e as torturas e transmissões diurnas foram muitas vezes efetuadas com a participação dos filhos Ilan e Tali Zugman (ambos maiores de idade), e recentemente outros membros da quadrilha identificaram-se através do sistema RNM como Fernando Potrik (residente na cidade de São Paulo); E dizem que a quadrilha possui ramificações inclusive dentro da própria Delegacia da Polícia Federal em Curitiba.

    Baseado em informações obtidas através do sistema RNM, aparentemente a quadrilha é afiliada de maneira informal ao Grupo de Empresas Minauro, E-Governe, Perform Informática e Consult Informática, todas localizadas na Avenida Batel 1434 – Curitiba/PR, e trabalham sob o comando do Diretor Fernando Brafmann. O Grupo Minauro foi mencionado em reportagens relacionadas ao caso Arruda (Mensalão do DEM em Brasília).

    Através do Sistema de Monitoramento Remoto é possível manipular e intimidar empresários competidores e representantes do governo.

    Os mesmos através do sistema RNM estão invadindo e manipulando todo e qualquer raciocínio, pensamento ou memória que passa pelo meu cérebro e me torturando com comentários abusivos, cruéis e promíscuos, é uma invasão de privacidade total, e inclui invasão de e-mails e conexões de internet em geral.

    Este sistema de monitoramento pode enviar diretamente sinais codificados para o córtex auditivo do cérebro, ignorando a orelha, e também transmite comandos para o subconsciente do torturado, produzindo distúrbios visuais, alucinações visuais, manipulando e lendo as emoções, pensamentos, memórias e sonhos a distância, e pode causar dor a qualquer nervo do corpo.

    Esta tecnologia zomba completamente do poder jurídico, medicina, procedimentos de segurança, instituições e direitos humanos.

    Os direitos humanos universais, o direito do estado e da democracia, estão sendo completamente violados, e as autoridades não reconhecem publicamente tal tecnologia, e não oferecem transparência nas investigações ou analises de tais violações.

    Para todos os preocupados com direitos humanos, liberdade, privacidade, democracia (em todos os aspectos e graus de liberdade humana), individualidade e integridade física e mental, esta tecnologia agride e não deixa provas do abuso.

    As preocupações e os riscos causados por este sistema de monitoramento são apontadas por agências de direitos humanos em todo o mundo como uma violação da privacidade e dignidade dos direitos humanos fundamentais.

    Tal invasão de privacidade expõe a pessoa monitorada totalmente; É um método muito eficiente desenvolvido para controlar e manipular o cérebro humano. A medicina deve ser ajudada a reconhecer os sintomas de controle mental e abuso através de armas neurológicas de controle remoto, e as informações sobre esta tecnologia devem ser desclassificadas, para que este tipo de abuso possa ser interpretado como é, e não interpretado automaticamente como uma indicação de doença.

    O objetivo deste relato é pedir auxilio, requerer uma investigação e entender como pode ser combatida tal invasão de privacidade no Brasil.

    Gostaria de lembrar que meu e-mail está sendo acessado e manipulado pelos monitoradores, assim que torna-se inseguro qualquer contato via internet.

    Gostaria também de informar que pretendo retornar a Israel (país no qual tenho cidadania) na segunda semana do mês de Abril, e tenho a esperança que este caso seja solucionado antes da minha partida.

    Respeitosamente,

    Gino Barcal.
    RG: 3201788-6

    PS1: Em anexo encontram-se cópias da Denúncia e Emendas apresentadas a Polícia Federal em Curitiba.

    PS2: Mais informações podem ser obtidas nos sites:
    http://www.cyberbrain.se/?page_id=1465
    http://www.mindcontrol.se/?page_id=7488
    http://tempoatual.forumeiros.com/t47-minha-direcao-e-energia-armas-neurologicas-tortura-e-caso-de-abuso

    Curtir

  4. Excelentíssima Senhora Presidenta da República Federativa do Brasil Dra. Dilma Vana Rousseff,

    Venho através desta solicitar a sua atenção e ajuda em um caso de Extrema Urgência relacionado a tortura e tentativa de assassinato que requere atenção imediata.

    Este caso deve ser transformado em Prioridade Máxima da PFB e ABIN, existem crianças entre as vítimas.

    Estou sendo torturado por psicopatas que identificaram-se através do sistema de Monitoramento Neurológico Remoto (RNM) como Ariel Zugman (Eichmann), Ana Zugman, Ilan Zugman, Tali Zugman, Salmo Zugman (médico-Mengele) e Fernando Potrik.

    Através do Sistema de Monitoramento Remoto é possível espionar, torturar, manipular, intimidar e até mesmo assassinar empresários competidores e representantes do governo; E empresas como a Minauro tornaram-se vitimas destes psicopatas.

    Os membros da quadrilha utilizam durante as torturas nomes de amigos de infância porque são rejeitados sociais, e tentam danificar a imagem de empresas como a Minauro com o objetivo de estorquir dinheiro.

    Respeitosamente,

    Gino Barcal.

    PS: Mais informações podem ser obtidas nos sites:

    https://www.facebook.com/pages/Neural-Weapons-RNM-Remote-Neural-Monitoring/309180162561405

    Curtir

  5. Venho através desta solicitar a sua atenção e ajuda em um caso de Extrema Urgência que requere atenção imediata.

    Estou sendo torturado por psicopatas que identificaram-se através do sistema de Monitoramento Neurológico Remoto (RNM) como Ariel Zugman (Eichmann), Ana Zugman, Ilan Zugman, Tali Zugman, Salmo Zugman (médico-Mengele) e Fernando Potrik.

    Através do Sistema de Monitoramento Remoto é possível espionar, torturar, manipular, intimidar e até mesmo assassinar empresários competidores e representantes do governo; E empresas como a Minauro tornaram-se vitimas destes psicopatas.

    Os membros da quadrilha utilizam durante as torturas nomes de amigos de infância porque são rejeitados sociais, e tentam danificar a imagem de empresas como a Minauro, com o objetivo de estorquir dinheiro.

    Respeitosamente,

    Gino Barcal.

    PS: Mais informações podem ser obtidas nos sites:

    https://www.facebook.com/pages/Neural-Weapons-RNM-Remote-Neural-Monitoring/309180162561405

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s