Os fantasmas da Assembleia Legislativa do Paraná

Hoje na Gazeta do Povo

6 comentários sobre “Os fantasmas da Assembleia Legislativa do Paraná

  1. “A Justiça tarda mais num falha. Rossoni entrou na lista.

    A Justiça tarda mais num falha !!!

    Primeiramente quero parabenizar o Jornal Gazeta do Povo pela coragem de levar ao Estado do Paraná as verdades contra uma pessoal que só planta o mal, sacanagens e ainda posta de santinho, estou falando dos deputados da ALEP, mas em especial o SENHOR DEPUTADO VALDIR LUIZ ROSSONI. Conhecemos esse cidadão há anos e sabemos de várias barbaridades com relação ao seu currículo na política como Deputado Estadual. Por isso resolvi escrever e darei algumas dicas para serem investigadas de fantasmas que nunca pisaram na ALEP – Assembléia Legislativa do Estado do Paraná.

    Caso 1: Sérgio Brum Diretor Financeiro da ALEP

    Uma pessoa viciada em Poker pela internet, ASSUMIDA NA PROFISSÃO DE JOGADOR, organiza grandes competições na Cidade de Bituruna onde a entrada é de R$ 100,00 com reentrada de R$ 200,00 e nova reentrada de R$ 400,00. Eu acredito que num é desde 2004 que Sérgio Brum está fichado no gabinete do Deputado afinal a grande afinidade com o Deputado começou quando Brum ainda trabalhava no Banco Banestado, as línguas falam que ele era o “laranja” do Deputado nas negociações do Banestado (mais um caso a se investigar). Sérgio Brum nunca trabalhou na ALEP, seu trabalho sempre foi em Bituruna com o seu vicio pela internet que é o seu jogo de poker. Brum também gosta de jogar outros jogos de cartas como pontinho e quatrilho, sempre participando de competições. Brum mantinha um blog direcionado exclusivamente ao jogo de POKER, mas recentemente ele excluiu o blog devido as várias acusações que pesam sobre o próprio, de que ele foi para Las Vegas várias vezes jogar poker com dinheiro recebido da ALEP, e quem sabe pela própria ALEP tenham saído todas as passagens de avião. O garotão gosta de ficar pelo menos 10 dias jogando poker nos EUA. Já perdeu muito dinheiro para sustentar o vício nunca conseguiu administrar seus ganhos próprios e atualmente administra milhões de reais que passam pela ALEP. E faço um desafio ao próprio SÉRGIO BRUM que atualmente é Diretor Financeiro da Assembléia Legislativa do Estado do Paraná, “DUVIDO QUE VOCÊ NÃO ESTEJA JOGANDO POKER NO HORÁRIO DE EXPEDIENTE DA ALEP.”

    Caso 2: Roberto Costa Curta atual Diretor e Tesoureiro da ALEP

    Roberto Costa Curta por vários anos trabalhou como funcionário da Empresa Compensados Rossoni de propriedade do Deputado Valdir Rossoni em Bituruna, Fontes seguras dizem que o mesmo trabalhava na empresa e era pago pela ALEP. É um caso muito fácil para se investigar, em Bituruna, centenas de pessoas sabem que Roberto C.C. Sempre foi homem de confiança de Rossoni, ele era pago com uma ajudinha da ALEP que disponibilizava o salário mensal. (e que ajuda!)

    Caso 3: Altair Calos Daru Diretor Administrativo

    Esse sim era assessor particular do Deputado Rossoni há anos convivendo diariamente e acompanhando o Deputado, articulando politicamente os assuntos de Rossoni. Recentemente demitido do seu cargo pelo deputado depois do escândalo da funcionária fantasma.

    Caso 4: Hellena Luiz Valle Daru Assessora

    Mãe de Altair Carlos Daru, ex-diretor-administrativo da Assembléia e homem de confiança de Rossoni por dez anos nunca trabalhou na ALEP. Sem contar a farsa e a mentira de um Deputado dizer que num sabia que ela estava lotada em seu gabinete é uma mentira horrorosa.

    (Matéria destaque na Gazeta do Povo e redes de TV.)

    Caso 5: Assessor de Gabinete Ari Valdecir Nogueira

    Ari trabalha em Curitiba na ótica da senhora Mariana Rossoni(filha do deputado) e o esposo Francisco Gaida Junior genro do deputado Valdir Rossoni. Ari era o motorista particular de Rodrigo Rossoni e Mariana Rossoni quando os dois ainda eram crianças. Ari era o responsável de levá-los a escola e logradouros na cidade de Curitiba.

    Caso 6: Assessor de Gabinete Ari Cristiano Nogueira

    Ari Cristiano é filho de Ari Nogueira e nunca apareceu para trabalhar na ALEP, esse sim é exemplo vivo de funcionário fantasma

    Caso 7: Assessor de Gabinete Dulcimara Nogueira

    Não se tem vestígios dela na ALEP, Nunca ninguém viu a moça, mas é citada como funcionária fantasma. Ela é filha do Ari Valdecir Nogueira também beneficiado.

    Caso 8: Assessor de Gabinete Brittes Antônio Brittes

    Locutor da FM Verde Vale de União da Vitória. O Deputado Rossoni é sócio da rádio e Brittes trabalhou a vida toda até o momento na rádio. Brites nunca trabalhou na ALEP, ou prestou qualquer tipo de serviço a ALEP. Seus trabalhos sempre esteve em torno da rádio em União da Vitória.

    Caso 9: Catiane Andrioli Nhoato Assessora de Gabinete

    Nora do Deputado Valdir Rossoni casada com o filho do Deputado Sr. Rodrigo Rossoni atual Candidato a Prefeito de Bituruna. Catiane atualmente mora em Bituruna, Terra natal de Rossoni. Catiane nunca trabalhou na ALEP, mas estava lotada no gabinete do Rossoni, (fontes) recebendo alto salário.

    Caso 10: Assessora de Gabinete Carla Roberta Silveira

    O deputado Valdir Rossoni, segundo fontes, manteve sua sobrinha Carla prestando meio expediente na ALEP, Carla morou e estudou em Curitiba, atualmente exerce a profissão de dentista. Favorecida do deputado pelo alto grau de parentesco.

    Caso 11: Assessor de Gabinete Nativo Burgel (já falecido)

    Pessoa de extrema confiança de Rossoni. Burgel acompanhou o deputado por muitos anos com lealdade e por muitas vezes como segurança pessoal de Rossoni. Depois do falecimento de Burgel, Rossoni nunca prestou qualquer tipo de assistência a família do sei fiel escudeiro.

    Caso 12: Assessor de Gabinete Sionara Aparecida Pigatto Clivatti

    Casada com o primo do Deputado Rossoni Sr. Jamar Clivatti, Sionara nunca trabalhou ou pisou na ALEP, a moça é uma jogadora de tênis em Porto União do Circuito amador de Santa Catarina. Seria ela patrocinada pela ALEP? Ela também era uma das contratadas pelo gabinete do deputado Rossoni.

    Caso 13: Funcionário de Gabinete Marcelo Venâncio Brito

    Piloto de avião que só trabalhava quando o Deputado Rossoni solicitava viajar para algum canto do Paraná, nunca exerceu função específica na ALEP, mas recebia como funcionário da casa.

    Caso 14: Assessor de Gabinete Mariana Rossoni

    Mariana Rossoni, se pisou na ALEP ninguém sabe. Nunca trabalhou e após o casamento com o Sr. Francisco Gaida Júnior dono de uma ótica, segundo informações, a empresa de Gaida e Mariana negociaram com a ALEP, benefícios como lentes e óculos adquiridos para o povo.

    Caso 15: Assessor Francisco Gaida Júnior

    Casado com a filha do Deputado Rossoni o mesmo é proprietário de uma ótica em Curitiba, segundo fontes o mesmo vendia altos valores em óculos e lentes, sem contar que era registrado na Al e nunca trabalhou ou pisou lá.

    “Cansamos de ser submissos ao deputado Rossoni que faz dos biturunenses seus fantoches e brinquedinhos, ditando a sua vontade.” (**)

    Contamos com a credibilidade dos meios de comunicação que abrangem o Estado do Paraná para que todos os envolvidos com o escândalo dos funcionários fantasmas sejam investigados e que este deputado Valdir Rossoni, comece a respeitar as pessoas e principalmente a população de Bituruna sua Terra Natal que o fez prefeito.

    Valdir Rossoni tem mantido a pose de deputado honesto e moralista, mas chegou a hora de tirar a máscara, um corrupto não pode ficar na Presidência da ALEP.

    Mariano Torres

    Curitiba 12 de maio de 2011

    Curtir

  2. Caso 16: “Assessora” de Gabinete Fabiana Fernandes

    Essa ele nem sabe explicar, proMETEU e cumpriu! comtratou a “gatinha”, vivida é claro, mas mas para um senhor como o Rossoni pode ser até relaxante.

    Curtir

    • Caso 16: “Assessora” de Gabinete Fabiana Fernandes

      Pois Bem meu caro, a “gatinha” fez por merecer, é uma excelente profissional, que se dedicou muito para chegar aonde chegou, não importando se é o Rossoni ou qualquer outra pessoa que esteja lá como o ‘”CHEFÃO” ela com certeza chegaria aonde chegou, e até mais além.

      Curtir

  3. Caso16: Quem manda você não ter aquela coisinha gostosa, bem que você gostaria de estar no lugar dela, azar o teu bichona. Você somente saber criticar não é?!

    Curtir

    • o povo continua votando, e está bem melhor do que estava até alguns meses atrás que só tinha “raposa” para cuidar de galinhairo.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s