Hoje palestra sobre Democracia e o Massacre de Curitiba na Reitoria da UFPR

cartaz_democracia

A Democracia ameaçada

O caráter violento da repressão às manifestações dos servidores públicos, estudantes e trabalhadores no Massacre do Centro Cívico de Curitiba no dia 29 de abril e 2015 suscitou uma série de manifestações públicas contrárias ao governo Beto Richa (PSDB), dentre as quais uma nota de repúdio assinada por quase a totalidade dos professores do Departamento de Filosofia da UFPR, amplamente divulgada pela velha e pela nova mídia.

A fim de ampliar a reflexão iniciada com a nota, o Departamento de Filosofia convida para uma discussão sobre qual idéia de democracia está por trás da afirmação de que ela se viu ameaçada pela ação do governo. A violência marca um limite da democracia ou é parte dela? Qual é a nossa concepção de democracia?

A proposta, somando-se aos estudantes de filosofia e ao seu Centro Acadêmico, pretende homenagear os quase 50 anos de carreira do professor Emmanuel Appel, cuja militância contra a ditadura militar e sua herança não nos deixa esquecer que a Filosofia não pode deixar de se posicionar diante dos acontecimentos.

Será hoje (15), 19h, no Anfi 100 da Reitoria da UFPR, no Edifício D. Pedro I, 1° andar.

Palestrantes: André Duarte, Emmanuel Appel, Maria Isabel Limongi e Vinicius de Figueiredo (professores do Defi/Ufpr). Mediador: Rogério Galindo (jornalista).

 

Movimento ampliado “Fora Beto Richa” reúne-se hoje

O adesivo do movimento, que foi unificado. Foto de Tarso Cabral Violin

O adesivo do movimento, que foi unificado. Foto de Tarso Cabral Violin

O movimento popular #ForaBetoRicha, que exige a renúncia ou o Impeachment do governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), por causa do massacre de Curitiba e demais denúncias de corrupção e burla da legislação fiscal, reúne-se hoje (11) na APP-Sindicato, 19h, em Plenária Estadual Unificada, para organizar um grande ato #ForaBetoRicha e outras campanhas como plebiscitos populares ou abaixo-assinados.

Várias entidades, sindicatos, partidos políticos e cidadãos individuais vão participar da reunião. Se você quer o governador fora do governo, está convidado.

A Associação dos Blogueiros e Ativistas Digitais do Paraná – ParanáBlogs, que organiza no dia seguinte o #3ParanáBlogs, apoia o movimento #ForaBetoRicha.

Impeachment se aproxima de Beto Richa

O adesivo do movimento, que foi unificado. Foto de Tarso Cabral Violin

O adesivo do movimento #ForaBeto Richa, que foi unificado. Foto de Tarso Cabral Violin

No dia 25 de maio protocolamos junto com juristas, advogados, professores universitários, servidores públicos e mais quase 10 mil apoiadores o pedido de Impeachment do governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), por causa do Massacre do Centro Cívico de Curitiba do dia 29 de abril de 2015. Até agora o pedido está parado na presidência da Assembleia Legislativa do estado.

Aumentaram as chances de Impeachment do governador.

Com a suspensão da greve dos professores públicos estaduais ocorrida hoje, os professores e servidores públicos, que estão muito insatisfeitos, vão focar no Impedimento de Richa.

Na quinta-feira (11), 19h, haverá reunião do movimento #ForaBetoRicha na APP-Sindicato para a discussão sobre os próximos passos da campanha pela renúncia ou Impeachment de Beto.

Além disso, 15 deputados estaduais que até agora eram governistas abandonaram Richa e agora se declaram independentes. Serão necessários que 36 deputados aprovem a abertura do processo de Impeachment do governador do Paraná. Cada vez mais os deputados estaduais estão insatisfeitos com Richa, aumento, portanto, as chances pela decisão do Impeachment.

O Impeachment seria didático: NÃO É POSSÍVEL MANDAR BATER EM PROFESSORES!

Movimentos sociais organizam-se pelo #ForaBetoRicha

O adesivo do movimento, que foi unificado. Foto de Tarso Cabral Violin

O adesivo do movimento, que foi unificado. Foto de Tarso Cabral Violin

Representantes de movimentos sociais, membros de partidos políticos e cidadãos reuniram-se ontem na APP-Sindicato para a organização do movimento “Fora Beto Richa” em Curitiba, na região metropolitana de Curitiba e em todo o Estado do Paraná.

A ideia é ampliar a pressão pela renúncia ou pelo Impeachment do governador Beto Richa (PSDB), por causa do massacre do Centro Cívico de Curitiba de 29 de abril de 2015, pelas denúncias de corrupção e por ele ter quebrado as finanças do estado.

Será organizado um grande ato pelo #ForaBetoRicha, ainda sem data marcada.

Uniram-se todos os movimentos organizados pela causa na RMC e, agora, a meta é conseguir o apoio de lideranças políticas e de entidades representativas da sociedade civil, assim como a unificação também com movimentos de Maringá, Londrina, entre outras cidades do estado.

Estão mantidas as petições eletrônicas pelo Impeachment de Richa, como por exemplo a que fundamentou o pedido real na Assembleia Legislativa, clique aqui.

Por enquanto, além de movimentos, fóruns e pessoas físicas, apoiam o movimento a Associação dos Blogueiros e Ativistas Digitais do Paraná – ParanáBlogs, o PCdoB de Curitiba, o Cebrapaz-PR, a CTB-PR e a Raiz Movimento Cidadanista de Curitiba (dissidentes da Rede no Paraná). Outras entidades e partidos políticos também estão se unindo ao movimento.

A próxima reunião do grupo, na qual será aprovado um manifesto, entre outras ações, será na APP-Sindicato, dia 11 de junho, 19h, e todos que defendem o Fora Beto Richa estão convidados. Acompanha e participe do evento no Facebook, assim como nas várias comunidades Fora Beto Richa das redes sociais.