Empresários manifestantes temem violência amanhã

coxinha

Os empresários milionários manifestantes de Curitiba temem uma possível onda de violência amanhã (15), durante as manifestações golpistas contra a presidenta Dilma Rousseff (PT), que pedirão o Impeachment e até a “intervenção militar” contra a Chefa do Poder Executivo do Partido dos Trabalhadores.

Pessoas que não estão acostumada a andar nas ruas, que normalmente têm contato com o povo apenas quando dão ordens para seus empregados, e que se acostumaram a passear em shoppings ou nas ruas seguras de Miami e Orlando.

O receio dos empresários manifestantes é que as várias facções que vão participar amanhã, entre coxinhas, nazistas, fascistas, não se entendam por causa das diferenças de métodos e objetivos. Alguns querem matar Dilma, outros querem o golpe militar e outros apenas o Impeachment descabido juridicamente. Outra situação que pode gerar violência é que a organização dos atos golpistas não permitirão que os cidadãos usem camisetas e bandeiras de partidos políticos, o que pode gerar confusão, pois as ruas são públicas e vivemos em uma Democracia.

Vários empresários do sexo masculino não levarão suas esposas e filhos para o protesto, com receio de falta de segurança pública.

O governo do Estado do Paraná, comandado por Beto Richa (PSDB), que apoia as manifestações golpistas, garante que os policiais franco atiradores que estarão no topo dos edifícios vão garantir a segurança. Além deles policiais militares da tropa de choque  estão a postos.

O dono de um dos maiores grupos educacionais do Brasil, que contratou carros de som para o evento, com a tentativa da retirada de Dilma do poder, pretende assumir a gestão das universidades federais e estaduais públicas de todo o Brasil. Ele estará nas ruas. Pelo Brasil vários empresários que pretendem assumir a gestão da Petrobras com a sua privatização também farão protestos indignados contra o Estado de Direito.

As manifestações de ontem em defesa da Democracia, dos direitos trabalhistas, da Petrobras, da reforma política e contra o golpe foram pacíficas por todo o Brasil.

Anúncios

Internautas que querem a morte de Dilma no dia 15

Captura de Tela 2015-03-14 às 01.03.10 Captura de Tela 2015-03-14 às 01.02.52 Captura de Tela 2015-03-14 às 00.59.05 Captura de Tela 2015-03-14 às 00.58.55 Captura de Tela 2015-03-14 às 00.58.48 Captura de Tela 2015-03-14 às 00.58.23 Captura de Tela 2015-03-14 às 00.57.48 Captura de Tela 2015-03-14 às 00.57.08 Captura de Tela 2015-03-14 às 00.56.52 Captura de Tela 2015-03-14 às 00.56.32 Captura de Tela 2015-03-14 às 00.55.44 Captura de Tela 2015-03-14 às 00.55.30 Captura de Tela 2015-03-14 às 00.55.08

Influenciados pelo discurso de ódio da oposição, da revista Veja e de parte da velha mídia e de empresários e socialites brasileiros milionários, internautas que gostam de novelas da Globo estão pregando a morte da presidenta Dilma Rousseff (PT), no ato golpista do dia 15 de março de 2015. Vejam algumas imagens acima de redes sociais.

Note-se que essas são mensagens abertas de redes sociais que o Blog do Tarso encontrou em rápida pesquisa. Imaginem o que estão falando em grupos fechados e em mensagens em aplicativos de mensagens.

Os atos da sexta-feira 13 em defesa da Democracia foram pacíficos por todo o Brasil. No dia 15 o receio é que a mistura de pessoas com concepções de vida diferentes possam causar risco para a segurança dos manifestantes.

Vão participar no dia 15 desde inocentes úteis bem intencionados até pessoas que querem um golpe militar e até a morte da presidenta e dos membros do Partido dos Trabalhadores.

Sucesso: 10 mil manifestam em Curitiba pela Democracia

Fotos de Tarso Cabral Violin / Blog do Tarso

Fotos de Tarso Cabral Violin / Blog do Tarso

10994641_10202952734772861_1414258323484176281_n 11070755_10202952975818887_8503893128092725320_n-2 11072661_10202953025980141_7299399521374930531_n-2 11058553_10202953056500904_5899914595059971775_n

Dez mil manifestantes participaram nessa sexta-feira 13 do ato histórico organizado pelos trabalhadores e movimentos sociais em defesa da Democracia, dos direitos dos trabalhadores, pela reforma política, pela Petrobras e contra o golpe arquitetato pelo ato do dia 15.

Muita festa, política, cidadania e alegria nas ruas da cidade. Sem violência, sem ódio.

A Globo do noroste do Paraná disse que havia apenas 200 manifestantes em Curitiba.

Blogueiro Fábio Campana, suspeito de corrupção, que é conhecido por atacar Dilma Rousseff (PT) e defender Beto Richa (PSDB), disse que existiam menos de 400 manifestantes.

A Polícia Militar, comandada pelo governo Beto Richa (PSDB), disse que existiam entre 800 e 1000 manifestantes. O que é mentira, pois deviam existir pelo menos 300 PMs no ato.

O Blog do Esmael disse que 5000 manifestantes participaram do ato.

A CUT e a Rádio CBN Curitiba disseram que havia 8 mil manifestantes.

O Blog do Tarso contou cerca de 10 mil pessoas no ato entre a Praça Santos Andrade, passando pela Marechal Deodoro, até a Boca Maldita.

Independentemente se existiam 5 ou 10 mil manifestantes, o evento foi um sucesso, mesmo sendo boicotado pela velha mídia golpista, que não divulgou o ato previamente.

Parabéns à CUT-PR, sindicatos, MST, Associação dos Blogueiros e Ativistas Digitais do Parana – ParanáBlogs e demais entidades e movimentos que ajudaram na organização e divulgação do evento!