Neymar fratura vértebra e está fora da Copa

Captura de Tela 2014-07-04 às 20.44.19

Curta o Blog do Tarso no Facebook, clique aqui.

Atualizado às 21h17

O jogador Neymar Jr, que levou uma joelhada nas costas no jogo do Brasil com a Colômbia (2 X 1) no Castelão em Fortaleza, fraturou a terceira vértebra e está fora da Copa do Mundo no Brasil 2014. Ele volta a jogar apenas em duas a três semanas.

É uma fratura benigna que não precisa de tratamento cirúrgico, mas apenas um tratamento conservador com uma cinta com imobilização para dar mais conforto contra a dor. Logo ele terá uma vida normal.

O jogador levou uma joelhada na região lombar do zagueiro Zuñiga, aos 40 minutos do segundo tempo, foi substituído e o colombiano não levou nem cartão amarelo.

Neymar volta junto com a seleção ao Rio de Janeiro, na cidade de Teresópolis.

Os prováveis substitutos são Bernard ou Willian para o jogo pela semifinal contra a Alemanha, ou uma saída conservadora e mais defensiva do técnico Felipão com Ramires, Hernanes ou Paulinho.

O meu time contra a Alemanha:

Julio Cesar, Maicon (que ganhou o lugar do ex-titular Daniel Alves), Dante (no lugar do capitão Thiago Silva que levou o segundo cartão amarelo), David Luiz (novo capitão) e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho (se jogar mal coloca o Fernandinho), Oscar e Willian; Bernard (se colocar mal coloca o Jô) e Hulk.

O time provável do Felipão:

Julio Cesar, Maicon, Dante, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Fernandinho, Oscar e Bernard (coloca o Willian durante o jogo); Hulk (coloca Ramirez durante o jogo) e Fred (coloca o Jô durante o jogo).

Sempre fui defensor que o Felipão tivesse levado Ronaldinho Gaúcho, Kaká ou Robinho. Agora pelo menos um deles vai fazer ainda mais falta.

Vai Brasil na #CopadasCopas!

Tarso Cabral Violin – advogado, autor do Blog do Tarso, viu o Corinthians ganhar mais um título paulista em cima do Santos do adolescente Neymar em 2009 no Pacaembu

ac987ff0-03ca-11e4-b87b-8576ba47f2a6_451704284

Zagueiros decidem e Brasil vence a Colômbia por 2 a 1. Agora é Alemanha na semifinal da #CopadasCopas

Captura de Tela 2014-07-04 às 18.09.49

O samba venceu a cumbia!

A seleção brasileira acabou de ganhar da seleção colombiana por dois a um na maravilhosa Arena Castelão em Fortaleza, pelas quartas-de-final da Copa do Mundo FIFA 2014.

A Colômbia era uma das favoritas e tinha vencido todos os seus jogos até aqui.

Os gols foram dos zagueiros Thiago Silva (capitão) no 1º tempo e David Luiz no 2º tempo. A Colômbia fez o gol em pênalti feito pelo goleiro Júlio César e batido por Jaime Rodrigues, que é o artilheiro da Copa com 5 gols.

O Brasil jogou muito bem com a volta de Paulinho ao time, que depois de correr 10 km saiu no final para a entrada de Hernanes. O técnico Felipão terá trabalho para saber se Luiz Gustavo, suspenso hoje, volta ao time e se no lugar de Fernandinho ou Paulinho.

Maicon jogou muito bem na lateral direita e garantiu seu lugar na vaga de Daniel Alves, que estava mal na Copa.

Fred jogou mal de novo, e tem que ser sacado da equipe e substituído por Willian, Bernard ou Jô na semi.

Hulk apagado foi substituído por Ramires no final mas ainda é necessário ao time.

Neymar Jr fez um jogo apagado e saiu do jogo contundido no final por causa de uma joelhada nas costas. Foi substituído por Henrique.

Thiago Silva levou o segundo cartão amarelo e não jogará o próximo jogo. Quem entrará em seu lugar é o Dante, número 13, que ainda não jogou na Copa do Mundo mas até fez gol na Copa das Confederações em 2013.

Agora a canarinho jogará agora contra a Alemanha, que venceu a França por 1 X 0 no Maracanã no Rio de Janeiro. A semi será dia 08 de julho (terça-feira), 17h, no Mineirão, Belo Horizonte.

O Brasil já está garantido entre os quatro melhores da Copa das Copas.

O outro jogo da semifinal será na quarta (9), 17h, entre os vencedores dos jogos de amanhã, entre Argentina e Bélgica e entre Costa Rica e Holanda.

Vai Brasil!

Captura de Tela 2014-07-04 às 18.43.07

Lula brilhou em evento de apoio às candidatas Dilma e Gleisi

10435940_10201592667812037_4152668596220567971_n

Teatro Positivo totalmente lotado com mais de 3 mil militantes e simpatizantes vendo a fala de Dilma. Fotos de Tarso Cabral Violin

10502058_10201592888617557_18619698523126613_n

Crianças com Dilma. Foto de Tarso Cabral Violin

10464310_10201592923138420_1864997591543141592_n

Gleisi falou no Teatro Positivo. Foto de Tarso Cabral Violin

10500468_10201592757094269_4608175839483495966_n

10414902_10201592985059968_9050744877271845709_n

Lula foi o mais animado. Foto de Tarso Cabral Violin

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (Partido dos Trabalhadores), considerado o melhor presidente do Brasil de todos os tempos, esteve ontem (03) em Curitiba para apoiar a reeleição da presidenta Dilma Rousseff (PT), a eleição de Gleisi Hoffmann (PT) para governadora do Paraná (vice Haroldo Ferreira do PDT) e Ricardo Gomyde (PCdoB) para o Senado Federal.

O evento foi no Teatro Positivo, dentro da Universidade Positivo, e contou com mais de 3 mil militantes e simpatizantes do PT e dos partidos de apoio à Gleisi, o PDT, o PCdoB, o PTN e o PRB.

Dilma fez agradeceu pela eficiência de Gleisi enquanto foi sua Ministra-Chefe da Casa Civil; disse que nunca deixou de repassar as verbas do Paraná e informou sobre todos os recursos públicos que repassou ao estado, desmentindo o governador Beto Richa (PSDB).

A presidenta informou, por exemplo, que o estado recebe muito dinheiro do Bolsa Família e muitos médicos do programa Mais Médicos.

O governo federal investiu muito no Paraná desde 2003, como os R$ 47 bilhões dos PACs 1 e 2: “O Paraná nunca foi discriminado pelo governo federal. Para mim, os interesses do povo estão acima das questões partidárias”.

Falou sobre os avanços na educação, que os adversários andam espalhando mentiras, e propôs que os apoiadores de sua candidatura falem a verdade.

Criticou o governo FHC (PSDB, de 1995-2002), informando que os tucanos no governo federal produziram recessão, desemprego, redução da renda dos trabalhadores, dilapidação do patrimônio com a venda de patrimônio público com preço baixo. Disse que os tucanos não são maus, mas se submeteram ao ideário anti-popular do FMI.

Falou que governar exige coragem, e que o seu governo tem um lado, o lado do povo brasileiro, dos 36 milhões que foram resgatados da extrema pobreza, por causa do bolsa família e do programa Brasil sem miséria; dos 42 milhões de brasileiros que acenderam para a classe média, com a valorização do salário mínimo, aumento de carteira assinada e aumento real de renda, o que se criou um mercado interno no Brasil.

Informou que o Pronatec foi criado para os jovens conseguirem um bom emprego; que os microempreendedores, junto com os pequenos empresários, se beneficiaram do Simples; para o sonho da casa própria seu governo e de Lula contrataram 3, 75 bilhões casas.

Disse que o seu lado é o lado de 50 milhões de brasileiros que passaram a ter atendimento de saúde com regularidade.

Governou sem ódio, sem discriminação, sem ressentimento, e que governar é fazer escolhas, com uma transformação pacífica. Para ela o Brasil mudou, e vai continuar mudando para melhor: “a partir das bases que criamos com crescimento e distribuição de renda, faremos mais mudança; e mudar fazendo o povo ser protagonista”.

Para Dilma o fim da miséria é só o começo e falou que a Petrobras chegou a produzir nesta semana em torno de 500 mil barris diários extraídos do pré-sal.

Tratou do sucesso da “Copa das Copas”, defendeu a reforma política e informou que “nunca fomos engavetadores de processo, não deixamos nada para baixo do tapete, criamos a Lei de Acesso à Informação, Portal da Transparência, independência da Polícia Federal, Comissão da Verdade, e sempre combatemos a corrupção”.

Falou bonito a la Lula:

“O filho do pedreiro pode ser doutor,

A empregada doméstica tem todos os direitos trabalhistas,

A costureira pode viajar de avião,

Uma faxineira pode ter casa própria!”

Defendeu a implementação das cotas, da proteção à mulher vítima da violência, e que o Brasil não tem lugar para a volta ao passado, o país deve ser forte e otimista. Em tempos de Copa e torcida verde amarela ela desejou sorte no jogo decisivo de hoje entre Brasil e Colômbia.

Disse que aqueles que têm complexo de vira-latas no Brasil foram silenciados com o sucesso da Copa.

Disse que vai sempre fazer um esforço para a verdade: “Vamos debater, vamos confrontar projetos, discutir sem ódio e com muita argumentação, quem tem a força do povo ao seu lado não teme nada e a ninguém”.

Para ela aqui no Paraná há a melhor candidatura possível, tanto no governo, senado e vice.

“Quando dizemos a verdade ninguém nos segura, vamos combater o pessimismo”.

Antes de encerrar pediu um minuto de silêncio por todos aqueles que foram feridos e perderam a vida com a queda de um viaduto em Belo Horizonte.

Depois foi a vez de Gleisi falar, que disse que não quer o passado, não quer um governo que mergulhou o Paraná no caos.

Lula disse que “Se em 2002 tivemos que vencer a esperança, hoje devemos vencer o ódio”, que quem precisa de Estado não é o rico e sim o pobre, e que o Choque de Gestão significa desemprego e diminuição de salário. Disse que os tucanos falam que vão fazer mas não fizeram quando estavam no poder, que o Fies levou milhões de estudantes para a universidade e que “nesse país ninguém vai deixar de estudar porque não nasceu em berço de ouro”, e “mais do que ganhar a eleição, vocês devem trabalhar para politizar a sociedade”.

Veja o vídeo de quando Lula falou sobre corrupção, clique aqui.

Lula falou sobre corrupção em Curitiba

10414902_10201592985059968_9050744877271845709_n

Lula falou sobre corrupção em evento em Curitiba no dia 03.07.2014 no Teatro Positivo, com a presidenta Dilma Rousseff (PT), candidata a reeleição, e Gleisi Hoffmann (PT), candidata ao governo do Paraná. Foto de Tarso Cabral Violin / Blog do Tarso