Minas Gerais votou Dilma

Captura de Tela 2014-10-05 às 23.23.19

Em Minas Gerais a presidenta Dilma Rousseff (PT) venceu o primeiro turno com 43,48%, Aécio Neves (PSDB) teve 39,75% e Marina Silva (PSB) 14%.

Por mais que Dilma seja mineira, ele fez toda a sua carreira política e profissional no Rio Grande do Sul.

Já Aécio é bastante conhecido em Minas Gerais, é atual senador e ex-governador do estado.

Ou seja, quem mais conhece o Aécio, não vota em Aécio.

Já o RS, que conhece Dilma, vota Dilma.

No RS Dilma recebeu 43,21% dos votos, Aécio 41,42% e Marina 11,5%.

O Brasil também preferiu Dilma no 1º turno, que teve 41%, Aécio 33% e Marina 21%.

Dilma e Aécio no segundo turno

debate-presidencia-BAND-10-size-598

Atualizado às 23h

A presidenta Dilma Rousseff (PT) foi muito bem no primeiro turno, com 41,6% dos votos, mas não chegou aos 50% dos votos válidos. O neoliberal Aécio Neves (PSDB) teve 33,5%, Marina Silva (PSB, ex-PT, ex-PV, futura Rede Sustentabilidade) 21,3%, Luciana Genro 1,6%, Everaldo 0,7% e Eduardo Jorge (PV) 0,6%.

Com isso a presidenta vai concorrer no segundo turno com Aécio.

A tendência é que os votos de Marina se dividam entre Dilma e Aécio, que os votos conservadores do Pastor Everaldo (PSC) vão para Aécio e os votos de Luciana Genro (PSOL) para a Dilma. Com isso Dilma poderá ganhar com uma margem grande de Aécio.

Agora o debate será entre a direita versus a esquerda, entre o modelo de governo FHC versus Lula/Dilma, entre o neoliberalismo/Estado Mínimo versus o Estado Social, entre o egoísmo, individualismo e barbárie versus a colaboração e fraternidade, o medo versus a esperança, o entreguismo versus o desenvolvimento sustentável.

Paraná repete sua história e reelege o governador Beto Richa

betoricha

Atualizado às 19h22

Enquanto, por exemplo, o Rio Grande do Sul nunca reelegeu seus governadores, o Paraná sempre os reelegeu. Isso ocorreu em 1998 com Jaime Lerner (ex-PFL) e em 2006 com Roberto Requião (PMDB), e não foi diferente hoje. Mesmo sendo considerado o pior governador do estado de todos os tempos, Beto Richa (PSDB) foi reeleito.

Beto Richa conquistou 55% dos votos, Requião 27%, Gleisi Hoffmann (PT) 14% e os demais candidatos menos de 1%.

O poder do dinheiro na campanha e da publicidade com dinheiro público ganhou as eleições.